A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


04/02/2011 11:40

Amplavisão

Manoel Afonso

“MAKTUB” A eleição da mesa da AL é o reflexo do quadro que ditará os rumos dos próximos embates eleitorais. Paulo Corrêa (PR) foi a novidade maior, reflexo do ‘fator Londres’ e ao projeto prefeitural reservado ao deputado Giroto.

OS TUCANOS queriam mais; Onevan reclamou mas os acenos da aliança nas eleições da capital acalmaram os ânimos. Discreto, Londres pouco apareceu, mas foi peça decisiva nas acomodações de todas as forças, inclusive do PT.

IMUTÁVEL Toda casa de Leis é corporativista e isso explica em parte a eleição de Sarney inclusive. Aqui não seria diferente: deputados querem tratamento igual sob o argumento que passaram pelo crivo das urnas. Não é?

JERSON sempre esteve em alta com os colegas, sem distinção partidária. Pesou seu prestígio e alinhamento com André. Seguindo a sua tradição, tem ouvidos e boa vontade para acolher as reivindicações e ponderações parlamentares.

NADA CONTRA os vencimentos dos parlamentares. Sem hipocrisia, devem ganhar bem sim para ter condições (em tese) de honrar o mandato. O que não pode ocorrer: falcatruas, abusos e corrupção em qualquer escala.

DELCÍDIO Uma corrente do PT – contrária as pretensões de Vander - defende o nome do senador como o único em condições de disputar a prefeitura da capital. Mas ele prefere discutir rock rol e futebol a encarar esse papo.

NELSINHO Prega agilidade nas ações administrativas para se fortalecer no processo de escolha de seu sucessor e ganhar musculatura para 2014. Tem insistido na parceria com o governador e descarta divergências políticas.

SIMONE Diferente de Murilo. Não perde a chance de marcar sua presença. Tanto na posse da Assomassul, como da Assembléia, ela procurou se aproximar de prefeitos, vereadores e lideranças interioranas. Vai cativando... plantando.

AS ELEIÇÕES de 2012 na capital prometem. As pretensões anunciadas provocarão alianças das mais interessantes (ou esquisitas?). O eleitor terá várias opções com nomes surpreendentes. Mas é no 2º turno que a cobra vai fumar.

PAULO DUARTE é tido como mais articulado e com maior potencial do que Vander para disputar a prefeitura da capital. Ora! É princípio natural: em política quem tem rejeição não cresce, não avança, não conquista indecisos.

INCOERÊNCIA Enquanto o processo para acabar com a ‘zona noturna’ nos postos de gasolina e nas conveniências está engavetado, a Câmara Municipal deu agilidade para apreciar o projeto que visa mudar a Lei do Silêncio.

“TRANSPARÊNCIA” Vereadores, empresários e presidente da Acrissul reunidos sem a presença da imprensa. Mas o assunto não é de interesse público? Não diz respeito aos direitos dos cidadãos que pagam seus impostos? De leve...’

PERGUNTO: Chico Maia, promotores de shows e vereadores moram perto do Parque de Exposição? “Breganejo” é cultura? Apesar das verbas oficiais que a Acrissul recebe, pobre consegue pagar o ingresso na Expô?

A VERDADE é que só meia dúzia ganha dinheiro com os shows Os demais ficam com uns trocados. Chico Maia e vereadores precisam avaliar melhor a inteligência da opinião pública. Respeito é bom, o povo gosta e merece!

OS NÚMEROS econômicos atestam que o MS está no rumo certo, onde a indústria superou o agronegócio. Aliás, percebi o entusiasmo de prefeitos e vereadores do interior com o discurso de André no evento de posse da Assomassul.

A PERGUNTA: qual será o peso da atual Câmara na escolha dos candidatos à sucessão de Nelsinho? Pesará a força dos partidos da base aliada, da instituição ou apenas o prestígio pessoal de cada vereador?

A PROPÓSITO Não se deve esquecer o prestígio dos deputados que foram eleitos com base na votação das eleições de 2010. Quem não for candidato – prefeito e vice – é visto também como excelente cabo eleitoral na equiparação de forças.

“CORTESIA” A proliferação de religiões desembocou em encargos para as prefeituras, principalmente no interior. Ônibus oficiais levam os fieis para eventos diversos nos finais de semana, gratuitamente, é claro.

OS PREFEITOS ficam de saia justa; os pedidos têm vereadores como padrinhos. Quem passa pela Av. Mato Grosso (capital) aos domingos pode constatar os ônibus escolares do interior que trazem fieis para os cultos da IURD.

A QUESTÃO é delicada, envolve votos . Os ônibus são comprados com recursos públicos; o uso deles deveria seguir critérios compatíveis com a ética da administração. Mas pelo jeito, o vício está encalacrado e tende a permanecer.

SARNEY: “...não desejava o cargo, dele não pude fugir, tendo na carne o alto preço do exercício destas funções... Só a paixão da vida pública, com sua carga de idealismo e doação, me afasta do meu bem estar primordial. ...”

DILMA Impõe novo estilo de conduta presidencial. Diferente do fanfarrão Lula, fala pouco e procura se preservar. Ela não PT; tem ideologia política, sua visão da gestão pública passa pelo conhecimento, não pelo “companheirismo”.

A lealdade de Zé Teixeira e a gratidão do governador
‘MÁGICAS’ A diferença entre ‘acórdão’ e ‘acordão’ não é apenas na acentuação. Se o ministro Ricardo Lewandowski inventou que a ex-presidente Dilma Ro...
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...



Ilustre Manoel, Tenho dúvidas sobre a competência do nosso Prefeito, ao ensejo de qualquer comentário sobre as obras realizadas em sua administração, nenhuma autoridade responsável pelos segmentos de acompanhamento e fiscalização do respectivo setor de obras públicas, inclusive o Conselho de Engenharia, MPE, MPF, Câmara Municipal, em Campo Grande, até aqui, pelo que me parece, não dão a devida atenção ao quesito qualidade. São obras que no dia seguinte a sua inauguração já estão apresentando defeitos ou comprometimentos em face da baixa qualidade de execução ou de material. Obras executadas sem um delineamento técnico eficiente e seguro. Por exemplo: essa obra projetada e executada no início da Marquês de Pombal, no bairro Tiradentes, em frente ao Extra, intriga o usuário. Depois vem a justificativa. Já estamos elaborando um novo projeto. Eu pergunto, mas as expensas da "empresa" que executou a tual 'obrazinha', ou para ser pago novamente pelo contribuinte? Eficiência, garantia legal, preço justo, sem comprometimento de uso, são requisitos inerentes a transparência e eficácia. Abraços david
 
David Tavares Duarte em 09/02/2011 03:31:21
O Governo do Estado deveria fazer uma planejamento para levar a cada municipio do estado industrias, nem que seja de pequeno porte, para gerar emprego e aproveitar a produçao agricola de cada regiao. Hoje todas industrias estáo em dourados, campo grande e trez lagoas. Igual o amigo Ney, Tec. Agricola, tambem estou sem partido, graças a Deus. nelson dias neto.
 
nelson dias neto em 05/02/2011 11:08:15
Meu presado Manoel Afonso..... "os números econômicos atestam"......" a industria superou o agronegocio" ......"MS está no rumo certo"....Opinião bastante discutível e que deve encontrar éco apenas na Capital e perifería....o Interior está sofrendo...e sem estradas estaduais que hoje são consideradas como verdadeiras "Enxurradas Estaduais" o rumo por aqui não está certo....As Industrias ou melhor definindo, são agro-industrias que só existem exatamente pela produção do Campo...assim.. sobram apenas .os números...Parabens pela tua coluna....abraços do teu velho amigo Sem Partido desde muitos anos.... Ney
 
Ney Magalhães em 04/02/2011 06:22:25
O Mané o que a Acrissul e as pessoas que depende das festas pra viverem querem , não é shows todos os sabados , e sim que se preserve a maior e unica festa que mostra o MATO GROSSO DO SUL la fora , assim como poderia tambem ser mostrado atravez do futebol , mas por aqui ter pessoas com a cabecinha pequena igual a sua que estamos sendo confundidos por ai ,sem ter identidade, pois o que poderia ser mostrado é barrado por uma canetada de um promotor , e ainda tem pessoa como vc que apoia.
 
Juarez Delmondes em 04/02/2011 06:06:47
É isso mesmo,Manoel.Dinheiro do governo,povo pagando caro,música da pior qualidade.Pior que aquele barulho,só a desfaçatez do Sarney.Rapaz,a coragem e a cara de pau desse homem é quase infinita,álias,só perde para sua ambição de poder.Também existe o medo de,sainda da esfera alta do poder,começarem a aparecer toda a fedentina da sua família.
 
Ronaldo Ancél Alves em 04/02/2011 01:45:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions