A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


15/08/2016 08:37

As quatro perguntas para quem quer empreender

Por Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Empreender é a palavra do momento. Mas antes de escolher qualquer negócio, segmento ou hobby para empreender, é preciso pensar em 4 itens essenciais para o sucesso. São 4 perguntas que cada empreendedor deve fazer para si mesmo:

Veja Mais
Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?

1. Quem sou eu e o que me move? A primeira delas é ter certeza de que esse projeto tem a ver com você, com seus planos. Isso é primordial, já que você vai dedicar todos os seus esforços para que ele dê certo. Encare isso como seu propósito individual. O trabalho empreendedor requer um altíssimo grau de dedicação; portanto, seu projeto deve correr em suas veias e no coração.

2. O que eu sei fazer bem? O segundo item é ter habilidade. Estamos num mundo extremamente competitivo, e a competência é pré-requisito. Você deve dominar as questões técnicas. Competência é muito mais do que saber fazer bem feito, é estar preparado para inovar, é perceber tendências e antever oportunidades.

3. Quem eu conheço e pode me ajudar? O terceiro item, o boca a boca, é essencial. Começa com sua rede de conhecidos, familiares, parentes e amigos. Mas ele deve se sustentar e ser ampliado. E isso pode ser feito por meio da comunicação digital, como as mídias sociais e os blogs, além de cartão de visita, folder – o que for necessário para seu caso. Divulgar, compartilhar, se relacionar é tudo nessa era digital. Assim, você se torna a referência no setor em que empreende.

4. O que eu tenho para começar? A quarta pergunta ser levada em consideração é avaliar quais recursos você tem para começar. Pense no mínimo, não gaste tanto no começo. A ação vai gerar rotatividade, e conforme sua empresa for crescendo, destine uma reserva para investir no seu próprio negócio. Muitos empreendedores deixam de empreender porque ficam esperando a situação ótima, e essa situação nunca vai chegar, ainda mais em um momento de crise.

Se você pensou bem nesses itens e percebeu que tem condições de empreender, tenha em mente que é sempre necessário ter coragem, que nada mais é do que agir com o coração. Agir com o coração é encarar o medo e fazer algo que te inspire! Coloque o coração em tudo e enxergue pela perspectiva do outro. A partir do momento em que pensamos no outro, este se sente acolhido e o seu negócio fará sentido. Assim que você fizer sua escolha e tudo estiver engatilhado para começar, tenha em mente que, a partir desse momento, você será um empresário. Portanto, precisa pensar como tal. Ter cabeça de empresário é investir em ferramentas para se aprimorar nessa nova profissão, não só em conhecimento técnico, mas de gestão também. Sucesso e até a próxima!

Fonte: Marcelo de Elias/Dinheirama.com
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen é criador do portal www.mayel.com.br

Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...
Não supervalorize coisas
Um experimento social muito famoso, executado em diversos países e no Brasil, relaciona dois grupos de indivíduos: o primeiro grupo ganha um objeto e...
O brasileiro nasce, cresce, põe o nome no Serasa e morre?
A pergunta do título é, na verdade, uma piada (de mau gosto) antiga que circula no Brasil. Com as taxas de juros que praticamos aqui, é muito fácil s...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions