A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


20/11/2013 07:47

Organização financeira em família

Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Quando o assunto é dinheiro, ninguém pode ficar de fora. Essa é a máxima utilizada por especialistas na hora de descrever o comportamento ideal a ser adotado para o acompanhamento do orçamento familiar. É fundamental conversar em família assuntos relacionados ao dinheiro. Recomenda-se que, respeitada a individualidade de seus membros, os valores das receitas e despesas sejam discutidos para que o planejamento conte com a participação e o envolvimento de pais e filhos.

Veja Mais
Como os atletas perdem milhões
Qual é a melhor hora para comprar?

Questão relevante e que deve ser frequentemente discutida diz respeito às reservas que a família pode fazer periodicamente para pagar grandes despesas (como as que usualmente são verificadas no início do ano) ou para quitação de financiamentos, a fim de que entradas excepcionais de dinheiro possam, sempre com cautela, ser utilizadas para o pagamento de supérfluos sem comprometer o orçamento.

Famílias que possuem um orçamento doméstico anual organizado podem, por exemplo, considerar o 13o salário como um prêmio a ser gasto com aquilo que se quer e não necessariamente com o que se necessita. Uma sugestão de provisão é a seguinte: se a família gastou, por exemplo, R$ 3.600,00 em janeiro de 2013 com IPTU, IPVA e matrícula escolar, pode-se dividir esse valor por 12, a fim de se estimar o valor que deve ser poupado para fazer frente a tais gastos no ano seguinte. Além da provisão citada, desenvolver o hábito mensal de poupar é fundamental no ambiente familiar, sobretudo para aumentar o patrimônio e aproveitar boas oportunidades de investimento ou quitação de dívidas.

Contudo, imprevistos podem acontecer e para isso, é importante se ter uma reserva. E quando os pais têm esse hábito, eles influenciam o comportamento dos filhos para utilizarem bem o dinheiro quando adultos. Mais do que isso, um planejamento financeiro adequado reduz a carga de estresse das famílias, já que é fato que problemas financeiros podem atrapalhar as relações afetivas.

Afirmar que os opostos se atraem não funciona no mundo das finanças. Dificilmente um casal viverá em harmonia se um dos parceiros (seja cônjuge, companheiro, namorado) é educado financeiramente e, portanto, capaz de contribuir para a segurança financeira do casal e o outro é desequilibrado nas relações de consumo. Conversar sobre dinheiro com o marido, com a esposa, com os filhos entre outros membros que dividem o mesmo teto é fundamental, pois possibilita o alinhamento de expectativas e desejos, viabilizando um planejamento que agrade e envolva todos. E você amigo leitor, como lida com a gestão de seu orçamento om sua família? Deixe seu exemplo nos comentários abaixo.

(*) com informações de blogfolha.uol.

Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas conseqüências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen – Criador do portal www.manualinvest.com

Como os atletas perdem milhões
Recentemente, um amigo me enviou um artigo de revista que continha alguns exemplos divertidos dos gastos fora de controle de atletas profissionais. C...
Qual é a melhor hora para comprar?
Quando fui convidado a escrever este artigo para o Dinheirama, pelo Renato De Vuono, encarei isso como um grande desafio. Intuitivamente, e para ser ...
Analfabetismo financeiro em alta na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions