A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016


  • Luca Maribondo
  • Luca Maribondo

    Coluna


27/01/2011 17:52

Podre sobre podre

Luca Maribondo

Sou lexicomaniaco —o termo não está nos dicionários, pelo menos nos mais conhecidos Aurélio e Houaiss; também não achei no Google—, isto é, sou viciado dicionários. Tenho três léxicos eletrônicos no ordinateur em que escrevo estas mal traçadas, além de dezenas de dicionários impressos em papel em minha modesta biblioteca.

Muitas vezes, nas poucas horas em que nada tenho pra fazer, fico fuçando os pais-dos-burros procurando palavras que conheço e, principalmente, aquelas que desconheço.

Eis que estava eu dia desses vasculhando o Dicionário Houaiss e, sabe-se lá por que obras do destino, me salta diante dos olhos o vocábulo sarnei —assim mesmo, com "i" no final. Até aí tudo bem; o importante é a acepção do verbete: sarnei –, substantivo, mesmo que barata-do-arroz (Tibraca limbativentris), inseto hemíptero (Tibraca limbativentris), da família dos pentatomídeos, que ataca plantações de arroz, trigo, soja e tomate de todo o Brasil; cangapara, frade, percevejo-castanho, percevejo-da-haste, percevejo-grande-do-arroz, sarnei.

A professora Cinei Teresinha Riffel (Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Agroveterinárias, Faculdade de Agronomia, Curso de Mestrado em Produção Vegetal) no estudo denominado "Levantamento e Aspectos Biológicos de Espécies Parasitóides de Posturas do Percevejo-do-Colmo-do-Arroz no Estado de Santa Catarina" consagra inclusive a grafia sarney para o inseto no seguinte trecho: "O percevejo-do-colmo, Tibraca limbativentris Stal, 1860, (Hemiptera: Pentatomidae) também conhecido como percevejo-marrom, fede-fede, sarney, percevejo-das-hastes ou percevejo-grande-do-arroz é um dos insetos mais prejudiciais à cultura do arroz no Brasil, principalmente em cultivos irrigados (Rosseto et al. 1972, Ferreira & Martins 1984, Ferreira et. al. 1986)".

Taí. Sempre achei mesmo que o célebre político e membro da Academia Brasileira de Letras, Zé Sarney, tivesse parte com os insetos (sugiro que você, leitor, procure os significados de inseto em algum dicionário. Sarney, o célebre, é um desses políticos que, por onde passa, não deixa pedra sobre pedra, mas sempre deixa um legado de podre sobre podre.

Como herói
Cheguei em Campo Grande em 25 de setembro de 1972, vindo do interior de São Paulo —há exatos quarenta anos, portanto. Havia completado 25 anos três d...
Autismo politiqueiro
Autismo politiqueiroNesta época em que as eleições estão nas ruas e as campanhas eleitorais pegando fogo, mais quentes do que bolso de cabo eleitoral...
O refúgio dos patifes
Patriotismisthslastrefugeof a scoundrel (o patriotismo é o último refúgio de um patife). Pelo menos uma vez a cada quatro anos pensona frase célebre ...
Que tal chamar o ladrão?
Faz uns dias, emissora de TV local veiculou breve reportagem (na televisão, quando o assunto é sério é breve) sobre o roubo de energia elétrica. E co...



Parabenizo o Sr por fazer essa consideração sobre sarney com i, o que em nosso grandioso Brasil seria o correto.
Tal qual ao Sr., também tenho igual pensamento por essa pessoa pública brasileira, que causa a muitos uma indignação calada e sentida, será que surgirá ainda algum produto que venha extermina-lo? atenciosamente. mrita

 
MARIA RITA MURANO em 28/01/2011 12:40:22
Luca, uma pergunta: DIGA-ME COM QUEM ANDAS E TE DIREI QUEM ÉS. È um dito popular correto na sua opiniião? A dúvida me vem pelo fato de que nunca ví cachorro andando com gato ou leão com ovelha, mas vi Lula e Sarney e agora vejo Dilma Sarney...e me ponho a pensar será que vale tudo mesmo em politica? Serã que ética é apenas um verbete em desuso?
Mais uma vez te parabenizo, pois só mesmo voce para nos trazer esta pérola esclarecedora do vebete SARNEI(Y)
 
João Carlos Maciel em 28/01/2011 10:50:40
Interessante essa pesquisa dos insetos. parabens por esta iniciativa. Mas eu achava que era sinonimo de SARNA, pois este inseto virou uma sarna e deixa o planalto.
 
Izaias C Martins em 28/01/2011 10:08:39
Meus parabéns,Marinbondo.Não tinha o hábito de ler teus artigos.Isso mudou.Que coisa,hein? Rapaz,que nome apropriado para aquela família de facínoras.Fiquei com dó dos fede-fede.
 
Ronaldo Ancél Alves em 28/01/2011 08:09:16
Parabéns por sua coragem!!!!..... e falando em insetos....Ter coleção de insetos não é coisa rara no Brasil, já que todos os brasileiros matén uma coleção de insetos vivos, no planalto!!!!, coleção de alto custo e pouco orgulho.
Acredito que o povo brasileiro ainda vai aprender, menos mau palhaço do que inseto, pelo menos aqueles nos fazem rir!!!! Mas ainda temos que adminstrar a politica brasileira do interesse individual e sem preocupação com a vontade popular, com cargo representativo sem efetiva representação, aliás o pensamento que se percebe no planalto é " o povo que se rale enquanto aproveitamos às mordomias e se acharmos poucas, criemos mais!!!
 
VIVIAN KARINI DE ALMEIDA BORGES em 28/01/2011 07:53:46
Parabens marinbondo, eu nunca vi uma descrição tão correta a uma figura nefasta, alias como tantas da política brasileira, é lamentavel que o nosso povo ainda se mantem refem destas figuras indescritiveis ao censo comum, quando trata as eleições com irresponsabilidade na hora de votar.
 
jairo borges em 28/01/2011 05:21:46
Nem precisa comentários, o Dicionário Houais, e a professora Cinei Teresinha Riffel, descrevem com muita propriedade o referido político.
 
arthur kosloski em 27/01/2011 10:10:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions