A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


03/12/2010 10:24

Amplavisão

Manoel Afonso

DOURADOS Com as renúncias de Artuzi, Carlinhos e Sidlei vêm aí as eleições. Teremos pretendentes com chances e outros apenas para semear dificuldades visando colher algum tipo de vantagem. É assim que funciona.

O QUADRO atual favorece Murilo. A opinião pública parece querer reparar aquela injustiça cometida no último pleito municipal. Aliás, essa tendência compensatória já ficou clara na candidatura dele ao Senado. Não é?

PERGUNTA-SE: essa eleição de Dourados estará atrelada ao pleito de 2012 ou visa efetivamente resolver apenas a questão administrativa? Aí o dedo de André deve ser decisivo para premiar seu vice e acalmar peemedebistas.

O QUADRO não é tão complicado. Resende e Marçal não têm unanimidade no PMDB e nem densidade eleitoral absoluta; Tetila está desgastado desde a Operação Owari e a atual prefeita não tem bala na agulha para disputar.

O UNIVERSO douradense é pequeno, sem empresários que desejem entrar na política. A tendência natural é que eles, com os escândalos, queiram distância da política. Aí, inapelavelmente o sucessor de Artuzi terá perfil político.

PORTANTO, Murilo é a bola da vez pelas razões acima. Basta que consiga aglutinar apoios que não despertem a desconfiança da opinião pública, hoje ao seu lado como mostram as pesquisas. Murilo só perderá para ele mesmo!

O DISCURSO está pronto: bastará mostrar os estragos com a eleição de Artuzi e as negociatas que o mantiveram no poder, refém de políticos sacanas. As imagens estão vivas na memória de cada eleitor douradense. Ou não?

SUCESSO O vídeo com a entrevista de Ivonete Martins, explicando o esquema da “farra da publicidade” no Governo Zeca, ainda é um dos campeões de acesso no Youtube. Quem assiste, fica indignado... enojado até.

A PROPÓSITO Não há notícias de ações judiciais, de pessoas tidas como beneficiadas no vídeo, contra a ex-secretária. O felizardo Ralf Marques por exemplo, está quieto num cobiçado cargo da Petrobras. Nada a reclamar, não é?

PENSANDO BEM... Na inspeção do CNJ também afloraram as mágoas, inveja, revanchismo, oportunismo e a tal maldade. Ora! Aqui não é o Morro do Alemão, onde os direitos individuais simplesmente foram ignorados.

CENÁRIOS que atraem a mídia costumam ser perigosos, sem resultados convincentes. Neste episódio do CNJ – é preciso ir devagar com o andor, analisando caso a caso, sem promover ‘paredões’ com base em versões maldosas.

A CHANCE Para o ex-deputado Walter Carneiro, é hora dos políticos douradenses terem juízo, aproveitando essa oportunidade de reabilitação. Mas na prática, a gente sabe como é a postura do bicho-homem pelo poder.

ACREDITE Segundo o vereador Ênio, todos os edis da Câmara de Alcinópolis têm no exercício do mandato de vereador, a atividade econômica principal. Ênio confessa: antes tinha um açougue e fechou para não falir. Sacou?

PERGUNTO: Com apenas 4.570 habitantes, Alcinópolis tem tantos problemas que justifiquem a “dedicação exclusiva” dos 9 vereadores? Essa dedicação ao cargo é compatível com o generoso ganho mensal? De leve...

O CENSO mostra o critério político equivocado na criação do município de Figueirão. “Estranho...muito estranho!”: perdeu 654 habitantes; tem só 2.789 moradores.Quanto custa sua estrutura? E quanto custa sua Câmara?

NO BRASIL, novos municípios representam mais redutos eleitorais para deputados e senadores. Para eles não pesa a questão da viabilidade econômico-social e sim os votos que ganharão com a nova cidade. É o círculo vicioso.

DO LEITOR: “Mais 117 vereadores em MS a partir de 2012. Esse aumento na “representatividade” beneficia o povo em que? Imagine o caso de Dourados que pulará de 12 para 21 vereadores. E seja o que Deus quiser...”

FÁBIO TRAD Animadíssimo, planeja levar a família para Brasília e assim poder desenvolver melhor as atividades parlamentares. Vai morar no apartamento oficial que foi de Ivo Cerzózimo, hoje ocupado pelo Nelson Trad.

SACO SEM FUNDO? André acertou ao lembrar: a arrecadação crescente aumenta automaticamente os valores do duodécimo dos Poderes, que precisam se organizar melhor para gastar só aquilo que têm. Certo?

QUESTÕES: Exército no combate ao tráfico nos morros não desvirtua seu papel? Os soldados estão felizes com essa situação? Têm ganho extra? O risco de contaminação pelo tráfico não pode atingir toda a tropa?

PORTANTO é preciso olhar a espetacularização destas ações nos morros cariocas com outros olhos. Pergunto: pobre não tem direito a inviolabilidade de seu lar? Ora! Lula quer mesmo fechar seu Governo como o todo poderoso.

SARNEY Pelo noticiário, continuará forte no Governo Dilma. Além de ser cortejado pela futura presidenta, manterá intocável sua gorda cota de indicações em ministérios, estatais e afins. “As coisas mudam para ficar como estão”.

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions