A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


01/06/2012 12:10

Amplavisão

Manoel Afonso

BOM EXEMPLO Na iminência da invasão alemã, a família real contraria Churchil, não vai para o Canadá; fica na Inglaterra. A filha se alista como enfermeira no Exercito e ajuda a recolher e tratar os feridos nos bombardeios nazistas.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

DECEPÇÃO A ex-primeira dama Marisa Letícia usou as facilidades do poder e pediu dupla cidadania italiana. A sua justificativa: “garantir melhor futuro para seus filhos.” E como fica a confiança no amanhã de quem não tem o mesmo privilégio?

A COMPARAÇÃO das duas atitudes, em épocas/locais diferentes, leva-nos a concluir pela superioridade de conduta do povo inglês, cujas autoridades se esmeram em servir de referência e exemplo ao seu povo. Ficamos frustrados e com inveja.

‘SUJOU MANO’ Depois de Dourados e Campinhas, agora é Corumbá ocupando as manchetes por escândalos prefeiturais. Carlinhos Porto, ex-presidente da Fundação de Cultura de MS no Governo Zeca, na lista dos que foram em cana.

NÃO ACREDITO! Mas no saguão da AL a notícia corrente é que Francisco Lagos e Aurélio Cance Jr. – envolvidos no caso de Campinas – estariam tentando se inserir nas eleições prefeiturais da capital. Ousadia deles e ingenuidade dos candidatos.

FIM DA PICADA Lula fez propaganda eleitoral antecipada de Fernando Haddad no ‘Ratinho’. Evidente que a Justiça Eleitoral não viu. É parte do plano para desviar as atenções do julgamento do Mensalão. Todo mundo sabe disso.

HOLOFÓTES A dupla Chico Maia/João Grandão ignorada no evento da Embrapa no Palácio P. da Cultura. Ao contrário de Ridel (Famasul), Chico não foi convidado para compor a mesa, preferindo sair antes mesmo do final da festa.

ENQUANTO isso Azambuja e Giroto aproveitavam para marcar presença ao lado de André, Edil e o Senador Antonio Russo. Lembrando: a Embrapa ‘Gado de Corte’ foi instalada por Geisel e o ministro era o competente Paulinelli.

MARCOS TRAD insiste na absurdez da lei prevendo o afastamento de governadores antes de se julgar o mérito das acusações. Duplo prejuízo: na gerência do Governo e à própria pessoa do acusado que pode ser inocentado ao final.

O DEPUTADO de notório escopo jurídico para abordagem do tema lembra: o correto é aprimorar a PEC em andamento, retirando a exigência do afastamento do cargo. Não se pode condenar por antecipação, arrematou o parlamentar.

PIADA Mudaram os critérios para avaliar as classes sociais. Quem ganha de R$300,00 a R$1.000,00 agora é considerado da classe média, que representaria 54% da população ativa. Até minha empregada doméstica ironizou a notícia.

PERALÁ...Como avaliar quantos pés de maconha plantar para o consumo próprio? E o que falar da permissão do crack e cocaína? Se na Holanda o modelo não deu certo, imaginem aqui. Francamente: os ‘ilustres juristas’ estão delirando.

DROGAS não agregam valores sociais. Estamos na contramão da maioria dos países. Essa proposta de se descriminalizar as drogas é perigosa. Espera-se que o Congresso Nacional tenha o mínimo de juízo. As famílias agradecem.

VANTAGEM Pelo menos o novo superintendente da pesca no MS, piloto de avião Luiz Figueiró, sabe onde ficam os bons pesqueiros. É que Crivella, o pastor-senador e ministro da Pesca disse não saber nem colocar ‘minhoca no anzol.’

‘ESTRANHOS’ os critérios para nomeações em cargos públicos no país. O jornalista Lobão, por exemplo, nunca trocou a ‘resistência’ do ferro de passar roupa da mãe e virou Ministro das Energias’ por obra e graça de Sarney, aliado de Lula.

A PROPÓSITO Precisamos de 38 ministérios? Só se for para cabides. Os americanos tem só 15, o Reino Unido 17 e a França 15. Tem ministro aqui que ninguém conhece e apenas ocupa a cota partidária e de compromisso de campanha.

EFEITOS Além da falta de embocadura/ intimidade dos nomeados com os assuntos, que resulta na demora das soluções dos problemas, há outro dano: a tradição de se nomear um bando de amigos e correligionários, também neófitos.

ASSESSORES ‘Livrai-nos deles, Ó Senhor!” Parte trabalha, outra parte engana”. Insuportável mesmo é a postura mesclando arrogância/falso saber. Caso venham a se tornar chefes, eles agirão como ‘divindades intocáveis’.

INSISTO É intimidatório o cartaz exposto em repartições públicas advertindo de que ‘é crime faltar com o respeito ao funcionário’. Moral da história: o cidadão não é bem atendido e fica com medo de reclamar. Só no Brasil.

FUNCIONÁRIO é intocável? É divindade? Onde ficam os princípios da cordialidade nas relações humanas? Há muita gente amarga por aí descarregando suas frustrações no público. Que tal tentar o divã, a igreja ou então se demitir?

VERGONHOSA a polêmica envolvendo advogados/clientes que tem ocupado páginas de jornais, TV e sites da capital. O cidadão leigo fica com a imagem tenebrosa do universo da justiça. E que tal criar o ‘advogado ficha limpa’? De leve...

CONVENHAMOS A imagem da justiça brasileira deixa a desejar. Pelas pesquisas não tem a mesma confiabilidade da Igreja junto à opinião pública. Esse episódio do Lula-Jobim-Gilmar Mendes mostra o fundo do poço que chegamos.

“Vamos montá um programa de entrevista, Lula?” (Ratinho)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



O pedido de dupla cidadania italiana da ex-primeira dama Marisa Letícia para garantir melhor futuro para seus filhos me faz acreditar que muitos de nossos governantes são desprovidos de patriotismo e nem acreditam num melhor futuro de nosso país. Mais se parecem com aves de rapina que ainda catam o que podem e levam embora.
 
Pedro Rafael em 07/06/2012 01:11:19
Manoel Afonso parabéns pela exposição clara!
E como fica o Athayde que denúnciou o então sec. de obras de Puccinelli por corrupção, no escandalo do lixogate?
Denunciou e depois vai apoiar?
Quero ver essa!
 
Márcio Santos em 06/06/2012 08:30:27
Em tempo. O nobre colunista Manoel Afonso esqueceu de lembrar que o ex-presidente da Fundação de Cultura do governo Zeca, começou na vida pública assessorando o governador André Puccinelli, quando este foi deputado. Como diz o velho ditado "O primeiro professor(a) a gente nunca esquece". De leve!!!
 
Paulinho Barbosa em 02/06/2012 11:11:21
Finalmente uma coluna com quase todo acertado. Só não sei porque dar razão ao evento da Embrapa onde pelo jeito deixaram um representante da classe fora da mesa e colocaram um engenheiro civil, e pior: politico tentando se eleger, que nada tem a ver com gado de corte na mesa.
 
Marcos da Silva em 02/06/2012 09:45:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions