A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

12/12/2015 07:58

Vila Cachoeirinha; de favela sobre lixão a bairro com asfalto e esgoto

Até alguns anos atrás, Vila Cachoeirinha era sinônimo de alagamentos e lama, mas bairro da região sul de Dourados se tornou bom para morar e casas se valorizam

Helio de Freitas, de Dourados
Vila Cachoeirinha; de favela sobre lixão a bairro com asfalto e esgoto
“Nova Vila Cachoeirinha”; obras transformaram antiga favela de Dourados (Foto: Divulgação)“Nova Vila Cachoeirinha”; obras transformaram antiga favela de Dourados (Foto: Divulgação)

Até alguns anos atrás, a Vila Cachoeirinha, bairro da região sul de Dourados, era sinônimo de alagamentos em dias de chuva, de esgoto a céu aberto e de um mau cheiro terrível, que castigava os moradores do local e até os vizinhos. Por várias vezes, a imprensa local noticiou que moradores do bairro tinham dificuldade até para arrumar emprego quando falavam onde moravam.

Veja Mais
Chamada de Portal do Mercosul, 2ª cidade de MS comemora oito décadas
Após duas décadas de abandono, prédio do Clube Social será concluído

Implantado na primeira gestão de Braz Melo (1989-1992) em uma área de várzea, entre os córregos Água Boa e Rego D’Água – alguns dizem que o terreno era um antigo lixão da cidade – bairro passou por todas as dificuldades possíveis. Mas a realidade mudou e para melhor.

Assim como todos os bairros de Dourados, a Vila Cachoeirinha ainda sofre com buracos, o mato cresce em terrenos baldios, a iluminação pública com frequência deixa a desejar, no posto de saúde sempre tem menos médicos que doentes. Mas a vida melhorou muito e a mudança é visível.

A Cachoeirinha é o bairro que mais recebeu investimentos do poder público nos últimos anos em Dourados, cidade que comemora oito décadas de emancipação, no dia 20 deste mês.

Depois de muitas promessas e de 20 anos de sofrimento, as máquinas finalmente começaram a chegar em 2010. Primeiro começou a ser feita a drenagem – instalação de tubos para escoamento da água da chuva.

A prisão e consequente renúncia do então prefeito Ari Artuzi (morto em 2013), a passagem de dois prefeitos interinos e uma eleição extemporânea atrasaram as sonhadas obras de asfalto. Só no final de 2011 as ruas da Vila Cachoeirinha começaram a receber a pavimentação. As obras eram feitas paralelamente com a implantação da rede de esgoto.

O asfalto da Vila Cachoeirinha também foi motivo de embates políticos entre a prefeitura e o deputado federal Geraldo Resende (PMDB), autor das emendas que garantiram os recursos federais para as obras. Em várias oportunidades o congressista usou a imprensa para reclamar de atraso na pavimentação e responsabilizava a administração municipal.

Mas as obras foram concluídas em 2013. Além do asfalto e esgoto, a prefeitura construiu uma ponte nova em um dos acessos à Vila Cachoeirinha e limpou os dois córregos que cortam o bairro. Os alagamentos praticamente deixaram de existir.

No mês passado algumas casas foram inundadas no dia em que a cidade foi atingida por uma forte chuva de quase 80 milímetros em um único dia e a drenagem não suportou tanta água. Entretanto, não foi preciso remover nenhuma família e depois disso ocorreram outras chuvas fortes, mas sem novos casos de inundação.

Alheios à disputa pela “paternidade” das obras, os moradores só têm motivos para comemorar.

“Realizamos um sonho. Era muito triste viver em um bairro sem infraestrutura enfrentando dias chuvosos. Sem contar a poeira e os alagamentos. O asfalto era um sonho de longas datas. É resultado de muitas lutas dos moradores. Hoje vivemos em um bairro digno”, afirmou ao Campo Grande News a presidente da Associação de Moradores da Vila Cachoeirinha, Sílvia Helena da Conceição, a Preta.

“Este sonho não era só da comunidade, mas meu também. Muitos políticos do passado deixaram o bairro só no discurso e por isso sofremos com entraves no processo, que poderia ser mais ágil. Fico feliz em ter sido o autor dos recursos federais que tiraram esse projeto do papel”, afirmou o deputado Geraldo Resende.

“Fizemos um compromisso com os moradores da Vila Cachoeirinha de levar o asfalto ao bairro e cumprimos”, disse o prefeito Murilo Zauith (PSB), que em 2011, dois meses depois de tomar posse após a eleição extemporânea, tinha dito que faria a pavimentação “com ou sem verba federal”.

Limpeza de córregos e drenagem acabaram com alagamentos no bairro da região sul de Dourados (Foto: Divulgação)Limpeza de córregos e drenagem acabaram com alagamentos no bairro da região sul de Dourados (Foto: Divulgação)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions