A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


01/08/2016 09:44

Nove funcionários que não progridem

Por Emanuel Gutierrez Steffen (*)

É cada vez mais importante, no ambiente de trabalho, ter boas habilidades sociais. Saber lidar bem com pessoas pode ser mais importante, inclusive, do que algumas habilidades técnicas da função.No entanto, não são todas as pessoas que possuem inteligência social. O site norte-americano "Business Insider" elaborou uma lista com nove tipos de pessoas que dificilmente vão conseguir ter sucesso no trabalho. Confira.

Veja Mais
Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?

1 – O covarde: Medo é um motivador muito poderoso. É por isso que candidatos a presidente dizem que seus oponentes "destruirão a economia" ou que são divulgados alertas repetidos dizendo que "fumar mata". No ambiente de trabalho, pessoas que têm medo demais podem se tornar irracionais e adotar comportamento irracional. Colegas covardes são os primeiros a culpar os outros e a tentar maquiar grandes erros.

2 – O 'dementador': Essa criatura do universo de Harry Potter tem a habilidade de sugar a alma das pessoas de seus corpos e só trazem tristezas e más lembranças para quem está em seu entorno. A autora da saga, J. K. Rowling, disse que desenvolveu esse conceito baseado em pessoas muito negativas – o tipo de pessoa que tem a habilidade de entrar em uma sala e acabar com a alegria de todos. Pessoas assim vão sempre ver o copo meio vazio e encher as outras de medo e preocupação, mesmo em momentos positivos.

3 – O arrogante: Pessoas arrogantes acreditam que tudo que você faz é um desafio pessoal. Arrogância é uma falsa confiança e, em geral, mascara grandes inseguranças. Pessoas arrogantes tendem a ter pior desempenho no trabalho e problemas cognitivos em relação aos outros.

4 – O pensador pelo grupo: Pessoas assim escolhem o caminho de menos resistência e são famosos por propagar a frase "é assim que sempre fizemos" mentalmente. Se você se sente vítima de lavagem cerebral, tome cuidado: o 'status quo' nunca leva ninguém para passos maiores.

5 – O 'sem oportunidades': Essas pessoas dizem que o fracasso foi causado pela falta de oportunidade. Sorte pode ajudar na carreira, mas, em geral, grandes profissionais chegam onde chegaram por meio de muito trabalho duro. O que essa pessoa não percebe é que sua atitude é o que a leva ao fracasso, e não as circunstâncias.

6 – O temperamental: Algumas pessoas não têm nenhum controle sobre suas emoções. Elas vão estourar e projetar seus sentimentos sobre você e pensam que você é o único responsável pelo problema deles.Pessoas temperamentais trabalham mal porque deixam suas emoções atrapalharem seu julgamento. A falta de controle destrói relacionamentos.

7 – A vítima: As vítimas são mais difíceis de se identificar porque, no início, você sente empatia por elas. Mas, com o tempo, percebe que o "tempo de necessidade" delas é o tempo inteiro. Vítimas sempre se livram de qualquer responsabilidade ao fazer uma lombada se tornar uma montanha intransponível.

8 – O inocente: Só dá para sentir pena desse funcionário. Essa pessoa é aquela que faz tudo em qualquer momento por todo mundo. Essas pessoas acabam aceitando qualquer coisa, incluindo péssimos negócios, e acaba perdendo o respeito das outras pessoas.

9 – O que sempre pede desculpas: Para cada pessoa que deve um pedido de desculpas existe outra que pede muito mais do que deveria. Pessoas sem confiança estão sempre se desculpando por suas ideias e ações.Elas têm medo de fracasso e acreditam que pedir desculpa vai criar uma rede de segurança. No entanto, desculpas desnecessárias podem fazer com que as ideias desses funcionários pareçam piores do que elas realmente são.

Fonte: Uol economia.
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen é criador do portal www.mayel.com.br

Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...
Não supervalorize coisas
Um experimento social muito famoso, executado em diversos países e no Brasil, relaciona dois grupos de indivíduos: o primeiro grupo ganha um objeto e...
O brasileiro nasce, cresce, põe o nome no Serasa e morre?
A pergunta do título é, na verdade, uma piada (de mau gosto) antiga que circula no Brasil. Com as taxas de juros que praticamos aqui, é muito fácil s...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions