A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Janeiro de 2017


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


10/04/2015 17:05

Troca de partido: quem perderá mais?

Manoel Afonso

TERCEIRIZAÇÃO Os irônicos de plantão lembram que Dilma já aderiu ao sistema. Com aval do PT terceirizou o próprio governo através de Michel Temer, os sindicatos, CUT e os manifestantes de rua pagando diária e alimentação. Sinal dos tempos.

Veja Mais
Clamor popular contra impunidade do policial matador
Marquinhos e Reinaldo juntos nas eleições de 2018?

TRANSPARÊNCIA Só vale para os adversários? O Governo não quer mostrar o quanto enfiou no BNDES, no Friboi e nos ‘países protegidos’ que ajuda a sustentar. Imaginem vocês se o PT estivesse na oposição. Sua gente estaria babando.

DEBANDADA? Depois de Semy Ferraz, que saiu de fininho, fala-se agora que o ex-prefeito Ruiter, de Corumbá, e o senador Delcídio estariam avaliando a possibilidade de deixar o PT. Claro, há muita fofoca e imaginação, mas a possibilidade é real.

‘CURIOSO’ No caso de Semy, deixou poderoso cargo de secretário na administração de Campo Grande e desapareceu da mídia. Fala-se que desiludido com a política, teria feito o balanço da sua vida e optado inclusive pelo comércio na região do Bolsão.

PERDA O PT local procurou não dar importância a saída de Semy, embora ele tivesse tido uma atuação marcante, inclusive na justiça contra André e Cia. Mas o intrigante: não se fala mais nestas pendengas judiciais? Esse é o lado mágico da política.

CAPITAL Com a saída de Marquinhos do PMDB, André poderá optar por várias candidaturas de partidos aliados. Marcio Fernandes, por razões diversas, é um dos cotados. Ele vai ganhando musculatura e chances com seu PT do B.

PULVERIZAR as candidaturas parece ser a tendência na capital esperando o 2º turno. É interessante e perigoso. A lição das últimas eleições não pode ser esquecida diante da força da internet em melhorar ou desgastar a imagem dos candidatos.

CENÁRIO Ainda embaralhado por conta das dúvidas e demora na definição das regras eleitorais. Para quem não tem mandato (Nelson e Fábio Trad) ou está no Executivo, não há impedimentos. Mas a maioria dos descontentes está no legislativo.

ANTÔNIO JOÃO Sua identificação com a Família Trad é antiga. Destoa só quanto ao ex-prefeito Nelsinho, livre para viabilizar o melhor projeto pessoal. Mas o desafio maior do PSD será liberar Marquinhos do PMDB, sem riscos de se tornar inelegível.

MARQUINHOS Não será fácil ganhar a carta de alforria do PMDB. Ele vem juntando provas para convencer a Justiça de que é perseguido no partido. Mas ele sabe: a justiça é uma incógnita e a demora poderá desgastá-lo politicamente. Entendeu?

ATRAÇÃO A ordem é fortalecer o PSDB. Com caneta na tinta, Sergio de Paula, chefe da Casa Civil, conseguiu a adesão de lideranças do PRP comandas por Dorival Betini, figura próxima a Londres Machado, aliás, outra figura cobiçada.

DO LEITOR: Para Benedito Rodrigues da Costa a privatização da Enersul foi um engodo sob o argumento de que o dinheiro pagaria as dívidas de MS – sem recursos para investir na empresa visando assim torná-la mais eficiente e viável. Lembra?

NA VISÃO do leitor o fiasco era previsível. Se o grupo que adquiriu a Enersul não tinha estofo compatível e recorreu a empréstimo do BNDES para pagar, é claro que não teria recursos para investir na sua expansão a tarifas mais reduzidas.

IRRELEVANTE? Cabe à opinião pública evidentemente, julgar se a nomeação do ex-diretor da Enersul - Valter José Bortoleto no gabinete do deputado Beto Pereira, relator da CPI da Enersul, causará apenas desconforto ou algo mais neste cenário.

LEITURA Nem todos os homens públicos tem a sensibilidade para antever as reações no imaginário popular quanto sua postura. Nem tudo que é de direito, legal é ético ou pelo menos recomendável para se evitar desgastes, comentários e críticas.

EXEMPLOS Não faltam. O mais recente é do presidente Vaccari, do PT, mantendo relações com o doleiro Youssef. Como explicar esse relacionamento com um cidadão confessadamente inidôneo e que lavava dinheiro da corrupção? Francamente...

O BRASILEIRO mudou sua visão com tantas informações que recebe. No canteiro de obras se comenta os fatos políticos e assim por diante. As pesquisas mostram: em todas classes sociais há certeza absoluta de relações entre políticos e a corrupção.

SABOR ORÉGANO? Pela suposta lista do ‘cala boca’ da Enersul, pelos avisos para ‘ir devagar’ e pelos comentários que se ouve na Assembleia Legislativa, há mais dúvidas e menos certezas desta CPI. Nela, a busca pelos holofotes é incrível.

BLEFE? O deputado federal Elizeu Dionízio teria tido acesso a extensa lista de mensaleiros da Enersul. Pode estar perdendo a chance de mostrar serviço ou se enterrar politicamente. Lembrando o Brizola: “tá com o povo ou tá com medo?”

QUE BOM! Reinaldo cumpriu a promessa e fez o balanço da herança deixada pelo governo anterior. Já a interpretação dos números é outra história. Agora é seguir em frente e não repetir aquela ladainha chata de Wilson Martins contra Pedrossian.

REINALDO sabe: ganhou a eleição porque convenceu de que é realmente preparado. Mas pior que governar é saber administrar as questões políticas que afloram no próprio governo. Às vezes os companheiros criam mais problemas que a oposição.

ZÉ TEIXEIRA A escola da vida deu-lhe o senso pratico. Diz: “é preciso diferenciar o silvícola da Amazônia com o índio aculturado que vive por aqui perto das cidades. Eles merecem tratamento e políticas diferentes por parte do Governo.” Certíssimo.

“Palavra de político é igual cheque: tem que ter fundos”.

Clamor popular contra impunidade do policial matador
IMPUNIDADE O conjunto de manobras para beneficiar Ricardo Hy Um Su Moon, o policial rodoviário federal assassino do empresário Adriano Correia do Nas...
Marquinhos e Reinaldo juntos nas eleições de 2018?
DESMAMA Há quem pregue: o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), deveria imitar seu colega do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), acaba...
Algo mudou, só os políticos não percebem
NA MOSCA As centrais sindicais estão 'pê da cara' pelo risco de ficarem sem o velho dinheiro carimbado do imposto sindical. Essa CLT octogenária, ran...
Mandato massageia o ego, enche o bolso!
A CONTA Congelados os salários dos vereadores da capital em R$15.031,78. Atitude louvável neste universo de tanta sacanagem. Seria muito ou pouco o v...



A livre expressão do pensamento é talvez a maior conquista do ser humano; um movimento que surgiu na França e que culminou com a queda da Bastilha. Uma filosofia defendida pela classe política entusiasticamente. Na prática porém, as coisas não funcionam bem assim, as sequelas do regime militar ainda não foram cicatrizadas, e o receio de uma reprimenda é visível e palpável. Recentemente, com a participação da internet, éssa tecnologia que tornou o mundo menor, encurtando as distâncias, colocando ao alcance da classe trabalhadora as maravilhosas máquinas denominadas celulares, com múltiplas aplicações, possibilitou o interesse dos brasileiros pelos acontecimentos políticos, inclusive, mudando suas opiniões. sôbre a classe política e os políticos. Moram e ética são exigidos. Bene.
 
benedito rodrigues da costa em 11/04/2015 09:28:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions