A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

05/05/2015 12:40

Reinaldo e embaixador do Paraguai discutem Rota Bioceânica e sanidade animal

Flávia Lima e Leonardo Rocha
Reinaldo e embaixador paraguaio conversaram sobre projetos em parceira. (Foto:Marcelo Calazans)Reinaldo e embaixador paraguaio conversaram sobre projetos em parceira. (Foto:Marcelo Calazans)

Assuntos relacionados à Rota Bioceânica – que tem o objetivo de interligar o Oceano Atlântico ao Pacífico e facilitar o escoamento da produção brasileira para a China – foi um dos temas abordados durante reunião nesta terça-feira (5) entre o governador Reinaldo Azambuja e o embaixador do Paraguai, Manuel Cáceres Cardozo,

Veja Mais
Governador diz que "não da mais pra esperar" e estuda reativação de porto
Governador recebe embaixador do Paraguai para discutir parcerias

Segundo o governador, o embaixador é um dos defensores da Rota, que inclusive foi tema de um encontro no Chile, que contou com a participação de representantes do governo paraguaio e sul-mato-grossense. “O traçado desse caminho pode começar via Porto Murtinho para a cidade de Carmelo Peralta, no Paraguai, seguindo para Marechal Estigarríbia. Depois há duas opções: seguir pela Argentina ou Bolívia”, enfatizou Reinaldo.

O governador ressaltou que tanto Mato Grosso do Sul quanto o Paraguai estão trabalhando juntos para ajudar na viabilização da Rota, além de projetos na área comercial. De acordo com ele, está praticamente concluído tratado entre as duas partes para licitação de uma ponte sobre o rio Paraguai, que também deverá ser parcialmente drenado.

A licitação para essa obra está sob responsabilidade do governo paraguaio. O país vizinho também pretende licitar em junho cerca de 300 quilômetros da rodovia que liga Carmelo Peralta a Marechal Estigarríbia.

O embaixador paraguaio considera o relacionamento com Mato Grosso do Sul importante devido aos vários projetos de interesse comum, principalmente relacionados à infraestrutura. “Temos uma pauta variada de assuntos relacionados ao comércio, cultura, turismo. Tudo é importante e pode trazer o crescimento para Mato Grosso do Sul a para o Paraguai”, destacou o embaixador.

Para Manoel Cáceres, as conversas com o governo sul-mato-grossenses devem ser contínuas. Ainda durante a reunião foi enfatizado o uso de hidrovias, rodovias e ferrovias para o escoamento da produção, tanto do Estado quanto do Paraguai.

Nesse aspecto Reinaldo citou a importância da rodovia Sul- Fronteira, cujo projeto original sai de Sanga Puitã em Ponta Porã e segue até a região do Posto Fiscal Leão da Fronteira, em Mundo Novo. A obra integra o PAC (Projeto de Aceleração do Crescimento)

Outro assunto debatido foi a questão sanitária envolvendo os dois países. Reinaldo destacou que a abertura de um corredor sanitário em Porto Murtinho é fundamental para o desenvolvimento da economia do Estado e do Paraguai.
“Estamos trabalhando em conjunto para implantar esse corredor sanitário em Porto Murtinho, que possibilitaria o abate de gado paraguaio em frigoríficos do Estado. Além disso, estamos discutindo maneiras de realizar a vacinação conjunta do gado, até pela importância de proteger os rebanhos e garantir a sanidade animal dos rebanhos”, disse o governador.

Reinaldo revelou que a ideia é abater animais oriundos do Paraguai em um frigorífico que está desativado em Porto Murtinho, o que daria um impulso econômico na região. “O Ministério da Agricultura brasileiro já aprovou o projeto. Agora só falta o do Paraguai”, explicou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions