A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

29/09/2014 17:23

Agências ficam lotadas na véspera do início da greve dos bancários

Priscilla Peres
Seguindo orientação do sindicato, clientes adiantaram as transações para hoje. (Foto: Repórter News)Seguindo orientação do sindicato, clientes adiantaram as transações para hoje. (Foto: Repórter News)

O último expediente dos bancários antes do início da greve foi de muita movimentação nas agências de Campo Grande. Clientes preocupados com a paralisação que começa amanhã e não há prazo para terminar, foram até as agências hoje para receber atendimento, segundo o Sindicário (Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região).

Veja Mais
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término
Entre a novidade e a decadência, quadrilátero é retrato do comércio

Os funcionários reajuste de 12,5% nos salários, piso salarial de R$ 2.979,25 e aumento maior para os vales refeição, alimentação e auxílio-creche/babá; que estão entre os 20 itens da reivindicação. Enquanto que a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) ofereceu o reajuste de 7,35% para os salários e de 8% para os pisos.

Para o sindicato a proposta dos bancos é insuficiente e a greve é necessária. “Os bancos tiveram crescimento de mais 20% no último ano, então sabemos que esse aumento é possível”, afirma a presidente Iaci Torres.

A partir das 8h de amanhã, o sindicato estará espalhado pelas agências bancárias do centro de Campo Grande, para orientar funcionários e clientes sobre como agir em relação a paralisação.

De acordo com o Sindicato, boa parte dos bancos do Estado devem aderir a greve e a orientação foi para adiantar as transações para hoje. Durante a greve os clientes podem recorrer aos caixas eletrônicos e agências lotéricas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions