A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


13/05/2011 10:41

Amplavisão

Manoel Afonso

MIGALHAS Lula falou tanto em ajudar os municípios, mas os “restos a pagar’ mostram outro quadro. Foi um Deus nos acuda para o Planalto liberar só 1% dos R$ 102 milhões devidos desde 2007 aos municípios.

JOCELITO (Assomassul) foi brioso no episódio, mas tem consciência das limitações dos municípios, inclusive quanto a regulamentação da emenda 29 (recursos da saúde) que o Planalto empurra com a barriga.

ELEITOR deve receber com reserva as notícias de “garantia de verba no orçamento” anunciadas por parlamentares. O problema é que o ‘funil’ é estreito e prioriza sempre as conveniências do Planalto. Aí, morremos na praia.

DESCANSOU Sem mandato, o ex-deputado Zenóbio não voltou à sua Amambai e foi ‘engolido’ pela cidade grande. Doente, era pouco visto e pelas informações não parecia feliz. Gente boa, simples, que deixa saudade.

EMBATE O suplente Miltinho Viana conseguirá cassar a vereadora Thaís Helena, citada na Operação Uragano? A tese da quebra de decoro parlamentar é interessante, mas dá margem a várias interpretações. É esperar.

‘FURA FILA’ O recente episódio da Agehab na capital mostra os subterrâneos do sistema que manipula a doação de casas populares no país. Ora! Não há santos nesta área; cada qual tenta levar alguma vantagem.

A PERGUNTA: A vinda do presídio federal trouxe mais benefícios ou problemas? Será que os empregos compensaram? Na época, o então governador Zeca tratava o assunto como grande conquista. ‘Presente de grego”.

SALGADO Cabo Almi e Tetila reclamando do dízimo de 20% dos seus salários que vai para o PT. Eu pergunto: num partido de Mensalão e tantas manobras, será que os petistas não usam de artifícios para pagar menos?

TETILA Anda engessado; não se expõe e fala pouco. Nas entrelinhas percebe-se: ainda sente os efeitos das denúncias contra sua administração e a prisão do filho pela Polícia Federal. É o ‘pedágio’ amargo do poder.

AGRAVANTE O anúncio recente do TCE de que fará investigação em documentos de sua administração, é ruim. Na conversa, Tetila disse que espera provar sua inocência e assim virar essa página de sua trajetória política.

VAI OU RACHA! Eleito relator do Orçamento/2012, Delcídio terá a grande chance de mostrar prestígio e tirar do papel projetos vitais para o MS. Está na hora de adotarmos o estilo do ‘jogo pesado’ dos políticos nordestinos.

EM BRASÍLIA os ‘políticos ingênuos ou santos’ têm vida curta e não são respeitados. Às vezes é preciso pegar pesado, bater na mesa e gritar alto! Lembram do ACM no caso do socorro ao Banrisul que tinha quebrado?

COMPARANDO Político tem que ser igual ao presidente de clube de futebol. Valem os resultados que agradem à torcida. Eurico Miranda, por exemplo, mandou até derrubar alambrado e o Vasco acabou campeão.

FICHA LIMPA Paulo Correa diz que é a favor em todos os níveis da administração. A intenção do Paulo Duarte é boa, mas esbarra no aspecto legal, onde o Executivo tem autonomia para contratar comissionados.

EVIDENTE que o projeto tem o lado político; ressalta a bandeira da ética. Mas quando eu lembro do ‘caso do Porto de Murtinho’ e do jantar dos petistas pela volta do Delúbio, sinto calafrios e vômitos. Cadê o Sonrisal?

A DANÇA das candidaturas à prefeito da capital continua. Mas há de se levar em conta a força de quem tem a maioria absoluta na Câmara e as bênçãos de Nelsinho e André. Esses fatores pesam, têm sido decisivos até aqui.

‘NOITES TRAIÇOEIRAS’ Já estamos em maio, nós mortais trabalhamos para pagar as contas do dia a dia. Enquanto isso, políticos esperando nomeação para uma boquinha no ‘cabide do poder’. Esse pessoal vive de brisa?

NAS ENTRELINHAS O preenchimento da vaga no TCE saiu do foco das conversas na AL. Essa estratégia é antiga! Mas ouvindo a entrevista do deputado Azambuja notei um certo conformismo pela perda da Marisa. Daí...

E AGORA? A inflação virou realidade. Nunca se arrecadou tanto! Os juros proibitivos e o brasileiro devendo como nunca. Falta dinheiro para a saúde e abrimos o ‘saco de bondades’ ao Paraguai. Que país é esse?

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



Sobre a "pergunta" do Presídio Federal.
Quando ocorre uma rebelião no Presídio de Segurança "Máxima" do Estado, para onde levam os rebelados?! Sempre para o "federal". Dai sim, a importância dele. O Estado e o Município através de seus representantes, reclamam, mas, quando acontece algo na Segurança "Máxima", e eles não conseguem conter (quase sempre), correm para lá pedindo vaga. Ou seja, reclamam para ficar de bem com a população, mas necessitam dele quando o trem arrocha!!!! Para mim, demagogia besta!
 
Adriano Magno em 19/05/2011 11:15:07
Ao Sr. Manoel Afonso,

Só Vocês da imprensa pode ajudar mudar e consertar os efeitos colaterais de um país

que foi governado por ....

Vejam os comentários de seu amigo de profissão Alexandre Garcia.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1511157-7823-ALEXANDRE+GARCIA+FALA+SOBRE+USO+DA+LINGUA+PORTUGUESA,00.html
 
Gilberto Ernani de Oliveira em 17/05/2011 12:05:11
Parabewns pela pequenqa nota, que voces fizeram a respeito da intencao do Suplente de vereador Miltino viana,tentar no minimo ,mostrar a todos como este Estado nao tem lei,em l992, quando o mesmo foi cassado,pelo fato de ter,colocado uma reservista falsa(copia),cassaram ele,e perdeu o mabnadto e votos de milhares de eleitores,e uma pena, agora no secula xxi,uma vereadora pega um herario publico,e nada sai na imprensa,e nem, e denunciado por este tal M.P.,cada voces srs. da lei,ATT. Roberto
 
Roberto viana em 17/05/2011 06:43:22
Descordo totalmente do vosso comentario a respeito de Zenóbio dos Santos, de que o mesmo não estava feliz, pelo contrario faleceu muito feliz rodeado por seus familiares e por suas netas que eram sua maior alegria e felicidade, tanto que quem o visitava o via como ele expressava essa alegria e felicidade.
Não se pode cobrar de ninguém uma felicidade absoluta, mas ele estava muito feliz, a cada dia sendo homenageado em todo o estado por tudo que fez pelo estado, recebendo por ultimo titulo de cidadão Campo Grandense e iria receber o titulo de cidadão de Bonito, se comunicava com todo o Estado, como foi bem notado em seu velório e sepultamento.
Em momento algum foi "engolido" pela cidade grande, pois na realidade a cidade que hoje é grande era pequena quando da divisão do estado.
Em algo concordo, vai deixar muitas saudades, principalmente como Homem Público honrado.
Hideraldo dos Santos
 
Hideraldo dos Santos em 17/05/2011 01:16:06
PARABENS SO VC SABE FALAR OQUE É A VOZ DO POVO. UM ABRAÇO.
 
Eugenio c. leal em 14/05/2011 08:55:57
MS tem a tarifa de energia eletrica mais cara do país; vale registrar que a Enersul foi privatizada sob o argumento de que o resultado de sua venda propiciaria ao estado a restauração de sua saúde financeira, e, a nova concessionária se obrigaria a investir na geração de energia, expandindo suas redes de transmissão. Ledo engano, o que se viu ao longo desse periodo foi uma série de negociatas, onde empresarios auferiram verdadeiras fortunas na transferência dessa concessionaria, devendo acrescentar que a Enersul possuia um quadro de funcionarios técnicos altamente especializados, que foram sumariamente descartados. O que sobrou para a população foi um serviço de péssima qualidade com uma tarifa tão elevada que invibializa a implantação de novas industrias. Vale refletir que os novos concessionários adquiriram uma empresa em pleno funcionamente, e com um faturamento de dar inveja e cobiça a muitos bancos.
 
benedito rodrigues da costa em 14/05/2011 08:16:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions