A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


21/03/2014 15:35

‘Oposição continua bunda mole’

Manoel Afonso

ANOTE: A nossa previsão se confirma: André deixa mesmo o governo no dia 5 para disputar o Senado. Simone assume e disputa a reeleição como permite a lei. Nelsinho seria contemplado com a suplência de André ao Senado. O quadro muda.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

SERÁ que uma eleição repete a anterior? As eleições estão cada vez mais didáticas graças a mídia instantânea e participativa. Os pleitos medem os anseios do eleitorado, que por sua vez afere o perfil dos candidatos que se apresentam.

ARQUIVO No pleito ao senado em 1994 as vagas eram duas, e os favoritos - Lúdio, Ramez, Rigo (PTB) e Rachid. Em alta, Lúdio (PSDB) pediu o 2º voto para Ramez, já que Rachid (PP) ficara no meio do caminho obtendo só 148.336 votos.

RESULTADO: A tática funcionou – Lúdio obteve 383.853 votos; Ramez 300.777 e Rigo 267.130. Vários fatores garantiram o resultado surpreendente; sem esquecer: Ricardo Brandão (PT) fez bonito como candidato com 90 mil votos.

DEPOIS de 20 anos poderemos ter outra situação mais interessante. Delcídio do PT afinado com Azambuja (PSDB) para tentar derrotar André, do PMDB. Manobra ousada com sérios riscos de colidir com os discursos da sucessão presidencial.

LEITURAS: Azambuja evitará criticar o Planalto, restringindo-se aos temas locais ? Como abordaria por exemplo o caso da ‘Buritis’? Como pedirá votos para Aécio sem fazer as aguardadas e necessárias comparações partidárias?

‘SINAIS’ O termo ‘fadiga de material’ foi usado em 2 recentes artigos tucanos. No primeiro para FHC criticar o continuísmo do PT. No segundo, para Azambuja cutucar o PMDB em nosso Estado. Para um bom entendedor...

CLARO! Azambuja dependerá da comunicação para convencer com uma linguagem compreensível. Terá que convencer, por exemplo, que é preparado e que seu currículo é compatível com as funções reservadas a um senador da República.

RISCOS O que é combinado não é caro. O discurso de Azambuja ficará no fio da navalha para não parecer incoerente ou fogo amigo, prejudicando Delcídio inclusive. Juntar equilíbrio e veemência é o desafio a ser vencido pelo tucano.

PREVISÕES A sucessão presidencial ficará em 2º plano em MS? Sim! Cada qual priorizando o projeto pessoal. Os políticos só recorrerão ao embate do Planalto para levar vantagem aproveitando o vácuo do favoritismo, até aqui de Dilma.

PRIORIDADE Qual é a do eleitor? Estaria centrado no Planalto ou no Parque dos Poderes? A ‘cultura política’ mostra: a rivalidade local recheada por vários ingredientes, inclusive da identificação pessoal, tem um tempero especial e atrai mais.

OPOSIÇÃO Aqui ela continua ‘bunda mole’, sem veemência/indignação. Os números da última pesquisa mostram sua incapacidade. Se não atrair novos eleitores para tentar reverter as vantagens do fator ‘Bolsa Família’ não terá qualquer chance.

EXEMPLOS: Aqui temos Figueiró, Azambuja e Mandeta na ‘oposição’, cautelosos nas críticas ao Governo porque estão amarrados ao jogo da liberação de suas emendas para atender as bases eleitorais. Essa é a postura dominante no Congresso.

DELCÍDIO Bastante divulgado o envolvimento de seu nome no caso da compra da refinaria americana pela Petrobrás. Questiona-se: isso seria o bastante para arranhar sua imagem e fazê-lo ficar em situação desfavorável na corrida eleitoral?

OLARTE Articulado, já ocupou os espaços políticos compartilhando o poder com vereadores e a classe política. Já Bernal, sem time e amigos, protesta na TV. Mas sua expressão facial não condiz com sua fala e texto. Reprovado como ator.

AS NOTÍCIAS mostram o quanto a administração municipal estava travada por conta do estilo de Bernal que não deu autonomia ao seu pessoal. Só a reativação da SEDESC nas mãos de Edil mostra o quanto a capital perdeu neste período.

CACIFADO A cassação foi o episódio que sangrou por meses, mas que fortaleceu Mario Cesar no final. Para completar, o vereador viu a Justiça Eleitoral absolvê-lo e assim ajudá-lo no seu projeto de tentar a Assembleia. Tem chances.

BOAS AÇÕES Nada menos que 27 emendas parlamentares beneficiarão APAEs com recursos para manutenção, aquisição de veículos e equipamentos diversos. Em MS 63 APAEs atendem 4.750 alunos especiais, sendo 370 na capital. 

UMA LUTA! Em cada cidade uma APAE e seus desafios. Gente iluminada encontra tempo para servir. Exemplo: em Cassilandia a APAE utiliza lotes vagos na cidade com plantio de hortaliças que produzem renda em prol da entidade.

ILUMINADOS Acho que quanto mais se divulgue atos de caridade ou que tenha a marca da generosidade, maiores chances teremos de despertar esse sentimento e assim beneficiar outras pessoas. Coisas boas devem ser divulgadas sim!

EXEMPLO Acabo de saber de fonte digna de que 5 entidades filantrópicas foram beneficiadas no testamento deixado por Nilda Coelho. Aliás, o casal Lúdio e Nilda sempre ajudou muito nossas entidades, mas sem fazer alarde.

DETALHE Precavido inclusive na sua generosidade Lúdio contemplara as entidades em seu testamento na hipótese de falecer depois da mulher. Como morreu antes dela, a viúva zelosamente cumpriu as vontades dele em seu testamento.

“Não tenha pressa, mas não perca tempo.” (José Saramago)

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



PREVISÃO -A cerca de dois meses em comentário nesta coluna, afirmei que o Governador Andre Pucinelli era candidatíssimo ao Senado, e, com grande probabilidade de sucesso. Não se trata de exercicio de futurologia, mas sim, de lógica. Sem mandato, morreria politicamente, e, em pleno gozo de saúde física e mental; seria um suicídio. O Senador Delcidio, candidato definido há tempos ao Governo do Estado, aparece como franco favorito, e com todo gás, só perderia para ele mesmo. Com essas definições, foi dada a largada pela sucessão. Aproveito para arriscar um palpite com relação a disputa pelos cargos de deputados, tanto federal como estadual, prevê-se uma disputa renhida, e, o percentual de renovação promete ser elevado, é hora do reconhecimento das promessas de campanha.
 
benedito rodrigues da costa em 22/03/2014 08:49:17
O Manoel Afonso é otimo, se expressa de maneira clara e sem medo de se expor, isso se chama jornalismo de primeira.
 
juvenil marques do vale em 21/03/2014 19:25:32
Filantropia sem anonimidade, é vaidade.
 
Carlos Alberto Cordeiro em 21/03/2014 16:18:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions