A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


20/04/2012 14:00

Amplavisão

Manoel Afonso

‘NO NINHO’ Sem anormalidades e surpresas no lançamento da candidatura de Azambuja, com a presença inclusive de Aécio Tudo dentro das previsões, lideranças locais e visitantes seguindo o ‘manual do político mineiro’.

Veja Mais
Clamor popular contra impunidade do policial matador
Marquinhos e Reinaldo juntos nas eleições de 2018?

CAUTELA Por razões óbvias Rinaldo pisou em ‘cristais’ ao discursar. Focou mais a biografia de Aécio-Tancredo, a redemocratização, o Governo FHC, mas esqueceu de pedir votos para Azambuja. Vai garantindo o mandado na AL.

ESPERTO Aécio sabia onde pisar e evitou ‘armadilhas’. Em tom conciliador elogiou André, Nelsinho e o PMDB, insistindo na separação da eleições municipais com a sucessão presidencial. Evidente que agradou, roubando a cena.

AZAMBUJA Soube resgatar as origens mineiras na sua fala; comedido sem perder o entusiasmo com o projeto tucano. Quem esperava que o deputado fosse descambar para verborragia saiu decepcionado. Deu a senha da campanha.

AS ADESÕES iniciais em qualquer candidatura contam muito. Certos apoiamentos até atrapalham, mas recusá-los é difícil. Pior são aqueles que fogem do candidato ao longo da campanha e após a vitória, oferecem a vaca do churrasco.

O DESAFIO de Azambuja é garimpar apoios de expressão. Não quer ser usado como massa de manobra do PT, por exemplo. Qualquer candidato está sujeito a perder, mas o que não pode é sair da campanha menor do que quando entrou.

LEMBRETE Candidatura tem que ter sexo, discurso incisivo, de críticas e promessas. Sem determinação não convence! Marisa perdeu a eleição de Zeca também porque não foi fundo nas críticas aos escândalos do Governo Zeca. Lembra?

PORTANTO Azambuja terá que escolher um caminho nesta bifurcação inevitável. Se não ‘mostrar a cara’, não empolgará. Os próximos 60 dias serão decisivos para selar a sua sorte: alça voo alto ou será abatido ainda no ninho.

SEMPRE é bom lembrar: a diversidade de opiniões na mídia da capital é infinitamente maior que de Maracaju. É preciso saber lidar com algumas situações para se evitar desgastes. Hoje Azambuja não tem a proteção natural da AL.

‘ARROZ DE FESTA’ Alguns pré-candidatos de partidos nanicos querem é aparecer nas fotos. Não importa onde e com quem. Vários deles que estavam na festa do Giroto, compareceram ao evento tucano. Como se diz: faz parte.

EMPOLGADOS Atuando desde 1976, o cantor Tostão - parceiro de Guarani – filiou-se ao PSDB para tentar uma vaga na Câmara da capital. Robson Martins tentará voltar à Câmara, agora filiado ao PTB. Já estão pedindo votos.

CONSENSO O motivado, Cícero de Souza encarna o próprio dinamismo à serviço de um projeto público. A sua eleição, tendo como vice José Anselmo e Ronaldo Chadid corregedor, mostra o acerto de suas ações no TCE. Sinal Verde.

CÍCERO atua em várias frentes. Construiu o sonhado prédio da ESCOEX, implantou o PCCR, promoveu cursos de capacitação, graduação, pós-graduação, informatização na tramitação dos processos e atualizou o Regimento Interno.

SABEDORIA Geraldo Resende procurou Londres e ponderou: “quero ser candidato a prefeito”. Londres reagiu: “desista – o povo de Dourados está doido pra pedir perdão ao Murilo pela besteira de ter votado no Artuzzi.” Acertou na mosca.

POR UM FIO... R$1,6 milhão mensal (fundo partidário) ou só R$ 18,5 mil? Mais tempo na TV ou só 20 segundos e 68 centésimos? É o drama do PSD, sem rumo e cacife para atrair alianças, enquanto espera a decisão do TSE.

O SILÊNCIO é sintomático. O noticiário otimista das perspectivas do PSD no Estado se ajustaram à realidade e cessaram as pesquisas envolvendo pré-candidatos pessedistas no interior. Essa quietude mais parece ‘paz cemiterial.’

EQUÍVOCOS Marcelo Miranda tentou a prefeitura de Paranaíba e quebrou a cara. Schimidt enfrentou Jr. Mochi e perdeu de lavada. Ao invés de se preservarem, ambos encerraram melancolicamente a trajetória política.

EX-PRESIDENTE Wenceslau Braz candidatou-se a vereança na terra natal. Certo da vitória economizou na confecção de cédulas (o sistema da época). Mas um dos votos foi anulado causando-lhe a derrota. Morreu frustrado aos 98 anos.

ZECA anuncia a candidatura à vereança. Nesta altura da vida valerá a pena escorar um debate com um prefeito possivelmente seu opositor? Terá, por exemplo, paciência para atender aos pedidos da ‘troca de lâmpada’ e a grana do remédio?

QUESTIONA-SE: A vaidade, a remuneração financeira e o temor de perder o espaço no partido seriam as razões verdadeiras de seu ato? Estranho, pois admitiu que até fosse advogar. Por razões conhecidas, optou pela facilidade.

O TÍTULO de ex-governador pesa, com a obrigação de ser o mais votado; 20 mil votos no mínimo. Ajudará outros candidatos, mas ao mesmo tempo provocará certa ciumeira de companheiros exigindo o mesmo tratamento. Sabe como é.

CANDIDATOS da oposição sentem-se motivados a competir com Zeca. Dois nomes já despontam: o irrequieto Paulo Siufi já lançou farpas neste sentido; e amigos de Edyl Albuquerque prometem torná-lo o campeão das urnas. A conferir.

Pecados de candidato: furar fila, interromper jogo de futebol e atrasar almoço. (Covas)

Clamor popular contra impunidade do policial matador
IMPUNIDADE O conjunto de manobras para beneficiar Ricardo Hy Um Su Moon, o policial rodoviário federal assassino do empresário Adriano Correia do Nas...
Marquinhos e Reinaldo juntos nas eleições de 2018?
DESMAMA Há quem pregue: o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), deveria imitar seu colega do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), acaba...
Algo mudou, só os políticos não percebem
NA MOSCA As centrais sindicais estão 'pê da cara' pelo risco de ficarem sem o velho dinheiro carimbado do imposto sindical. Essa CLT octogenária, ran...
Mandato massageia o ego, enche o bolso!
A CONTA Congelados os salários dos vereadores da capital em R$15.031,78. Atitude louvável neste universo de tanta sacanagem. Seria muito ou pouco o v...



Meu Deus!!! Vc tem uma inveja do Zeca não é? Sai candidato a vereador "cientista politico".
 
Alípio Santos em 23/04/2012 04:53:51
Marisa não ganhou do Zeca por que não tinha e nunca teve densidade eleitoral para ganhar. Se o Zeca vai ganhar a vereança só as urnas sabem, contudo é louvável o seu ato. E finalizando acho que Resende deve ser sim candidato a prefeito de dourados é um sonho dele, que é Londres que nunca fez nada para a população, só se a população for a sua família.
 
Roberto Domingos em 21/04/2012 07:23:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions