A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


31/01/2014 08:43

Alguns dados sobre o stress financeiro

(*) Emanuel Gutierrez Steffen

Já virou um clichê mais do que batido dizer que o stress é o grande mal do Século XXI. O stress afeta todas as pessoas sem discriminação: homens, mulheres e crianças. Até pessoas que moram longe dos grandes centros urbanos, onde teoricamente o ritmo de vida é mais tranquilo, sofrem de stress.

Veja Mais
Como os atletas perdem milhões
Qual é a melhor hora para comprar?

O stress causa doenças, causa conflitos, causa problemas familiares e profissionais. Mas o que causa o stress? Para responder esta pergunta, a Sociedade Americana de Psicologia (APA –American Psychological Association) começou a fazer um estudo em larga escala para tentar “mapear” os efeitos, as fontes e as formas de manifestação do stress nos Estados Unidos. Chamada “Stress in America”, a pesquisa teve sua primeira edição realizada em 2007, e desde então vem sendo feita anualmente.

Uma coisa interessante, mas talvez não surpreendente (talvez até um pouco obvia), é que o dinheiro é a principal fonte de stress dos americanos. Obviamente, quando falamos que o “dinheiro” é a maior fonte de stress, estamos falando não do dinheiro em si, mas de assuntos a ele relacionados, como endividamento, gestão financeira e angústias geradas por investimentos e previdência, entre outros.

Em 2007, o único ano em que o dinheiro não foi apontado como o “vilão número um” do stress, o campeão foi o trabalho em si (os problemas profissionais em seu conjunto). Dali em diante, só deu “dinheiro” em primeiro lugar, todos os anos. A pesquisa foi feita nos EUA, com uma amostra de cidadãos americanos. Não conheço alguma pesquisa similar, nos mesmos moldes, feita no Brasil. Mas acho que não seria muito errado imaginar que, em outros lugares de mundo (inclusive aqui), os números devem ser parecidos.

O stress gera custos altíssimos e grandes perdas de produtividade, que afetam os indivíduos, as empresas e a sociedade como um todo. Esses custos e essas perdas são um motivo mais do que justificado para se investir em educação financeira. A educação financeira pode não fazer milagres, mas investir nela é atacar diretamente a maior fonte do stress. E você amigo leitor também sofre deste mal? Compartilhe sua opinião nos comentários. Até a próxima!

(*) informações portal André Massaro

Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen – Criador do portal www.manualinvest.com

Como os atletas perdem milhões
Recentemente, um amigo me enviou um artigo de revista que continha alguns exemplos divertidos dos gastos fora de controle de atletas profissionais. C...
Qual é a melhor hora para comprar?
Quando fui convidado a escrever este artigo para o Dinheirama, pelo Renato De Vuono, encarei isso como um grande desafio. Intuitivamente, e para ser ...
Analfabetismo financeiro em alta na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...



Dinheiro: quem não tem está loco para ter; quem tem está cheio de problemas por causa dele e stressado tb. O dinheiro representa: saúde, força, honra, generosidade e beleza, do mesmo modo que a falta dele representa: doença, fraqueza, desgraça, maldade e fealdade. O dinheiro é uma nova forma de escravidão impessoal, em lugar da antiga escravidão pessoal. É muito fácil viver com pouco desde que a pessoa não gaste muito para ocultar que tem pouco. A falta de dinheiro é a raiz de todo o mal. Num País como o nosso em que o talento e a virtude não produz progresso, o dinheiro será sempre a divindade nacional. Existe um mito de que tempo é dinheiro. Na realidade, tempo é mais precioso que dinheiro. É um recurso não renovável. Uma vez que você o gasta, e se você o usou mal, ele se foi para sempre
 
Eddie Alessandro Miranda Carvalho em 31/01/2014 10:23:24
O stress financeiro sem dúvida é a causa de grande males da sociedade, como as síndromes do pânico, depressão, suicídios e a violência. Muitas pessoas gastam dinheiro que não têm, para comprar coisas que não precisam, para impressionar pessoas que não gostam. O Governo petista ofereceu crédito barato por um tempo, a uma população que nunca teve uma aula na vida sequer de educação financeira. O resultado foram o endividamento dos aposentados, dos pobres em cartões de crédito e da classe média na compra do carro e da casa própria, ferrando a vida das pessoas por mais de 120 meses ou 10 anos. Outros poucos tiveram sucesso e descobriram que dinheiro não traz felicidade.Não nos tornamos ricos graças ao que ganhamos, mas com o que não gastamos e poupamos, se vc ganha bem e gasta tudo vc é pobre.
 
Eddie Alessandro Miranda Carvalho em 31/01/2014 10:08:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions