A notícia da terra a um clique de você.
 
27/10/2013 09:15

Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca

Mário Sérgio Lorenzetto
Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca

Investir em futebol impulsiona valorização de empresas

Veja Mais
Povo nas ruas novamente. Como fica a Previdência?
Descascar mais, desembalar menos

A idade média das dez marcas mais valiosas do mundo , de acordo com o respeitado ranking da Brand Z, é de 59 anos. Para fazer parte do exclusivo grupo em 2013, todas ofereceram bons produtos e serviços, fizeram investimentos nababescos em marketing e tiveram muita sorte. As marcas que lideram o ranking da Brand Z são: Apple, Google, IBM, Mc Donald's, Coca-Cola, AT&T, Microsoft, Marlboro, Visa e China Mobile.

Há, contudo, uma opção que mantém os elevadíssimos gastos em marketing, mas atalha o caminho, economiza o tempo de investimento: patrocinar times de futebol. Esse o caminho da Emirates, a companhia aérea de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Estima-se que seu vasto portfólio de patrocínios supere a casa dos R$ 600 milhões por ano.

No futebol, a Emirates patrocina: Real Madri na Espanha, Hamburgo na Alemanha, Milan na Itália, Paris Saint-Germain na França e o Olimpiakos na Grécia. Também patrocina e dá o nome ao estádio do Arsenal na Inglaterra.

Seguindo o mesmo caminho está a Etihad de Abu Dhabi, também dos Emirados Árabes que patrocina o Manchester City e dá nome ao estádio. O contrato de dez anos com o time inglês rende R$150 milhões por ano, um recorde dos patrocínios de futebol.

Pelo ritmo de investimentos das companhias aéreas não deve durar muito para que esse ranking da Brand Z fique parecendo uma lista de decolagens de algum aeroporto internacional.

Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca

Quais os times mais valiosos e os que têm mais seguidores nas mídias sociais?

Pelas estimativas da Forbes, o Real Madri foi considerado mais uma vez o clube esportivo mais valioso do mundo, com valor de US$3,3 bilhões. Mas o futebol também domina as redes sociais (Facebook e Twiter), graças à base global de fãs.

Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca
Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca

De 'empresário' das pipas a fiel consultor de finanças do Corinthians

Sim, Raul Corrêa da Silva, é o maior consultor brasileiro e muito fiel às empresas a que presta seus trabalhos. Raul também é da fiel. Corinthiano-fundador da Gaviões da Fiel e, depois de uma dissidência – a Camisa 12. É o atual diretor financeiro do Corinthians e muito é devido a esse profissional à competência instalada nas finanças do clube.

Isso já daria o papel de uma vida, mas Raul é muito mais, ele é o fundador e diretor presidente da BDO RCS, a quinta maior companhia de auditoria e consultoria dentre as que operam no Brasil. Nada mal para quem nasceu em uma família de classe média em São José dos Campos (SP) e passou a infância e adolescência no Jardim São Paulo, bairro da zona norte da capital paulista. Ele conta que não só empinando, mas também vendendo pipas. Foi o primeiro trabalho dele.

Após algum tempo no ramo das pipas, teve de abandonar a “empresa”. Qual o motivo? O Corinthians, confessa. O rapaz envolveu-se em uma briga de rua motivado por sua devoção à equipe do Parque São Jorge, que acabou indo parar nos jornais. O pai, ao ver o nome do filho nas páginas policiais decretou: “acabou pipas, acabou time”. Foi empregado como office-boy.

As pipas acabaram, pelo Corinthians a paixão foi aumentada

Raul recorda que era o final dos anos 60 e o clube vinha sendo administrado pessimamente. Achou que precisava fazer algo a respeito. Junto com alguns companheiros, fundou a Gaviões da Fiel para lutar por um Corinthians melhor, dentro e fora do campo.

Sua outra paixão, a BDO RCS ocupa vários andares no centro de São Paulo, e é a líder do bloco intermediário de consultorias mundiais. À sua frente está o denominado Big Four, as quatro maiores empresas de auditoria e consultoria do planeta – Pricewaterhouse, Deloitte, Ernst & Young e KPMG, todas dedicadas a grande empresas.

A BDO RCS é a única grande com brasileiro fundador e presidente. Raul está no ramo desde os 23 anos, sempre dedicando o trabalho às pequenas e médias empresas. Nunca deixando o ramo e as empresas com que trabalha. Raul fez algumas incursões nos ramo de cosméticos e gastronomia. Hoje, é dono do restaurante Cantaloup, em São Paulo, reduto famoso de corinthianos. Raul fiel e da fiel vem obtendo sucesso. A BDO RCS faturou R$ 71 milhões em 2012, e a meta para 2013 é de R$ 85 milhões de receita, além de abrir escritórios em 18 cidades do país.

Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca
Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca

Dois economistas e um psicólogo analisam um site de encontros e...

Os economistas e o psicólogo se reuniram para analisar o comportamento de cerca de 30 mil usuários de um dos principais sites de encontros. Os homens eram a maioria, com 57% e a idade média para todos usuário estava entre 26 a 36 anos. Eram predominantemente brancos, apesar de representarem uma miscigenação racial. Também eram mais altos, mais ricos, magros e bem apessoados do que a média.

Mais de 4% dos paqueradores afirmavam que eram ricos, embora menos de 1% de usuários da internet efetivamente seja rico, o que sugere que três em quatro desses ricos tenham exagerado.

Usuários de ambos sexos declararam ser muito mais altos que a média nacional. Quanto ao peso, o dos homens se mostrou em compasso com a média nacional, enquanto as mulheres quase sempre se declaravam cerca de 9 kg abaixo do peso médio no país.

Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca

Lindos ou pouco instruídos, mentiras na rede confundem

O mais notável é que 70% das mulheres afirmavam serem donas de uma beleza acima da média, incluídas as 24% dentre elas que afirmaram ser lindas. Os homens não ficaram atrás: 67% deles descrevem a si próprios como acima da média, incluídos os 21% muito bonitos. Isso reduz a apenas 30% o número de usuários com aparência média, incluindo o 1% com aparência abaixo da média. Isto demonstra que o típico usuário dos sites de encontro seja um fantasista ou narcisista ou meramente avesso ao significado da palavra “médio”.

Muitas mulheres afirmaram ser loiras – 28%, um número bem acima da média nacional. Temos nesse caso um excesso de tinta ou de mentira, se não de ambas. Alguns usuários se mostraram estimulantemente honestos. Oito por cento dos homens, cerca de um em cada 12, admitiram ser casados. De todas as receitas para se dar mal em um site de encontro, deixar de juntar uma foto certamente é a mais infalível (apesar de muitas fotos serem de alguém mais bonito). Um homem que deixa de incluir sua foto recebe apenas 25% do volume da correspondência eletrônica enviada a outro que a inclua. No caso das mulheres é ainda pior, apenas 17% recebe resposta.

Não divulgar a foto em site de relacionamento é péssimo

Um homem de baixa renda, pouca instrução, insatisfeito no emprego, não muito atraente, ligeiramente acima do peso e careca que inclua sua foto tem mais chance de receber alguma comunicação do que outro que declare ser rico, estonteantemente lindo, mas deixe de incluir uma imagem.

Existem múltiplas razões para não incluir uma foto: o freguês tem vergonha de ser flagrado pelos amigos ou simplesmente é feio. Como no caso de um carro zero km com a tabuleta de vende-se, os interessados concluirão que algo muito errado se esconde sob o capô. Arrumar um encontro não é fácil. Dos homens, 57% anunciam não recebem sequer uma correspondência e 23% das mulheres não obtém uma única resposta.

Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca

Contradições entre preferências de homens e mulheres marcam mentiras na rede

Os homens que dizem querer ter um relacionamento duradouro se saem muito melhor do que os que buscam um namoro passageiro. No entanto, as mulheres atrás de um namoro passageiro dão-se maravilhosamente bem.

Quanto mais rico, mais comunicação o homem recebe. No caso das mulheres, ao contrário, o apelo da renda apresenta uma curva que sobe e desce: os homens não querem sair com mulheres que ganham pouco, mas quando elas ganham muito bem, eles fogem.

Para os homens, ser baixo é desvantagem, mas o peso não tem tanta importância. Para as mulheres ser gorda equivale a não receber uma só comunicação. Agora já sabem o que devem mentir e as mentiras dos outros.

Patrocinar times de futebol é o atalho para valorização da marca



trabalho com jogadores de varias idade,com CT pronto para ser inaugurado so preciso de investidores.
CT com dos campos, piscina,apartamentos e área de laser.
 
ROMEU PEREIRA FILHO em 29/10/2013 21:42:29
imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.