A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016


  • Finanças & Investimentos
  • Finanças & Investimentos

    Emanuel Steffen - www.mayel.com.br


11/05/2015 08:51

Pare de cometer sempre os mesmos erros com seu dinheiro!

Por Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Ainda hoje, com tantas novidades importantes, muita gente continua tomando decisões financeiras com o pensamento do século passado, isto é, preferem manter as finanças em segredo da maioria da família e continuam investindo com base no conselho dos pais e avós (não que isso seja ruim, mas eles não são especialistas em finanças).Neste trabalho de quase uma década com educação financeira, notei claramente que muita gente vive a realidade dos outros, buscando imitar uma realidade distante da sua possibilidade talvez para manter uma vida de aparências e status, onde o fato de ter algo é muito mais importante do que a condição necessária para conquistar aquilo naquele momento.

Veja Mais
Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?

São inúmeros os fatos que podemos examinar e que podem comprometer o futuro financeiro das pessoas, mas alguns erros são mais expressivos e, via de regra, estão presentes naqueles que acabam fracassando.Peço sua atenção e permissão para usar este espaço de discussão para falar mais sobre os erros frequentes que você deve evitar:

Erro 1: Esperar que as coisas sempre melhorem: Ter uma postura otimista é muito importante não só para manter os aspectos financeiros em ordem, mas também para as demais necessidades da vida, mas eu percebi que muita gente que atravessa períodos sucessivos de fracasso sempre mantém a esperança de que as coisas irão melhorar.O que realmente me preocupa é que a espera pela melhoria é cercada de pouca ação.

Poucas pessoas têm a postura proativa de criar alternativas para superar os problemas, afinal é preciso prever saídas antes de se lançar em um projeto novo, além de estar preparado para tomar um rumo se necessário.Quem simplesmente espera as coisas melhorarem acaba sempre se colocando como vítima da situação, enquanto quem cuida para sempre ter uma alternativa cria seu próprio futuro. Simples assim.

Erro 2: Escolher a estabilidade em detrimento dos desafios: Desde sempre observei com certa reserva o discurso das pessoas que defendem a tese de que o melhor caminho é encontrar um emprego estável, capaz de garantir um salário fixo mensal aliado a bons benefícios, culminando na tão sonhada estabilidade.Decidi usar a estabilidade conquistada com muito trabalho e desempenho para servir de passaporte de entrada para um novo clube: o clube dos empreendedores, onde finalmente poderia ser remunerado pelo meu desempenho em construir soluções, encontrar clientes e satisfazer necessidades.

Em algumas empresas, os colaboradores já possuem parte dos rendimentos atrelada ao desempenho; a meritocracia como forma de alcançar a independência financeira pode exercer um grande papel, é verdade.O ponto que defendo aqui é que manter uma remuneração estável e fixa é um erro que muitas vezes limita e interfere na capacidade das pessoas em receber aquilo que realmente merecem.

Erro 3: Dar mais atenção à renda do que ao crescimento do patrimônio: Tenho conversado todos os dias com pessoas que possuem rendas das mais variadas, gente com altos salários (muito acima da média do país) e outros que fazem “malabarismo” para sobreviver com um salário mínimo. A verdade é que descobri que o sucesso financeiro não é necessariamente determinado apenas pelo “tamanho” das receitas mensais, mas sim pela maneira como as pessoas administram os gastos e, sobretudo, como fazem escolhas na hora de investir e multiplicar seu patrimônio.Tenha em mente que a vida não é uma corrida, mas uma jornada, o que significa que é importante construir condições de ter e manter qualidade de vida sempre. Para isso, é fundamental pensar em patrimônio, geração de renda e multiplicação de recursos e não apenas em salário ou renda mensal.

Errar é humano e todos nós precisamos, de alguma forma, conviver com essa realidade; a diferença entre o sucesso e o fracasso passa pela forma como lidamos com o erro. Quem consegue aprender rapidamente a não cometer os mesmos erros certamente tem um grande trunfo na busca pelos seus sonhos.Quem comete os mesmos erros de forma recorrente precisa perceber que a mudança de atitude é fundamental.“O importante é a lembrança dos erros, que nos permite não os cometer novamente. O verdadeiro tesouro do homem é o tesouro dos seus erros, a larga experiência vital decantada por milênios, gota a gota” (José Ortega y Gasset). Que possamos aprender com os erros e fazer a cada dia melhores escolhas. Obrigado e até a próxima!

Fonte: dinheirama.com.br
Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicaçãorelacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas consequências. *Deseja mais informações ou ainda ampliar seus conhecimentos em investimentos. Acesse o site: www.opatriarca.com.br, ou ligue no Tel: (67) 3306 - 3613 e solicite á visita de um de nossos consultores certificados pela CVM.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen, criador do portal www.mayel.com.br

Analfabetismo financeiro segue alto na era da informação
Vamos fazer uma viagem ao passado? Anos 70, que tal? Neil Armstrong chegará à Lua.“Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”....
Armadilha das promoções: qual a lógica do “tão barato”?
Semana começando! E essa, em especial, após a “black friday”! E aí? Rolando uma “black ressaca” financeira, ou você conseguiu controlar esses instint...
Não supervalorize coisas
Um experimento social muito famoso, executado em diversos países e no Brasil, relaciona dois grupos de indivíduos: o primeiro grupo ganha um objeto e...
O brasileiro nasce, cresce, põe o nome no Serasa e morre?
A pergunta do título é, na verdade, uma piada (de mau gosto) antiga que circula no Brasil. Com as taxas de juros que praticamos aqui, é muito fácil s...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions