A notícia da terra a um clique de você.
 
06/04/2014 07:17

Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção

Mário Sérgio Lorenzetto
Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção

Marqueteiros: deixem a moça um pouco em paz

Veja Mais
Povo nas ruas novamente. Como fica a Previdência?
Descascar mais, desembalar menos

O que uma candidata não se submete em ano eleitoral!! Mandaram a Presidenta Dilma fazer um belo termino, com rendado nas mangas, bem fofo, tudo muito especial para estrear com a turma do campo. Colocaram no avião e a mandaram para o nosso vizinho Mato Grosso. Foi pilotar uma colheitadeira. Os marqueteiros de plantão tiveram uma ideia ridícula.

Como se não bastasse, ainda teve de tirar foto com o "moto serra de ouro", também conhecido pelo nome de Blairo Maggi. Sorriu para o pessoal da bancada ruralidade como se os amasse para sempre. E o pior, jogou soja para cima. Ficou parecendo Miss Paraná com peneira de café em desfile de traje típico.

Mico. Micão danado de grande. Cadê os marqueteiros do Lula?

Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção
Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção

Por que homens e mulheres mais velhos casam com pessoas mais jovens?

Os casamentos mais divulgados dos últimos tempos foram os de Fernando Henrique Cardoso, do ator Francisco Cuoco e da Madonna. Quais as vantagens e desvantagens desse tipo de relacionamento amoroso para cada uma das partes?

Quem estudou esse tipo de comportamento foi o conceituado Instituto Max Planck da Alemanha que promoveu uma pesquisa recente com mais de 2 milhões de casais dinamarqueses.

Até a publicação da pesquisa na revista científica Demography, o senso comum dizia que, homens e mulheres, que escolhem parceiros mais jovens o fazem porque são mais saudáveis e, portanto, já gozam de uma expectativa de vida mais alta.

Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção

A extensa pesquisa desmentiu o senso comum

Apenas os homens são favorecidos pela união com mulheres mais jovens. Eles vivem mais. O risco de mortalidade de um homem que é de 7 a 9 anos mais velho que a mulher é reduzido em 11%, em comparação com casais em que ambos os parceiros têm a mesma idade. Por outro lado, os homens mais jovens que vivem com mulheres mais velhas, morrem mais cedo.

Para as mulheres a situação é mais complicada. Elas vivem menos em ambas as situações – quando são mais velhas e quando são mais novas. O risco de mortalidade de uma mulher casada com um parceiro entre 7 e 9 anos mais jovem aumenta 20%. Se a mulher for casada com um parceiro mais velho entre 7 e 9 anos, as chances de mortalidade também aumentam, mas em percentual bem menor – em torno de 8%.

O IBGE mostra que no Brasil, os homens são em média, três anos mais velhos que suas esposas quando do primeiro casamento. No segundo casamento, essa diferença vai para cerca de nove anos. As diferenças brasileiras são favoráveis aos homens e bem pouco desfavoráveis às mulheres. A pesquisa não mostra os elementos que motivam as mudanças de expectativa de vida. Mas é possível considerar algumas hipóteses:

1. Homens que se casam com mulheres mais jovens já são mais saudáveis do que os outros homens que não fazem isso. As mulheres que se casam com os mais velhos o fazem porque eles são mais saudáveis e atraentes.

2. Muitos dos homens que atraem mulheres mais jovens têm posses. Essas posses também permitem que eles se cuidem mais.

3. Os homens que se casam com mulheres mais jovens passam a se cuidar mais.

Pelo lado das mulheres é provável que eles precisem menos deles. Elas contam mais com as amigas do que com eles e, além disso, passam a sofrer mais sanções sociais por se casarem com jovens. Essas sanções têm diversos tipos de efeitos negativos para elas, o que pode levar a um comprometimento da saúde.

Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção

Cervejarias estão seguras de faturamento e garantem manter preços na Copa

A Ambev divulgou ontem um comunicado dizendo que não aumenta os preços dos produtos até o dia 13 de julho, quando termina a Copa do Mundo. O anúncio foi feito após o governo dias após o governo anunciar a elevação dos impostos sobre cervejas e outras bebidas. A expectativa é da adesão de meio milhão de pontos de venda.

Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção
Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção

Agora sim, acabou a publicidade dirigida para crianças e adolescentes

O texto foi publicado na edição de ontem do Diário da União. A Resolução número 163, do Conanda (Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente) considera abusiva toda a publicidade direcionada a criança. Estão proibidos anúncios impressos, comerciais televisivos, spots de rádio, banners e sites, embalagens, promoções, merchadisings, ações em shows e apresentações e nos pontos de venda. O Conanda veta a publicidade e comunicação mercadológica no interior de creches e escolas de educação infantil e fundamental, inclusive nos uniformes escolares e materiais didáticos.

Na lista de abusos banidos figuram:

- Linguagem infantil, efeitos especiais e excessos de cores;

- Trilhas sonoras de músicas infantis ou cantadas por vozes de criança;

- Representação de criança;

- Pessoas ou celebridades com apelo ao público infantil;

- Personagens ou apresentadores infantis;

- Desenho animado ou de animação;

- Bonecos ou similares;

- Promoção com distribuição de prêmios ou de brindes colecionáveis ou com apelos ao público infantil;

- Promoção com competições ou jogos com apelo ao público infantil.

Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção
Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção

E o faturamento R$ 1,3 bilhão em apenas quatro dias ficou com...

A Feira Brasileira de Brinquedos, que terminou ontem em São Paulo, movimentou 25% do faturamento anual esperado para o setor, de acordo com a Abrinq (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos). Foram 1,4 mil lançamentos que elevam a expectativa do setor de crescer 12% neste ano. A feira é considerada a terceira no segmento, ficando atrás de Nuremberg, na Alemanha, e Hong Kong. Em um trocadilho infame: o negócio não é brincadeira.

Entre os lançamentos que chegam às lojas nos próximos meses estão os fenômenos nacionais Patati Patatá e a Galinha Pintadinha. E os personagens importados estão perdendo espaço no setor brasileiro. Segundo a Abrinq, de 2011 para 2013, as importações caíram de US$ 418,2 milhões (preço FOB) para US$ 390,6 milhões. No bojo de justificativas para a queda das importações estão o aumento dos impostos e o custo da mão de obra chinesa.

Presidente, sua renda para andar de trator e seus marqueteiros sem noção



imagem transparente

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2016 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.