A notícia da terra a um clique de você.
 
25/01/2014 08:18

O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira

Mário Sérgio Lorenzetto
O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira

Francesco Matarazzo - o homem que entendia de porcos

Veja Mais
O Brasil voltou aos mesmos ideais de 1920
Os governantes que ouvem os cidadãos

Há milênios o porco é associado à prosperidade. Como engorda facilmente, come de tudo e não dá trabalho, é um símbolo de abundância que acompanha a humanidade. Francesco Matarazzo (1854-1937) sabia disso. Foi com os porcos que começou a erguer um dos maiores impérios comerciais e industriais da história brasileira.

Aos 27 anos, chegando ao Brasil, viu sua maior riqueza – literalmente – ir por água abaixo. Uma manobra desastrada no porto do Rio de Janeiro afundou 2 toneladas de banha de porco que o empresário trouxera da Itália para vender no Brasil. Antes da descoberta dos males do colesterol e das gorduras, a banha de porco era usada, mundo afora, na preparação de alimentos e foi com ela que o jovem Francesco decidiu ganhar a vida. Foi morar em Sorocaba por ser uma região com grandes rebanhos. Montou um armazém de secos e molhados e sua primeira “fábrica” – em verdade uma prensa e um tacho para retirar e derreter a banha dos porcos, posteriormente vendida no balcão e no lombo de burros que percorriam as trilhas do interior do país.

O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira

Inteligência para prosperar e manter o negócio

Como grande parte da banha vinha dos EUA e chegava ao Brasil um tanto deteriorada, Matarazzo passou a competir com os importadores e a fornecer o alimento em nova embalagem. No lugar de barris de madeira, passou a enlatar o produto, aumentando sua durabilidade e seus lucros.

Gostava de controlar todas as etapas que envolviam seu trabalho e, por isso, montou uma fábrica de latas e frotas de caminhões e navios para transportar a banha. Chegou a ter mais de 200 fábricas que abarrotaram o país com produtos que ficaram na memória dos brasileiros como o sabonete OK, os biscoitos e macarrão Petybon e o óleo de algodão Sol Levante. A fortuna fragmentou-se com a divisão entre seus 11 filhos, e o império entrou em crise.

O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira
O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira

Refeição fora de casa ainda vai pressionar a inflação

É sábado, o calor está forte, bate recordes segundo as mais otimistas previsões. Tudo vai fechar mais cedo e, claro, não haverá tempo para cozinhar. Pedir comida ou ir ao restaurante? Qualquer um serve. Foi por situações assim que o negócio de alimentação cresceu vertiginosamente no Brasil. No ano passado, entre janeiro e novembro, o crescimento de receita de bares, lanchonetes e restaurantes chegou a 10,7% no país, segundo pesquisa do Euromonitor. Passaram da média do setor de alimentação, que evoluiu 8,5% e da inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), 5,91%. Todo esse ganho vai refletir na inflação de 2014.

O repasse vai acontecer porque a CUT (Central Única dos Trabalhadores) vai sentar com os sindicatos trabalhistas para rever os reajustes dos tíquetes-refeição. A base sairá justamente da evolução de 10,7% do setor. Também serão revistos salários dos trabalhadores. A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens e Serviços) prevê a contratação de 70,5 mil novos funcionários em 2014. São 4,8% postos de trabalho a mais que 2013, quando foram gerados 1,12 milhão. Serão 1,16 milhão em 2014 neste ano, se a conta fechar.

O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira
O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira

Mercado imobiliário, animado com a tendência, espera faturar mais com aluguéis

O mesmo ocorre com as empresas de cartão de crédito e débito com o estabelecimento de taxas diferenciadas de cobrança. Elas variam entre 4% e 6,5%, mas se o proprietário quiser receber antecipado, passam para 13%.

Não poderiam ficar de fora as cidades-sede da Copa, que assistirão assombrosa corrida aos empreendimentos que atuam com a comida. Empresários do setor em todo o país, contudo, esperam bons rendimentos porque os feriados do torneio são nacionais e há empresas que já anunciaram a concessão de férias para os funcionários justamente nos dias de disputa.

O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira
O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira

Escola britânica planeja multar pais de alunos atrasados

Existem etapas obrigatórias para a presença de crianças na escola, mas claro, tem gente que não respeita desde governos até aqueles que deveriam ser os principais interessados na educação, os pais. Para “estimular” a participação em sala a começar com a eliminação de atrasos, a escola britânica Emerson Valley School decidiu multar os pais. A cada dez atrasos em um período de 12 semanas, os pais teriam que pagar 60 libras, o que corresponde a cerca de R$ 234. E tem juros se a multa não for recolhida em 21 dias. Após esse período, o valor dobra. É claro que existem críticas, mas quem for multado, terá que pagar e ponto.

O homem da banha de porco - símbolo do início da industrialização brasileira



Matarazzo enlatou a banha que vinha em barris e ficou milionário. Mais uma história de que a invenção determina a prosperidade.
 
Marco Greca em 25/01/2014 09:17:09
A história do Matarazzo e uma glória para quem pensa em melhorar sua empresa. Muito boa.
 
Andrea Bozzanni em 25/01/2014 08:54:09
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.