A notícia da terra a um clique de você.
 
08/08/2016 07:05

O Top 10 dos países mais ricos do mundo

Mário Sérgio Lorenzetto
O Top 10 dos países mais ricos do mundo

Os pequenos países continuam a dominar a lista dos mais ricos do mundo. Ancorada nos dados do FMI e do Banco Mundial, a revista Global Finance, construiu esse ranking. A base é o PIB e o poder de compra, per capita.

Veja Mais
O ronco da barriga é o fator decisivo
Povo nas ruas novamente. Como fica a Previdência?

O Top 10 dos países mais ricos do mundo
O Top 10 dos países mais ricos do mundo

O êxito depende de sua mentalidade e não da inteligência.

Ser mais rápido, mais resolvido, menos tímido. Muitas vezes sonhamos com habilidades que não possuímos. Podemos pensar que aquela criança que é o pior aluno tem o destino marcado e não conseguirá grandes vitórias ao longo de sua vida, mas a ciência nos ensina que não é bem assim. O vídeo de "Bite Size Psych" ensina que o segredo do êxito está na mentalidade: pergunte-se se tem mentalidade fixa ou em crescimento. A mensagem que transmite essa peça audiovisual é que o velho chavão "eu sou assim" deixou de ser uma desculpa válida. Também mostra que ter uma mentalidade ou a outra não é motivo para não aprender. Há esperança: sempre podemos mudar para melhor.

Desfrute o vídeo.

O Top 10 dos países mais ricos do mundo

Os caminhões sem caminhoneiro, uma realidade muito próxima.

Um caminhão inteligente capaz de dirigir-se a si mesmo em qualquer circunstancia. Seu nome é FMX e o protagonista da iniciativa é a Volvo. A empresa sueca está implantando esse caminhão inteligente em fases.

A primeira fase do projeto é "dirigir sem pés", já disponível em muitos carros atuais. Refere-se aos controles de cruzeiro que permitem escolher a velocidade, mantê-la e, inclusive, nas últimas versões, detectar se tem outro veículo à frente e reduzir a marcha, mantendo uma distancia segura.

O nível 2 é a "condução sem mãos". Define a primeira grande mudança nos caminhões. É a fase preliminar, muito importante, do sistema de condução sem caminhoneiro. A Mercedes e a BMW já estão oferecendo essa tecnologia nos modelos Classe E e Série 7. Neles, o condutor apenas observa a viagem, mas tem de estar atento para possíveis mudanças abruptas.

O nível 2 será o "sem olhos". Define uma condução autônoma em situações controladas em que o condutor deve apenas supervisionar o que faz o veículo, mas pode ler as mensagens do WhatsApp sem problemas, por exemplo. A grande dificuldade dessa fase é que os estudos estão mostrando que nós humanos não somos bons supervisores, tendemos a distrair-nos com facilidade e o tempo médio de resposta é de cinco segundos.

No nível 4, denominado "sem cabeça", o humano nada tem a supervisionar. O veículo é plenamente autônomo em um cenário projetado. Esse é o nível que chegou a Volvo com o modelo FMX. Em uma viagem bem estudada, o veículo realiza sua atividade sem ninguém ao volante. Na pista de testes da Volvo o sucesso do empreendimento surpreendeu.

O nível 5 ainda demorará anos. O caminhão se auto governará. Não haverá estudos detalhados de rota e nem caminhoneiro. Será dada apenas uma ordem: o caminhão sairá da Rua X, número Y em Campo Grande e chegará em uma rua e número determinados em São Paulo.

O Top 10 dos países mais ricos do mundo

O robô de Charles Darwin.

Não existiam robôs na época em que Charles Darwin viveu. Todavia, suas ideias evolucionistas acabam de sair do campo dos seres vivos. Pularam para as máquinas. Na Université Pierre et Marie Curie, em Paris, desenvolveram um mecanismo que permite aos robôs se adaptar a súbitas e variadas mudanças não previstas em sua morfologia, tais como pequenos danos à sua estrutura física.

Os pesquisadores fazem seus testes aplicando danos à estrutura física do robô. Em um robô de seis pernas, tiravam uma delas, por exemplo. Dada sua inteligência artificial, o robô, agora com cinco pernas, conseguiu desenvolver estratégias de movimentação que compensou a retirada de uma das pernas. Quando inteiro, o robô percorria um determinado espaço em um tempo determinado. Com menos uma perna, conseguiu mudar seus algoritmos e vencer a mesma distância do robô com seis pernas no mesmo tempo.

É um robô que guarda os princípio da Evolução, preconizada por Charles Darwin, para todos os seres vivos. Um robô que age com os pressupostos de nossos genes pode ser conhecido como "O robô de Darwin".




imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.