A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


11/09/2015 14:25

PT e PMDB – no limite do desgaste

Manoel Afonso

ESPECULAÇÕES Ouvi do empresário Jamil Naime – marido de Tereza Naime ( PDT), num papo na Confraria do Troncoso, de que ela deve disputar a prefeitura da capital. Aí Paulo Pedra – aliado de Bernal – ficaria numa situação difícil.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

A DÚVIDA Quem está pior em termos de candidatura à prefeito da capital; o PMDB ou o PT? Observadores acham que os dois partidos – sócios no Planalto – estão em empate técnico por conta dos quadros regional e nacional. Acho que procede.

SEM ILUSÕES As lideranças partidárias assistem de camarote a batalha de Bernal contra sua própria teimosia e inabilidade política. Os motivos: são maiores as chances de desgastes e perdas do que de dividendos projetados para 2016 e 2018.

TUCANOS Não há interesses maiores em estreitar os laços com Bernal. O PSDB cuida de seu projeto atraindo lideranças de fácil convivência e sem riscos. Aquela parceria no pleito de 2012 é passado, foi apenas circunstancial.

PETISTAS As pretensões pessoais do vereador Alex em participar do Governo Bernal não representam o PT. Mas se a situação nacional piorar e Dilma cair tudo será possível apesar da ojeriza recíproca entre o prefeito Bernal e a cúpula petista.

BERNAL Personalista, encarna o absolutismo do rei Luiz XIV que proclamava “L’État c’est moi” ( “O Estado sou eu”). Já sangra por conta da falta de gerenciamento e interlocução com a sociedade e a própria classe política. Não agrega!

‘COURO GROSSO’ A opinião pública aguarda do deputado Vander Loubet (PT) uma explicação sobre o seu envolvimento na ‘Lava-Jato’ através de esquema de quitação de dívidas particulares e de campanha com dinheiro de origem suspeita.

É PENA! Nossos gloriosos políticos tem o foro privilegiado para responder por seus atos na justiça. Com a ajuda da lei ‘levam de barriga’ o processo até a prescrição ou argumentam vício insanável nos autos que desembocam na absolvição.

DECEPÇÃO A tão esperada reforma política pariu um rato até aqui. E a gente não deveria esperar mesmo grandes mudanças porque a classe política não iria dar um tiro no próprio pé. A priori, a janela partidária foi a única novidade, sob encomenda.

‘TITANIC’ Dima perdeu o rumo e mantem os ministérios. Desastrosas as entrevistas do ministro Joaquim Levy. O estoque de maldades ainda não acabou. Apenas substituir o ministro Mercadante na Casa Civil resolveria todos os problemas?

‘IMPEACHMENT’ O clima lembra o episódio Collor. A pressão das ruas já repercute no Congresso. Está difícil controlar os parlamentares descontentes. Para piorar o Brasil teve sua nota rebaixada pela Standard & Poor’s, agravando sua imagem lá fora.

ANTENADOS A Assembleia Legislativa e o Tribunal de Contas do Estado, pediram ao ministro do TCU, Vital do Rego ações especiais do Governo nos municípios da região da fronteira. Jr Mochi e Valdir Neves ficaram otimistas com o papo.

VITAL DO REGO Ex- senador do PMDB da Paraíba, ocupa a vaga de José Jorge no TCU. Uma pedra no sapato de Dilma: estão sob sua relatoria o processo de aquisição da refinaria de Pasadena e o rumoroso caso dos empréstimos do BNDES.

ABÍLIO L. DE BARROS: “...E agora Mané, onde está a solução? Difícil indicar, mas o principal e iminente caminho é tirar essa gente do governo, essa gente de roubo patriótico e incompetente. Será que vamos ter que esperar as próximas eleições?”

FÁBIO JR. A Dilma e o PT conseguiram tirá-lo do sério lá no show de New York. Vai sendo quebrado aquele tabu de que artista que se preza é da esquerda, mesmo sendo corrupta. Imagine outros artistas imitando o Fábio Jr em shows!

MANCADA No seu último programa eleitoral o Partido Republicano Brasileiro homenageou sua figura mais famosa, o ex-vice presidente José de Alencar com sua frase polêmica; “Eu não temo a morte. Eu tenho medo é da desonra”.

PERA LÁ! O PRB é braço da IURD, do senador Crivela. José de Alencar negou a paternidade de uma filha de 59 anos de idade, alegando que a mãe dela era puta. Agora o STF confirmou a paternidade dele, derretendo sua áurea de ‘bom moço’.

A POLÍTICA desnuda os seduzidos pelo glamour do poder. No caso, era incoerência o vice-presidente da República falar em valores morais, sendo pai fujão. Ele deveria ter seguido o exemplo do Ronaldo Fenômeno e do cantor Roberto Carlos.

PODE? Conta o prefeito de cidade perto da capital – que o vexame se renova na época do repasse mensal do FPM. Os vereadores se revezam em plantão na prefeitura para conferir a chegada do dinheiro e a transferência do duodécimo da Câmara.

O FATO comprova que o interesse financeiro suplanta o idealismo de servir em todos os níveis da atividade política. Nossos agentes políticos andam menosprezando o olhar crítico dos eleitores - que aliás – pagam os salários deles. Mas eles merecem tanto?

PERGUNTO: Além da capital, quantas cidades de MS exigem atividade exclusiva do vereador para fazer jus a vencimentos compatíveis? Convenhamos: fazer da vereança a única fonte de renda para subsistência própria é simplesmente vergonhoso.

DICA Se os professores de cada cidade pequena levassem ao conhecimento de seus alunos ( e pais) a diferença do valor de seus salários e dos vereadores, abririam a porteira das mudanças. No Paraná essa indignação já rendeu frutos.

“Uma sociedade de carneiros acaba gerando um governo de lobos”.

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



Muito simples resolver o problema. Vereador não deveria ter salário mas sim, ganhar por horas trabalhadas nas sessões, de acordo com o salário ou rendimento que a sua atividade profissional o remunera, ou pela média de todas as profissões que compõem a câmara. Logo um vereador sem profissão, atividade profissional autônoma ou que seja empresário, não deveria ter salário. Com certeza teríamos mais gente qualificada e menos corrupta, colaborando com a administração pública.
 
Araujo em 12/09/2015 14:21:36
VEREADORES - Muitos cidadãos se atiram a uma candidatura ao cargo de vereador sem entender a importância que significa receber o sufrágio popular para representar uma comunidade nas respectivas Câmaras Municipais. Quanto menor o município, maior é a disputa pelo cargo, até porque as atividades econômicas da maioria dos mais de 5.500 muniicipios brasileiros, nem sempre oferecem condições para geração de empregos, a estagnação é marca registrada, a população não registra crescimento, e as pessoas mudam para outras regiões na esperança de vida melhor. Em se tratando de nosso estado, a maioria dos municípios têm como receita apenas o FPM (Fundo de Participação dos Municipios), onde os vereadores se aposentam no poder sua renda se limita a vereança, mas, e o povo, até quando. Benê.
 
benedito rodrigues da costa em 12/09/2015 11:17:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions