A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


28/10/2011 11:00

Amplavisão

Manoel Afonso

EMBOLADO o cenário político da capital? Sim ou não. Depende da ótica de analise. A fala do deputado Jerson em prol de Delcídio em 2014 respinga no pleito de 2012? Moka seria outra ‘carta na manga’ para tentar a Prefeitura?

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

ELEITOR acha:’ jornalista sabe tudo.’ Não é bem assim. Às vezes até o próprio político é surpreendido e se obriga a aceitar a nova situação. É como bolo de festa: mesmo diferente do sabor encomendado, acaba sendo consumido.

HOJE a melhor situação é de André e Nelsinho, com leque maior de opções de nomes. Na outra ponta, o PT dividido, sem estrutura de campanha e fórmula de vencer a rejeição de Vander (candidato de plantão) ou do seu tio Zeca.

NA ELEIÇÃO municipal conta os predicados do candidato. Os petistas sonham, mais uma vez, de vincular a sucessão da capital ao Governo Federal. Bobagem! O eleitor está centrado é na ‘cara’ do candidato local. E isso decide, ‘mano’!

TRAZER o Lula em comício decidiria? Ele veio aqui e Dilma levou pau nas urnas. Envolver temas nacionais na campanha pode ser perigoso: as denúncias de corrupção no Planalto poderiam municiar a oposição e complicar ainda mais.

VANDER: dividido entre Delcídio e Zeca. Seu currículo é questionável. Com João Grandão (caso ‘sanguessuga’) ao seu lado; com o episódio da compra do Porto de Murtinho pela sua família, desviará da questão ética. Ou não?

LEMBRA? Nelsinho ganhou a primeira eleição também por que não tinha rejeição. Evidente que a ‘mão santa’ de André abençoou. É por isso que eu digo: o candidato precisa se ajudar. Esperar milagres do céu não é a melhor receita.

CETICISMO Os termos do manifesto de Zeca apoiando Vander foram por demais discretos. Não fez uma só referência ao senador Delcídio. Nas entrelinhas, marcas de insatisfação, como uma criança a espera de docinhos e afagos.

‘NEW POPULISMO’ Critica-se a postura dos políticos; depois passam a imitá-los. Antonio João prestigiando torneio de futebol amador. É a ‘nobreza’ curtindo a alegria dos mortais ‘periféricos’. Eu que pensei já ter visto tudo na vida.

‘MACIO’ Impressiona a postura de Delcídio neste quadro do PT. Parece aquele cara de bom humor saindo do banho. O ‘problema’: ele é maior que o PT, não foi contaminado, causando ciumeira danada nos ‘zequistas’.

‘CARAS DE PAU’ O PC do B tenta – nos filmetes eleitorais - amenizar os desgastes pelos roubos no M. dos Transportes. Aí vem com conversa mole, falando do passado e personagens como Olga Benário. Ora! Passado é passado companheiro!

O GOLPE Governo ‘generoso’ e gente esperta: a receita ideal para o sucesso de uma ONG. ‘Está assim’ delas perto de você. Levantam a bandeira de uma causa simpática e colocam no papel um projeto aparentemente sério e viável.

FÁCIL DEMAIS! Os dirigentes das ONGs quase sempre são ligados a partidos ou políticos que servem de padrinhos ou cúmplices. Simulam serviços, montam prestações de contas de ‘arake’ e no final dividem o gordo lucro entre eles.

PERGUNTO: como fiscalizar se a ONG prestou serviço eficiente contra a violência infantil? No Brasil é fácil ‘esquentar’ recibos de gastos com alugueis, pesquisas, manutenção de equipamentos e de serviços diversos.

O ESCÂNDALO do Ministério dos Esportes chama a atenção da opinião pública, mas não acabará com essa mamata. O pessoal do PT é craque; sempre arruma um jeito de descolar verba para ONG de um companheiro. ‘Sabe como é...’

MEMÓRIA Obama tinha uma ONG em Chicago atuando em defesa dos direitos civis. Usou a entidade como vitrine para chegar à Presidência. Aliás, só tinha discurso, só teoria. Prova é que decepcionou e não deve se reeleger.

EQUÍVOCO Não se justifica implantar o curso de Direito em Chapadão do Sul. Quase 30 profissionais já militam na cidade; não há campo para outros. A OAB está certa! Não se constrói um grande país com ‘doutores bacharéis’.

QUANDO encontro o deputado Biffi elogio sua luta pelas escolas profissionalizantes. Seus cursos atendem a uma ‘clientela enorme’, que por sua vez conseguirá sobreviver dignamente dentro de suas respectivas profissões. Certo?

ESCOLAS profissionalizantes existem desde a década de 40 nos Estados Unidos. Elas tiveram participação importante no contexto sócio-econômico deles. Aqui, inverteu-se a lógica que deu certo: ‘doutores’ demais e técnicos de menos.

EDIVAL LOURENÇO: “Para não morrer, você se entulha de compromissos, cada um mais vazio do que o outro. No entanto, correndo assim de agenda cheia, terá a sensação de elevada importância...e não será por certo agredido pela foice da morte...”

“PARA NÃO MORRER voce se imiscui nas entidades sociais, classistas ou culturais e exigem que lhe ergam bustos...até que de você mesmo ninguém se lembre mais, no entanto seu nome permanecerá ali, numa lembrança deslembrada...”

“TODA ATIVIDADE humana tem como função básica livrar-se das garras da morte. É para não morrer que a gente dorme....trabalha...arruma um ponto de mínimo conforto nas engrenagens da sociedade...a morte é a alavanca propulsora de toda energia vital.”

“Somos todos comunistas, até ganharmos na loteria”. (Renato Freitag)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



Parabens pela matéria Dr. Manoel Afonso, tudo muito bem explicito , fundamentado e lógico, ainda acrescent o que meu saudoso pai sempre dizia. Muda só os carrascxos o chicote é o mesmo.
 
porfirio vilela em 02/11/2011 08:36:23
Depois das eleições também é assim, antes dos quatro anos não há como voltar atrás, infelizmente...
 
José Basto em 01/11/2011 03:22:52
Drº Manoel Afonso o senhor viu a bagunça na entrada no concurso de domingo na UCDB,sendo a UCDB um dos piores local para deslocamento de massa,porque ainda estes orgaõs decide em realizar concurso na UCDB será que lá é de graça ou seja naõ cobram aluguel das salas,existe universidade ou outros locis com facil deslocamento mas insiste na ucdb,exemplos anhanguera saida de sp, estacio de sá unider
 
Messias Neves em 31/10/2011 04:38:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions