A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


17/07/2015 08:51

Correria, a desculpa de muita gente para desperdiçar tempo (e dinheiro)

Por Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Todo mundo está sem tempo, envolvido em muitas atividades, compromissos, reuniões, projetos e etc. Bom, parece que isso não vai mudar tão cedo. A famosa “correria” já deixou de ser uma característica de quem vive na cidade grande, e digo isso por experiência, pois vivo numa cidade de 90.000 habitantes e por aqui tudo também anda bem corrido.Toda essa falta de tempo da qual reclamamos diariamente tem íntima relação com o volume de informações (e decisões) que temos que administrar em nosso dia a dia; a popularização da Internet contribuiu muito para isso.Estamos vivendo a Era da Informação e do Conhecimento e, como consequência, estamos sendo bombardeados por todos os lados pelos mais variados tipos de conteúdo. Vídeos, texto, redes sociais, troca de mensagens instantâneas, smartphones, parece cada vez mais difícil acompanhar tudo e todos de perto.Hum, mas será que a falta de tempo não é, na verdade, falta e foco? Falta de prioridades? A questão é que, entre nós, um número grande de pessoas pensa que é necessário consumir de tudo (e sempre mais) para estar e se manter atualizado. Isso é um engano. Jamais seremos capazes de consumir toda a informação disponível. Então, o que fazer?

Veja Mais
Os investimentos e seus custos
Como os atletas perdem milhões

Informação e conhecimento: A mera disponibilidade de informações, de forma ampla e desordenada, não gera benefícios para nós. Por outro lado, se elas forem organizadas, segmentadas por assuntos e interligadas através de uma linha de raciocínio, terão valor e poderão se transformar em conhecimento ou algo útil para nossos planos.A diferença entre conhecimento e informação é que conhecer envolve algo mais: envolve ação. Falo da ação que usa as informações disponíveis de forma organizada e, assim, é capaz de resolver problemas e criar experiências novas e interessantes, gerando resultados positivos tanto para pessoas como para empresas.O grande quebra-cabeças: Se temos muitas informações à nossa disposição e desejamos utilizá-las para gerar conhecimento, então nossa tarefa é aprender a filtrar este oceano de conteúdo. Esta tarefa não é simples, mas quem consegue capturar aquilo que realmente é importante termina por se destacar, gerando valor para si e para os demais.Tudo isso funciona como se a vida fosse um enorme e complexo quebra-cabeças. Temos muitas peças disponíveis, mas temos dificuldades para conectá-las. A verdade é que jamais conseguiremos montá-lo sozinhos. Por outro lado, se montarmos pequenas partes e compartilharmos este quebra-cabeças com outras pessoas, todos poderão se beneficiar.

Tempo, dinheiro e geração de valor: O que tudo isso tem a ver com dinheiro? É simples: quem desperdiça seu tempo tentando abraçar tudo que vê, desperdiça dinheiro. Sem foco não somos capazes de criar produtos e serviços realmente interessantes e que sejam valorizados; isso sem contar que quando a falta de tempo é nossa desculpa preferida, geralmente as finanças pessoais são parte do que deixamos de lado.Pense novamente na vida como um quebra-cabeças que requer dedicação, persistência, cuidado com o tempo, foco e prioridades claras. Se aprendermos a montar as partes deste quebra-cabeças que realmente são valiosas para as pessoas, elas estarão dispostas a pagar por isso. Este é o conhecimento de valor, aquele capaz de transformar vidas e gerar riqueza.

Usando o tempo de forma inteligente: Veja que ciclo interessante: primeiro, a gente usa nosso tempo para filtrar as informações importantes para adquirirmos o conhecimento que desejamos. Depois que este conhecimento está organizado, ele passa a ser vendido para outras pessoas para que elas possam utilizá-lo no seu dia a dia. Desta forma, elas não precisam perder seu tempo para “filtrar” as informações disponíveis.Agora você percebeu por que as pessoas compram conhecimento para poupar tempo? Como tempo é um bem irrecuperável, a compra de conhecimento é algo sensato e desejável. A questão é aprender a lidar com essa nova economia baseada em valores intangíveis, e para isso é fundamental abolir a desculpa esfarrapada de falta de tempo.

Todos nós precisamos exercitar nossa capacidade de “filtrar” as informações relevantes daquelas que são inúteis. Não existe falta de tempo, o que existe é desperdício e falta de foco – esse é o ponto crítico do processo.Não há uma fórmula mágica para se fazer isso, mas ter objetivos bem definidos é fundamental; eles servirão como um bom parâmetro para definir prioridades e lidar com o volume cada vez maior de informação. Pense que o principal é conseguir adquirir cada vez mais conhecimentos que sejam relevantes para seu negócio ou para seu desenvolvimento pessoal.Como saber se tem algo errado com a sua rotina? Se você está com a sensação de que seu dia passa rápido demais e que você está produzindo pouco, há boas chances desse seu filtro estar desregulado. Correria sim, sempre, mas de forma inteligente e capaz de gerar resultados positivos. Faz sentido?

Fonte: dinheirama.com.br
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.*Deseja mais informações ou ainda ampliar seus conhecimentos em investimentos. Acesse o site: www.opatriarca.com.br, ou ligue no Tel: (67) 3306-3613 e solicite á visita de um de nossos consultores certificados pela CVM.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen, criador do portal www.mayel.com.br

Os investimentos e seus custos
Taxas. Está aí uma palavra que ninguém gosta, mas que tem que aturar. Elas estão em todo o lugar, e mesmo quando não estão visíveis, pode ter certeza...
Como os atletas perdem milhões
Recentemente, um amigo me enviou um artigo de revista que continha alguns exemplos divertidos dos gastos fora de controle de atletas profissionais. C...
Qual é a melhor hora para comprar?
Quando fui convidado a escrever este artigo para o Dinheirama, pelo Renato De Vuono, encarei isso como um grande desafio. Intuitivamente, e para ser ...
Analfabetismo financeiro em alta na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions