A notícia da terra a um clique de você.
 
22/09/2016 07:12

Índia, China e Nigéria serão os países mais populosos

Mário Sérgio Lorenzetto
Índia, China e Nigéria serão os países mais populosos

O mundo está em constante mudança. Agora, elas passaram a um ritmo alucinante. Nos anos 50 do século passado, os dados da ONU contavam uma população mundial de cerca de 2,5 bilhões. Atualmente, são quase 7,5 bilhões e as expectativas apontam para 9,7 bilhões em 2050.

Veja Mais
Descascar mais, desembalar menos
Diga sim à vida. O aborto é inaceitável

Desde meados do século passado, a China, seguida pela Índia e pelos Estados Unidos são os países mais populosos do mundo. O Brasil ocupa ora a quinta posição e, em outros anos, o sexto lugar. Mas esse ranking passará por enormes mudanças.

A animação abaixo apresentada, criada por Aron Strandberg, baseado nos dados da ONU, mostra o crescimento populacional de doze países - os mais populosos - entre 1950 e 2060.

Índia, China e Nigéria serão os países mais populosos
Índia, China e Nigéria serão os países mais populosos

Brasil, um país de idosos

O Brasil, ao contrário do que tem sido habitual, assistirá o envelhecimento de sua população, motivo que o levará a deixar de ser um dos países mais populosos do mundo. As gerações mais jovens terão enormes dificuldades com o sistema previdenciário e com o de saúde. O que, atualmente, é precário, será ainda mais vulnerável. Veja na animação o envelhecimento:

Índia, China e Nigéria serão os países mais populosos
Índia, China e Nigéria serão os países mais populosos

Não se assustem com as turbulências nos voos. Os aviões estão cada vez mais seguros

Caiu um pequeno avião em uma fazenda próxima a Miranda. Os desastres aéreos costumam ampliar a sensação de insegurança nos voos. É uma falsa sensação. Muitos experimentamos viagens em aviões em que cravamos nossas unhas nos assentos e saímos com os músculos tão tensos quanto em uma maratona. Em regra as turbulências são as responsáveis por esse estado de "quase pânico". As autoridades aéreas, nos últimos meses, vem avisando que elas serão ainda mais constantes devido ao aquecimento global. Pior, aparecerão cada vez mais apesar do céu estar limpo.

Não importa que nossos sentidos indiquem que estamos dentro de uma lavadora de roupas, o certo é que essas sacudidas não são nada em comparação com o que uma avião é submetido antes de sair da fábrica nos últimos anos. Nos bancos de testes as asas dos aviões estão sendo submetidos a flexões que chegam a 90 graus. Outro teste é a busca pelo ponto em que um excesso de carga quebre as asas do avião. Hoje, esse ponto está muito mais distante de qualquer possibilidade no voo real.

Os fabricantes de aviões afirmam que mesmo turbulências muito fortes não conseguirão colocar um avião de cabeça para baixo ou seja lançado na terra. As condições podem ser irritantes e incômodas, mas o avião não cairá. Os pilotos mais experientes afirmam que o que os preocupa em uma turbulência é manter a calma dos passageiros e não a possibilidade de uma asa ser arrancada em uma turbulência.

Índia, China e Nigéria serão os países mais populosos

O carrinho de supermercado do futuro será automático

E se os carrinhos de supermercado que você conhece passassem a ser automáticos? Essa possibilidade já existe e pretende oferecer a pessoas com problemas motores, especialmente a pessoas em cadeira de rodas, grávidas e idosos, ir às compras com maiores facilidades.

O wiiGo, um dos carrinhos de supermercado automático, é de fácil manuseio, desvia-se dos obstáculos e segue o usuário pelo supermercado, auxiliando-o no transporte de suas compras. A invenção foi desenvolvida pela Follow Inspiration.




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.