A notícia da terra a um clique de você.
 
08/11/2015 07:00

O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos

Mário Sérgio Lorenzetto
O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos

Juventude desempregada.

Veja Mais
O ronco da barriga é o fator decisivo
Povo nas ruas novamente. Como fica a Previdência?

Entre os que têm de 18 a 24 anos, a taxa de desemprego está em 18%. Em janeiro era de quase 13%. Dada a gravidade do momento que o Brasil vive, era de esperar que o governo reforçasse as políticas públicas voltadas para esses jovens sem trabalho. Na realidade, está ocorrendo justamente o contrário. O Pronatec, programa federal de capacitação para emprego técnico, tinha como meta atingir 12 milhões de pessoas, mas recentemente o número foi cortado pela metade. Quem precisa de financiamento público para arcar com os custos de uma faculdade também encontra dificuldades. O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) reduziu quase 50% o número de novos contratos assinados. O país está pagando pelo conjunto de erros cometidos pelo governo nos últimos anos. Investiram onde não deveriam ter colocado um tostão - e a imensa maioria da população dizia que era errado - na recriação da indústria naval, na construção de estádios em cidades onde quase não há público de futebol e em uma longa lista de iniciativas fadadas previamente ao insucesso.

O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos
O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos

A moda dos "nudes" no WhatsApp. A nudez no século XXI.

A nudez ganhou contornos diferentes ao longo da história. Gregos e romanos eram indiferentes em relação ao corpo. Os banhos públicos, com todos pelados, eram os espaços mais usados pelos homens de negócio e políticos para tomar decisões importantes. Somente no feudalismo o corpo nu passou a ser associado à vergonha, ficando restrito aos espaços íntimos. A religião passou a ditar as regras, entre elas a ideia de que o copo nu representava o pecado original. Adiós pelados por muitos séculos.

A nudez greco-romana está retornando com força total. Seus adeptos não param de crescer e já ultrapassam os 50% entre os jovens de 18 a 24 anos. Entre os não tão jovens a moda também dá as caras (alô, Stenio Garcia).
Alguns dizem que a exposição não vale a pena, outros lembram que as trocas dos nudes só podem acontecer se forem consensuais e se rolar extrema confiança entre os parceiros. Mesmo assim, é preciso saber que os riscos de vazamento existem. Para outros trata-se de um "grito de liberdade", existem aqueles que argumentam em favor da "ventilação" - correr um ventinho nas partes íntimas reduz as chances de proliferação de fungos e de bactérias indesejáveis. Apareceram incontáveis peladões e peladonas andando tranquilamente pelas ruas como se tivessem levando o cãozinho a passear, com suas devidas filmagens amadoras. Casais se desfizeram por causa de nudes e outros se uniram argumentando que quem troca imagens sexualmente sugestivas têm mais disposição entre quatro paredes. Os nudes, aparentemente, vieram para ficar. Alguns aplicativos minimizam o risco de vazamento dos peladões. No Snapchat é possível escolher o tempo de visualização da foto do pelado ou pelada. O Telegram não armazenas as fotos. Mas não se esqueçam, o que acontece na internet pode ficar na internet, e no mundo, por muito tempo.

O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos
O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos

A JBS será a maior produtora de alimentos do mundo?

Ela já é a maior produtora e exportadora de carne. Diariamente, contabiliza o abate de 15 milhões de frangos, 100 mil bois e de 150 mil suínos. Ela também está presente em 20 países, onde atuam 200 mil funcionários. Os números são superlativos. Mas, talvez, tão superlativos quanto os rumores de que seria propriedade de Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Lula. Os irmãos Wesley e Joesley, proprietários da JBS, costumam explodir quando confrontados com esses rumores.

Um sonho exagerado? Ser a maior produtora de alimentos do mundo é uma façanha que exigirá dessa empresa um rol de outros números tão superlativos como os atuais. Para chegar ao primeiro posto, a JBS necessitará dobrar suas vendas. Apenas no quesito faturamento, a Nestlé faturou em 2014 aproximadamente US$ 100 bilhões. No mesmo ano, a Archer Daniels Midland faturou US$ 81 bilhões e a Bunge conseguiu US$ 57 bilhões. A JBS se aproximou da Bunge, faturou no ano passado US$ 51 bilhões.

O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos
O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos

A máquina de cultivar maconha.

Foi só liberar a maconha que já apareceu gente para ganhar dinheiro. Inventaram, nos Estados Unidos, uma máquina para cultivar maconha em apartamento. Maconheiro norte-americano que não possuir um quintalzinho em sua casa poderá comprar a máquina por US$1,4 mil. Parece uma pequena geladeira. O maconheiro deposita a semente no interior da máquina e nada mais. Pode pegar 140 gramas de maconha a cada "colheita". A máquina monitora a luminosidade, ventilação, pH e o nível de nutrientes necessários para dar uma boa colheita. Os espertos da empresa "Leaf" (folha, em inglês) não querem vender apenas a máquina de maconha, o verdadeiro negócio deles é vender os cartuchos com nutrientes, que terão de ser trocados frequentemente. Alguém se dispõe a criar uma máquina similar para cultivar tomate e alface?

O país está pagando pelos de erros cometidos pelo governo nos últimos anos



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.