A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


20/11/2015 15:51

Cassações & barganhas & impeachment no freezer

Manoel Afonso

EM ALTA Ao trazer o ministro André Figueiredo, das Comunicações, o deputado Dagoberto proporcionou aos empresários de rádio a chance de discutir aspectos que envolvem a migração das rádios AM para FM. Foi um encontro produtivo.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

BOLA CHEIA O governador Reinaldo presidiu a reunião e mostrou-se sensível às reivindicações destes empresários que lutam com dificuldades. Ele prontificou-se a estudar a concessão de benefícios fiscais na aquisição dos equipamentos.

FOI PENA! Que bom se a presença de FHC na capital tivesse sido aproveitada de forma mais abrangente. Imaginei ele proferindo palestra para empresários, autoridades e universitários. Teria sido agradável e politicamente um gol de placa do Governo.

BASTIDORES O deputado Flavio Kayatt pode ser alçado ao TCE antes do que se imagine no lugar de José R. Cabral. Movimento sem resistências vem ganhando força. Posteriormente, Marcio Monteiro ocuparia a vaga da conselheira Marisa.

IGNORADOS Será que os jovens conhecem bem a história de nosso Estado? Fatos e personagens marcantes são esquecidos. Vespasiano Martins é um deles. É a falta de cultura patriótica que tende a aumentar. Hoje, as prioridades dos jovens são outras.

ESTRANHO Não ouvi protestos de petistas pelas prisões do Vaccari, Zé Dirceu e Genoino. Para o vereador Ayrton Araújo, o PT está de luto pela perda do mandato da vereadora Thais Helena. Mas ele esquece a causa e chora as consequências.

PERÓLA Questionado sobre sua permanência no cargo, o secretário Pedra assim classificou sua relação com Bernal: “somos como irmãos”. É como se estivessem sempre no mesmo barco. Pois é, pelo poder, as pessoas às vezes perdem a noção.

ÓRFÃO Pedra era o único aliado de Bernal com boa inserção na sociedade. Aliás, Pedra só perdeu ao se aliar com Bernal, com quem não tem qualquer identidade. Faltou ao amigo Pedra um bom orientador ao longo de sua vida pública. Agora, é tarde!

CHORANDO O TCE pegando o pessoal de calças curtas. Dois casos emblemáticos de cidades pequenas. A prefeita Carla, de Terenos, terá que devolver R$ 135 mil; o ex-presidente Botelho, da Câmara de Ladário, devolverá R$ 209 mil. Guenta!

PREOCUPANTE Visando estabelecer novas regras para sacar o FGTS, o Governo passou a considerar também como natural o desastre oriundo de rompimento ou colapso de barragens que ocasione movimento de massa com danos a residências.

O DECRETO 5.113, de 13/11/2015, em tese, visa resolver a situação dos moradores que perderam suas casas na tragédia de Mariana. Mas os juristas estão enxergando o outro lado desta iniciativa que poderá beneficiar a Mineradora no futuro.

VEJAMOS: O decreto não estaria equiparando um crime ambiental a um desastre natural para efeitos de responsabilidade civil e penal, sem levar em conta a negligência da mineradora? No mínimo é uma situação duvidosa que arderá nos tribunais.

E MAIS... O decreto penaliza o trabalhador sob a desculpa de agilizar o saque do seu FGTS. Mas ele ficará sem o dinheiro do fundo na velhice gastando para reformar sua casa, que é de responsabilidade da mineradora. Dilma ferrou os trabalhadores.

ALÔ PROMOTORES: No MS a fiscalização das barragens com resíduos nas usinas de álcool, açúcar e indústria de celulose de papel é seria ou ‘nas coxas’? E essas usinas (PCH) de pequeno porte nos rios não prejudicam a subida dos peixes para desova?

PERGUNTO: Quantos amigos seu ainda tem o telefone fixo residencial? O avanço tecnológico vem barateando custo do uso do celular. Os operários de manutenção das linhas físicas (via postes) das telefônicas na onda crescente de desemprego.

‘DULCE VIDA’ Dos 62 deputados petistas, 53 compareceram e 41 votaram com Dilma vetando o aumento de aposentadorias para quem ganha mais de um salário Enquanto isso no paraíso, os políticos ‘bebem champagne na banheira’.

VOTO IMPRESSO Com sua volta, repelida pelo PT, sob a desculpa de custo alto, acabaremos com as suspeitas cruéis das urnas eletrônicas ‘made in Venezuela’ nas últimas eleições. Importar tecnologia da terra do Chaves é sacanagem meu!

LULA Fala uma coisa e faz outra. A entrevista ao Roberto Dávila mostrou isso. Mas ele não justifica a riqueza do filho Lulinha e não explica a generosidade da empreiteira OAS pagando a reforma de R$700 mil de seu apartamento triplex.

A PROPÓSITO Em artigo na Folha, Rui Castro fala das mudanças de Lula, inclusive de amigos. Trocou as relações com artistas, padres, intelectuais e juristas, por doleiros, banqueiros e empresários que lhe cedem de jatinhos e patrocinam palestras.

BOA IMAGEM Na conversa com prefeitos e vereadores no saguão da Assembleia, ouvi elogios de ‘boca cheia’ sobre a atuação o senador Moka. Esse pessoal do interior acompanha a política e quando vai à Brasília confere de perto o panorama.

A BARGANHA Então ficou mais ou menos assim: PT e PMDB seguram a onda e garantem o Eduardo Cunha no cargo, que por sua vez não coloca na pauta o pedido de impeachment da presidente Dilma. E eu pergunto: esse país tem jeito? De leve...

NA CAPITAL A tendência é que Bernal seja apeado do cargo tão logo se resolva essa confusão na Câmara. Teríamos aqui a repetição do episódio de Dourados, com a justiça indicando um magistrado para ocupar a prefeitura. As fontes, silenciosas e seguras.

“A corrupção não tem cores partidárias”. ( Juiz Federal Sergio Moro)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



DULCE VIDA - Eis que de repente, os parlamentares do PT na Câmara dos Deputados se transformaram em Economistas com Phd em Seguridade Social, trazendo na ponta da língua em uníssono a seguinte fraze: Se o veto for derrubado, a previdência quebra até o ano de 2050. Êles não apenas se transformaram em economistas, mas também, em gurús! Não posso imaginar qual foi a tecnologia de cálculos financeiros aplicados para se chegar a éssa conclusão, ou qual foi o método estatístico utilizado para a precisão desse planejamento. A conclusão a que chego, é que esses servidores públicos que adoram ser chamados de autoridades, não possuem o mínimo respeito pelos cidadãos brasileiros idosos que contribuiram com a previdência do país e são vítimas de calotes governamental. É lastimável e vergonhoso. Bene.
 
benedito rodrigues da costa em 21/11/2015 05:06:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions