A notícia da terra a um clique de você.
 
18/10/2013 07:45

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Mário Sérgio Lorenzetto
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Nova indústria de celulose em Ribas terá investimento de R$ 8 bilhões

Veja Mais
Os governantes que ouvem os cidadãos
Prefeituras iniciam decretos de calamidade financeira

O empresário Mário Celso Lopes está atuando para trazer uma nova fábrica de celulose a Mato Grosso do Sul. Lopes é ex-sócio da J&F Investimentos – dona da JBS na fábrica de celulose Eldorado Brasil – e está trabalhando para voltar ao setor com sócios estrangeiros. De Andradina (SP), o empresário montou vasto patrimônio comprando e vendendo terras no Oeste paulista e também em nosso Estado.

A nova indústria, que terá um aporte de R$ 8 bilhões, foi anunciada há poucos dias pelo governador André Puccinelli (PMDB) e conta com esforços da secretária da Produção e Turismo Tereza Cristina Corrêa da Costa nas ações de instalação.

O projeto, contudo, é para meados de 2014. Lopes tem cláusula de restrição temporal assinada com a Eldorado e só poderá voltar a ser sócio de uma fábrica de celulose no próximo ano. O empresário, que deixou de ser acionista da Eldorado em 2012, quando vendeu a participação de 25% para a J&F, é proprietário de um shopping center, atua como pecuarista e está dentro do mercado de celulose há alguns anos.

O nome do grupo estrangeiro que fará parceria com Lopes é guardado a sete chaves. Ele não revela para quem quer que seja. Chineses, portugueses, chilenos e sul-africanos. Não se sabe. Além da confirmação do investimento de R$ 8 bilhões a cidade que receberá a fábrica será Ribas do Rio Pardo – município distante 97 km de Campo Grande.

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Fifa recebe 6 milhões de pedidos de ingressos para jogos da Copa

A solicitação de ingressos para a Copa do Mundo em 2014 somou 6,16 milhões. O montante é quase o dobro dos 3,3 milhões de assentos que serão vendidos para o torneio, após o encerramento da fase inicial de comercialização. De acordo com a Fifa, 70,9% da demanda é de brasileiros. A maioria dos pedidos foi para o jogo de abertura, que está na Arena Corinthians, em São Paulo. Somente para essa partida, houve 726 mil solicitações. Depois aparecem os demais jogos da seleção brasileira e final, que será no Maracanã.

A ordem por nacionalidade dos pedidos ficou assim: em primeiro lugar os brasileiros com 4,4 milhões de ingressos. Na sequência estão: os norte-americanos com 374 mil; argentinos com 267 mil pedidos; os alemães na quarta posição, com 135 mil e, em seguida, os chilenos com 102 mil.

Ainda segunda a Fifa, terão prioridade as solicitações especiais, que são: idosos, estudantes e beneficiários do Bolsa Família. A resposta fica para 4 de novembro, quando os solicitantes receberão uma mensagem de texto por celular sobre o pedido.

Depois disso, caso sobrem ingressos, os mesmos serão disponibilizados à venda no período de 5 a 28 de novembro. Não haverá sorteio nessa fase. A Fifa venderá para quem chegar primeiro. Duas dúvidas: os norte americanos – 374 mil – querem vir para ver futebol? E os beneficiários do Bolsa Família comprarão ingressos tão caros?

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Petrobras, Google, Vale e Itaú Unibanco: empresas dos sonhos dos jovens brasileiros

A conclusão é da pesquisa promovida pela Companhia de Talentos. O objetivo da pesquisa é descobrir quais as empresas que os jovens sonham em trabalhar e como elas tratam seus trainees e estagiários. O estudo é efetuado entre universitários e recém-formados, com idade entre 17 e 26 anos, e aborda mercado de trabalho e ao ambiente corporativo.

As quatro primeiras posições dentre as empresas classificadas no ano passado e em 2013 permaneceram praticamente inalteradas – Petrobras, em primeiro. Seguida por Google, Vale e Itaú Unibanco.

Nos primeiros anos da pesquisa, o que contava mais para a escolha da empresa dos sonhos eram os salários e benefícios oferecidos. Agora, a opção está mais ligada ao desenvolvimento profissional que a empresa proporciona a seus funcionários.

O desempenho das dez empresas elencadas tem relação direta com os investimentos em educação continuada. O jovem permanece com a expectativa de que, ao ingressar no mundo corporativo, alguém continuará cuidando dele, como era na vida acadêmica. Ele que ter liberdade e independência, mas também quer que alguém indique a ele o que e como precisa ser feito.

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

E os jovens profissionais permanecem estudando

Claus Vieira e Luis Testa, respectivamente presidente e diretor de marketing e estratégia da Catho, a maior empresa de colocação profissional do Brasil. Eles percebem algumas facetas dos jovens profissionais que raramente alguma instituição de ensino ou empresa conseguiriam apontar. Garantem que está havendo uma canibalização positiva: são jovens que trocam o estágio pelo primeiro emprego, queimando etapas. Em um estágio, pode-se adquirir uma visão mais ampla, sem a mesma pressão por resultados. Também afirmam que está muito difícil recrutar talentos.

A dupla acaba de fechar uma imensa pesquisa com 150 mil profissionais e verificaram que 53% dos jovens profissionais estão matriculados em algum curso, seja de especialização ou graduação. Em 2005, eram 29%. A mudança demonstra como os profissionais estão vendo a importância de se capacitar ou buscar especialização.

Os dirigentes da Catho dizem que a formação tradicional continua sendo relevante para que o candidato obtenha todo o conhecimento e raciocínio lógicos necessários para a prática de alguma atividade. Outros aspectos, contudo, começaram a pesar no processo seletivo. Um dos mais relevantes é a questão comportamental, como maneira em que os jovens se relacionam com os colegas e com o mundo. As empresas avaliam se há muitas atividades extracurriculares, participação em grupos na universidade, ou mesmo algum trabalho social. Isso tudo integra, hoje, um pacote que fica mais atraente durante o trabalho de seleção.

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Presidente do Uruguai José Mujica vai na contramão da civilização do esbanjamento

Na Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), quem conquistou o coração do público foi o presidente uruguaio José Mujica. Seu pequeno Uruguai tem pouca ou nenhuma influência nas grandes questões geopolíticas. E optou, todavia, por um voo de utopia e poesia e vale a pena transcrever pelo menos a conclusão de seu discurso.

“Não nos entretenhamos apenas remendando consequências. Pensemos na causa profunda, na civilização do esbanjamento, na civilização do usa-tira que rouba tempo malgasto de vida humana, esbanjando questões inúteis. Pensem que a vida humana é um milagre. Que estamos vivos por um milagre e nada vale mais que a vida. E que nosso dever biológico, acima de todas as coisas, é respeitar a vida e impulsioná-la, cuidá-la, procriá-la e entender que a espécie é ‘nosso’ ‘nós’”.

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Tem ideia de quanto ganha um conselheiro ou um diretor de uma grande companhia?

A chave da questão está na “Governança Corporativa”. No Brasil, os conselheiros profissionais e independentes surgiram em resposta à necessidade das empresas modernizarem sua gestão, visando tornarem-se mais atraentes para o mercado. Oligopólios, empresas familiares, acionistas minoritários passivos e conselhos de administração figurativos passaram a dar lugar a investidores mais ativos, maior dispersão do controle acionário, maior foco na eficiência econômica e transparência da gestão.

Ela começou a ganhar força na virada do século em nosso país com a criação do primeiro código de boas práticas empresariais, a reformulação da Lei das Sociedades Anônimas, em 2001, e o lançamento da cartilha da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em 2002.

A partir de 2006, com a expansão dos IPOs e a entrada de capital estrangeiro, a incorporação de práticas de governança se espalhou pelas empresas.

Desafio de empresas está na manutenção de talentos

O maior desafio que grandes empresas como a Fibria têm pela frente é avançar com o processo de atrair e reter executivos e melhorar os conselhos de administração.

Um levantamento do IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) revela, por exemplo, que a remuneração média anual dos conselheiros no Brasil foi R$ 146.869 nas empresas do Novo Mercado. Nas empresas tradicionais é de R$70.575. A maior remuneração chegou a R$1.955.305.

Infelizmente, se há a preocupação com a melhoria da qualidade dos conselheiros, não existe preocupação com as mulheres. Sabe-se que apenas 7,2% dos conselheiros são mulheres.

Os valores pagos aos diretores estatutários têm como média R$ 1.728 milhão. A maior remuneração chega a R$ 25 milhões.

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Sucoterapia – inovação Saudável que combina com Campo Grande

Domingo 13 de outubro em Campo Grande. Milhares de pessoas nas ruas correndo nas meias maratonas. Imaginem um caminhão que vendesse sucos medicinais com receitas de nutrólogos, lanches saudáveis especiais, caldos, chai-indiano, suisse chocolate, frozen e açaí na tigela. Venderia tudo que conseguisse carregar. Esse caminhão já existe, mas está em São Bernardo do Campo (SP).

Todos os cuidados com a saúde do consumidor são tomados, até a água dos sucos é diferenciada, tem ph acima de 7.30, alcalina.

O inovador é Vander Wiliam Fioretti, que leva seu caminhão de Sucoterapia para todos os eventos esportivos da região. Ele diz que seu público-alvo são os atletas, famílias, crianças e idosos.

Fioretti garante que proporciona um cardápio extremamente saudável, com produtos selecionados, higienizados com o mais alto padrão de qualidade e a conscientização com relação à saúde e a boa forma.

Ele investiu R$ 120 mil e tem cinco colaboradores no caminhão-empresa. De acordo com os eventos que ocorrem na região de São Bernardo, atende de 5 a 10 mil pessoas por mês.

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose
Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose

Vai montar uma franquia? Dez preocupações que você precisa ter antes de iniciar

1. Faça um “test drive”. Fique alguns dias acompanhando a prática, o dia a dia, de uma franqueada existente.

2. Identifique-se com o negócio.

3. Invista até o máximo de 70% de seu capital disponível. Não ultrapasse.

4. Cheque o tempo de existência da franquia, o número de franqueados existentes e os pontos comerciais disponíveis.

5. Converse com o franqueador para saber dos diferencias que são oferecidos em relação aos concorrentes.

6. Submeta o contrato de franquia a um advogado de sua confiança.

7. Verifique como é o treinamento dos novos franqueados, o suporte para a inauguração e o sistema de supervisão.

8. Procure os franqueados trabalhando há mais tempo e descubra os resultados que estão obtendo e o grau de satisfação com o franqueador.

9. Procure ex-franqueados para saber dos motivos de terem saído do negócio.

10. Cobre do franqueador uma análise de geo-marketing para constatar a viabilidade do ponto comercial e não deixar o custo total de locação – aluguel, condomínio e fundo de promoção – ultrapassar 15% do seu faturamento bruto.

11. Trabalhe muito e reze.

Mato Grosso do Sul vai ganhar nova fábrica de celulose



Então está confirmado. Ribas está em festa.
 
Francisco Azugarrai de Souza em 18/10/2013 08:31:58
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.