A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


05/04/2013 14:09

Rejeição dos candidatos em 2014

Manoel Afonso

ECOS DA PRECOCIDADE As últimas posturas do Planalto sinalizam: o processo sucessório foi deflagrado, mudando a agenda de governo, priorizando os interesses eleitorais custe o que custar, a qualquer prazo e forma de pagamento.

Veja Mais
Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
Pizzas, os políticos não abrem mão delas

OS REFLEXOS estão aí: André mexendo na equipe, Nelsinho arregaça as mangas, Delcídio se reafirma e Azambuja tentar consolidar espaços. Enfim, o velho vídeo de um filme conhecidíssimo, apenas com algumas adaptações. Mais nada.

PESQUISAS A recente que causou auê foi da TV Record/D.Digital, onde os números parecem se amoldar à realidade. Delcídio lidera, seguido por Nelsinho e Azambuja. Claro que alguns pontos da amostra merecem observações/comentários.

UNIVERSOS Se na ‘estimulada’ constatou-se a definição de 62,5% dos eleitores, na ‘espontânea’ cai para 8,6%. Mostra a alienação do eleitor quanto ao cenário/nomes e abre perspectivas ( e chances) para todos os pré-candidatos sem exceção.

REJEIÇÃO Item perigoso! Delcídio tem 12%, Azambuja 14%, Simone 22% e Nelsinho 32%. A explicação é simples: se o ex-prefeito carrega o desgaste natural do mando de 8 anos, os outros passaram ao largo do espinhoso cargo.

QUESTÕES A rejeição se dilui com o tempo ou aumenta de acordo com os capítulos da sucessão? Eventuais alianças locais vão enfraquecer quais dos nomes postados? As costuras em nível nacional podem provocar os mesmos efeitos aqui?

ESTRATÉGIA Quem lidera vira alvo preferido. Os adversários querem colar a imagem de Delcídio ao PT para preservar esse sentimento ‘conservador’ no MS. Bom ou ruim? Dependerá do jogo de cintura do senador e de fatos futuros.

NELSINHO Precisa aproveitar essa instrumentalização de poder como Secretário de Estado para se consolidar no interior onde Delcídio já é conhecido. Ele insiste que a vantagem do senador é natural porque já é candidato há vários anos.

ANDRÉ-REINALDO O nó da sucessão! Vão se juntar? André desiste e o lança ao governo com Nelsinho ao senado, por exemplo? Entre eles, mais afinidades do que incompatibilidades. Muita gente aposta que esse nó desata logo. Sei não.

AVANÇANDO O deputado Marcio Fernandes vai se articulando politicamente também no interior, onde passa uma imagem simples mas oxigenada. Equilibrado, não tem feito bobagens na AL e tem o fator idade (34) a seu favor.

PAULO CORREIA Feliz com André. Após garantir a eletrificação para o núcleo que abrigará o complexo da borracha em Cassilândia, o Governo deve viabilizar recursos à prefeitura para adquirir área próxima a cidade com fins industriais.

‘CAUSA GAY’ Todos com medo de cair na desgraça das redes sociais. Visíveis na AL e Câmara os efeitos do patrulhamento. Até o devoto Pedro Kemp saiu pela tangente ao apartear o evangélico Lídio, apoiado até pela maioria católica.

DILEMA: Como combater o casamento gay se permite a pedofilia nos seus quadros? Aí a Igreja Católica perde mais terreno para os evangélicos que batem firme e devem multiplicar sua bancada nas próximas eleições. Quem viver, verá!

DOMÉSTICAS-PEC Estimulará a demissão/informalidade. Os encargos assustam a classe média. Recolher errado os impostos será outro problema para o patrão. A relação de confiança será de desconfiança total. Lei burra, de afogadilho.

‘NO DIVÃ’ Em crise existencial o PSDB pode pedir ajuda ao guru de Obama.Errado! Marqueteiro resolve coisas de campanha. Prioridade é definir quem é quem no partido e zerar as divergências eternas graças ao estrelismo dos seus caciques.

PÍFIOS Sem chefe, as lideranças tucanas parecem viver noutro país e seus discursos sem linguagem direta. Só ocupam a mídia em questões pontuais. Lentos, não tem cacoete de oposição, não martelam temas e fatos do dia a dia do país.

DETALHE No fundo, no fundo, o PSDB tem mais identificação do que divergência com a política socioeconômica do PT e a exemplo do PMDB, não é oposição. Mudar seu programa seria trair as razões que sustentaram sua própria criação.

NOMES? Aécio envelheceu precocemente, perdeu a áurea e encanto de ajudante de ordens de Tancredo. Pior: não consegue fazer a política ‘café & leite’ com Serra e Cia. E mais: após a prefeitura, os tucanos podem perder o Governo Paulista.

INCOMPETÊNCIA As derrotas presidências não serviram de lição. O próprio Álvaro Dias já reclamou desta mesmice. Enquanto isso, Dilma avança, distribui verbas e cargos atraindo assim gente como Kassab e Cesar Borges. Pavimenta a vitória.

PERGUNTO: Quando o PSDB exerceu o papel de oposição mobilizando o povo nas ruas contra os escândalos no Governo, como o Mensalão? Perdeu chances de ouro. Aliás, só os evangélicos e gays tem conseguido levar gente às ruas.

‘1º DE ABRIL’ As aparência enganam. Os ministros não vieram fazer caridade na capital. Vieram vincular prefeitos/lideranças ao projeto de reeleição. Só as cidades ‘ficha limpa’ e com capacidade de endividamento terão empréstimos.

REFLEXÃO Imaginem o que o PT está fazendo por aí em termos de concessões para comprometer lideranças/fisgar aliados! Tudo loteado. E mais: essa gastança (ou orgia?) com os estádios da Copa, por exemplo, custará caro ao contribuinte.


“O amor sonha com a pureza. O sexo precisa do pecado”. (Arnaldo Jabor)

 

Corporativismo político sem limites, segue a avacalhação
DESAFIO Se o presidente Michel Temer (PMDB) não vetar, caso o Senado aprove o projeto bizarro da Câmara, o país irá culpá-lo e perderá o apoio das ru...
Pizzas, os políticos não abrem mão delas
NÁUFRAGO Culpando a TV Globo e o juiz federal Sergio Moro, o ex-deputado Antonio Carlos Biffi (PT) tentou no saguão da Assembleia Legislativa justifi...
Invasores das escolas, a nova aposta do PT
LUZ AMARELA Os casos do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, com as finanças em colapso, estão sendo considerados pelo governador de Mato Grosso do Su...
Junior Mochi, ponto de equilíbrio na Assembleia
NOSTRADAMUS Não tenho seu dom, mas prevejo: o país de 2018 será outro. As delações premiadas da Odebrecht e Andrade Gutierrez cairão como meteorito n...



fatos: DELCÍDIO NÃO PAGOU NEM O SEU PRÓPRIO IMPOSTO DE RENDA, DEIXOU PARA NÓS, OS CONTRIBUINTES, PAGARMOS POR ELE. COMEMOROU A ELEIÇÃO DE RENAN CALHEIROS AO SENADO. E AINDA TEM GENTE QUE QUER UM HOMEM DESSE COMO GOVERNADOR.
 
JOSEVALDO DE ARRUDA GOMES em 11/04/2013 08:33:40
Parei de ler no comentário infeliz sobre as domésticas.
Pq deveriam ter tratamento diferente dos demais trabalhadores ?
 
Ricardo de Freitas em 10/04/2013 22:50:35
sou delcidio e pronto e o melhor esta lutando pelo estado fais tempo os jornais estao ai para confimar ele tem sou pontinha de ajuda no pre-sal petrobras sabe disso
vc tb sabe e administrador nato.
 
fabiano augusto silva em 09/04/2013 10:30:59
No item, DILEMA, discordo que a Igreja Catõlica PERMITE a pedofilia.
Seja qual for a a funcao de um sacerdote nos quadros da Igreja, ou , mesmo ,qualquer de bom senso e de qualquer setor da sociedade concorda que e ridiculo aceitar essa monstruosidade , a pedofilia. Que vamos ter os JUDAS na vida, sim, pois Jesus o Divino Mestre capacitou 12 apostolos. e esse Judas, praticou o maior pecado.
E Jesus, o MESTRE, perdoou Madalena, dizendo .......vã e não peques mais. etc.
Jose Ronaldo Teixeira
Professor aposentado.
Campo GRande -MS
 
Jose Ronaldo Teixeira em 08/04/2013 19:03:35
Realmente, o processo sucessório já foi deflagrado, com isso, os políticos postulantes aos cargos majoritários, devem priorizar seus projetos pessoais, adotando uma postura defensiva em suas relações com objetivos de se artiucularem suas candidaturas. É nítido nesse comportamento, uma certa paralizia na máquina administrativa, o que pode afetar de maneira negativa, a economia do país como um todo. Seria ideal, dosar sensatamente os anseios pessoais, articulando ações que resultem em resultados positivos à nação.
 
benedito rodrigues da costa em 07/04/2013 06:02:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions