A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


19/08/2011 11:40

Amplavisão

Manoel Afonso

DO MILLÔR: “Aldo Rebelo é um comunista terceirizado. Nunca tantos deveram tanto a tão poucos. Imprensa é oposição: o resto é secos & molhados. O crime não compensa: mas de que vivem os juízes do Supremo Tribunal” ?

DELCÍDIO Impressionado com a postura cordata e tranqüila do seu colega Antonio Russo, um ponto de equilíbrio nas tensas relações ‘Planalto-PR”. Experiente na vida, pelo jeito Russo vai muito bem como ‘bombeiro’.

‘GENTE BOA’ Relata Laurentino Gomes no seu livro ‘1822’: D. Pedro I comprava cavalos comuns, marcava-os com o selo real e os revendia por preços maiores. O corretor destas transações era o barbeiro do Palácio Real.

E MAIS... O rei fabricava cachaça na Fazenda Real, vendida aos botequins cariocas; arrendava os pastos e seus escravos cortavam o capim - vendidos por eles próprios nas ruas da capital. Imagine então o que fazia o resto da Corte!

EVIDENTE que essa ‘cultura’ influenciou nossos gestores públicos. As vantagens pessoais têm novas embalagens e rótulos, mas nelas, o desprezo ao princípio de que os bens públicos devam ser geridos em prol do povo.

A PROPÓSITO... Apenas o ex-ministro Jobim deixou o cargo livre de qualquer acusação de irregularidades em sua pasta. Os demais, saíram debaixo de suspeitas graves, mas sem perder a pose de ‘injustiçados’.

A POLÍCIA Federal pode até ter se excedido nestes episódios de corrupção, mas não manipulou as provas. Engraçado: o ‘magistrado’ Lula preferiu atacar a forma da ação policial e ‘desviou-se’ do mérito das denúncias do caso.

REPERCUTIU a fala do ministro Marco A. Mello (STF). Sua opinião é bem diferente de Lula. Diz preferir os eventuais excessos a uma ‘apatia’ das ações da Polícia Federal. E o cético leitor, prefere qual das opiniões?

DIFERENTE Em Portugal um Ministro dos Transportes renunciou porque caiu uma ponte construída em sua administração; no Japão os acusados preferem o suicídio. Aqui, mensaleiros & corruptos apostam no sistema da impunidade.

DILMA: fala em ‘faxinar a miséria’, para desviar a atenção dos casos de corrupção que derrubaram 4 ministros. Mas, e as investigações e punições? Só discurso de durona? Não pode imitar Lula e varrer debaixo do tapete.

ESTRANHO O discurso de ‘união’ do presidente Paulo Falcão foi perfeito para tentar unir as correntes do PT em MS. Mas não foi desta vez que Zeca e Delcídio selaram publicamente a paz. O primeiro, nem apareceu ao evento.

DESAFIO Não está sendo fácil superar as barreiras que separam Zeca e Delcídio. Quem vive o PT diz que as divergências superam as identidades. Colocaram até o Antonio João como conciliador e não adiantou.

APOSTAS O PT joga também suas fichas no eventual desgaste de Giroto na crise ‘PR-Planalto’, em irregularidades de obras rodoviárias federais no MS e no julgamento do caso ‘Engecap’ em 1º de setembro. A conferir.

OBSESSÃO Vencer na capital é a chave para 2014. Mas com quem? A situação tem Edil, Giroto, Siufi, Mandeta e Marun. A oposição aposta em Antonio João, Teruel, Zeca, Dagoberto, Vander e Kemp.

DUAS QUESTÕES Se querem ‘tomar’ o PTB do Ivan Lousada, a senadora Kátia Abreu estaria preocupada com a falta de políticos de expressão eleitoral no PSD daqui. O oxigênio de partido é voto/mandato. Sem ele...

VAIDADE Vereador do interior – modesto sitiante – admitiu ao cronista se desfazer da propriedade para tentar a prefeitura em 2012. Mostrei-lhe os riscos e exemplos de gente que quebrou a cara. Espero ter convencido. Espero.

SEMPRE digo: política só tem uma porta: de entrada. Os companheiros incentivam a candidatura, mas desaparecem na hora de ajudar a pagar as contas. Cada qual com sua desculpa. O filme é velho, mas sempre reprisado.

ESTIGMA: castigo eterno! Livrar-se desta ‘sombra’ é impossível. Desonestidade, arrogância e incapacidade gerencial são sinais. Exemplos: Collor, Maluf e Sergio Naya. Em cada ambiente é fácil identificá-los.

MARCO MACIEL ficou famoso como ‘sombra do chefe’ para resolver problemas intricados. Tanto é que jogadores de bilhar, quando precisam do taco auxiliar em jogada difícil, pedem logo: “Passe o Marco Maciel”.

JUSTIÇA seja feita: Lula dobrou o número de escolas técnicas no país. Moch Jr. está otimista com os benefícios da unidade em construção na sua Coxim e reconhece a atuação brilhante de Biffi para concretizá-la.

CENTRADO Mesmo provocado, Nelsinho tem se mostrado tranqüilo quanto ao seu futuro político. Ele é rápido, mas não é precipitado. Sabe que há uma estrada a caminhar até 2014. Como se diz: tudo no seu devido tempo.

AROEIRA Tem muita gente querendo essa ‘boquinha’, mas pelo jeito Marcelo vai continuar à frente do Dnit, inclusive com as bênçãos de Delcídio. Podem falar o que quiserem, mas o ex-governador é do ramo. Ponto final.

‘Minha força não é o desejo de poder”. (incoerência do Sarney)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions