A notícia da terra a um clique de você.
 
26/07/2014 08:20

Países árabes estão comprando mais carne brasileira

Mário Sérgio Lorenzetto
Países árabes estão comprando mais carne brasileira

Países árabes estão comprando mais carne brasileira

Veja Mais
As favelas são propriedade privada dos traficantes
O Brasil voltou aos mesmos ideais de 1920

Nos primeiros quatro meses do ano, as exportações cresceram 39% para o bloco dos árabes, conforme a Câmara de Comércio Árabe-brasileira. A carne representou 15% do total das importações de produtos do Brasil pelas nações do Oriente Médio e Norte da África no período. São duas justificativas: reposição de estoque e o Ramadã, que se inicia no próximo dia 28.

No ano passado, o ramadã iniciou em 9 de julho. Por outro, atendendo à crescente demanda interna. Somente o Egito aumentou a compra da mercadoria em mais de 80%. Em segundo lugar ficaram os Emirados Árabes Unidos (34%), seguidos da Argélia (37%), Líbano (5%), Palestina (29%), Tunísia (45%), Omã (15%), Marrocos (15%) e Ilhas Comores (quase 500%). São Paulo foi o estado brasileiro com maior representatividade, responsável por quase 30% do total exportado aos árabes. No ano passado, as exportações para estes países nos primeiros cinco meses do ano chegaram a US$ 30,2 milhões.

Países árabes estão comprando mais carne brasileira
Países árabes estão comprando mais carne brasileira

Excesso de trabalho, divórcio e indenização

Aconteceu no Rio Grande do Sul. Nesta semana, o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª região (TRT-RS) condenou uma empresa a pagar indenização de R$ 20 mil a uma funcionária que se divorciou em decorrência da jornada excessiva. A alegação acatada pela Justiça foi de dano existencial.

Em depoimento, a empregada apontou que o fim da união com o marido foi causada por desentendimentos pelos longos períodos em que permanecia no trabalho. Ela trabalhava de segunda a sexta, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 16h. Além disso, em dois domingos ao mês, a mulher comparecia ao trabalho das 8h às 13h, mas direito a uma hora de intervalo. Já nos dias de folga, tinha de comparecer ao trabalho nas folgas de domingo ou fazer viagens ao interior do Estado.

Era uma jornada muito diferente do regime de 44 horas semanais estabelecido pela legislação. No início, a indenização era de R$ 67,8 mil, mas foi revista pelo TRT-RS. A decisão cabe recurso ao Tribunal Superior do Trabalho. Dano existencial ocorre quando uma exigência patronal prejudica a realização de projetos de vida do empregado ou violam o direito à convivência familiar e social.

Países árabes estão comprando mais carne brasileira
Países árabes estão comprando mais carne brasileira

Gastos de estrangeiros chegaram a US$ 1,4 bilhão durante a Copa do Mundo

Segundo o balanço divulgado ontem pelo Banco Central, o montante é 41,59% superior aos gastos feitos nos dois meses completos do ano passado (US$ 993 milhões). Na avaliação do BC, o torneio reverteu o déficit registrado até maio na conta do turismo. Nos cinco primeiros meses deste ano, o acumulado era 5,87% inferior à soma de janeiro a maio de 2013. Se colocados nessa conta os meses do torneio (Junho e Julho), a soma do ano (US$ 4,254 bilhões) foi 5,84% superior a de 2013 (US$ 4,019 bilhões).

Levantamento do Ministério do Turismo em parceria com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) demonstra que o país recebeu turistas de 203 nacionalidades durante a Copa. Os turistas permaneceram em média 13 dias no país e estiveram em 378 municípios brasileiros. Os itens mais bem avaliados foram a hospitalidade e a gastronomia, com 98% e 93% de aprovação respectivamente. A segurança pública brasileira foi avaliada positivamente por 92% deles. Os táxis, informações turísticas e transporte públicos foram aprovados por nove em cada 10 visitantes internacionais e os aeroportos por oito em cada dez.

Países árabes estão comprando mais carne brasileira
Países árabes estão comprando mais carne brasileira

ComiXology libera download de quadrinhos

A ComiXology é considerada a maior loja virtual de quadrinhos digitais no mundo e anunciou ontem que os usuários de seu aplicativo homônimo poderão fazer download de HQs livres de DRM ("gestão de direitos autorais", da sigla em inglês). A permissão passou a valer ontem mesmo. Assim, os usuários poderão ser salvos em PDF ou CBZ (formato especial para quadrinhos) para leitura off-line em qualquer dispositivo.

Antes, só era possível acessar o conteúdo comprado na loja por meio de conta pessoal no aplicativo da empresa para tablets e smartphones ou no site na internet. A permissão é para apenas algumas editoras e entre elas não estão a Marvel e DC Comics. Ainda assim, a loja virtual reúne mais de 40 mil títulos de diferentes editoras e é uma das grandes responsáveis pela notável expansão do mercado de quadrinhos digitais nos últimos anos. Bem, a Amazon é a proprietária desde abril.

Países árabes estão comprando mais carne brasileira



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.