A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

29/03/2016 09:29

Alckmin autoriza obra que irá beneficiar transporte pela hidrovia em MS

Caroline Maldonado
Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), assinou autorização para licitação ontem (28), no Palácio dos Bandeirantes (Foto: Divulgação/Governo de São Paulo)Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), assinou autorização para licitação ontem (28), no Palácio dos Bandeirantes (Foto: Divulgação/Governo de São Paulo)

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), autorizou a licitação para obras de ampliação do Canal de Nova Avanhandava da Hidrovia Tietê-Paraná. A intervenção será em trecho paulista da hidrovia, que se estende até a divisa com Mato Grosso do Sul, alcançando os municípios de Três Lagoas e Selvíria. O investimento previsto é de R$ 289,6 milhões, que fazem parte do Programa de Modernização, cujo os recursos são do Estado de São Paulo e do Governo Federal.

Veja Mais
Governadora em exercício participa de reabertura da Hidrovia Tietê-Paraná
Marinha marca para a próxima quarta-feira reabertura da Hidrovia Tietê-Paraná

Em Três Lagoas, a indústria de celulose Eldorado utiliza a hidrovia para transporte de sua produção. A obra beneficiará também o transporte de cargas de Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Paraná. A assinatura que autoriza a licitação ocorreu ontem (28) no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do secretário das Cidades e Meio Ambiente de Goiás, Vilmar Rocha.

"Essa hidrovia é estratégica para o meio ambiente, porque tira caminhão da estrada, tinha óleo diesel e melhora a logística. Com isso, o custo de transporte chegar a ser 30% mais barato. Além disso, a hidrovia irá gerar competitividade, desenvolvimento e emprego", declarou o governador.

Em função da estiagem que provocou o baixo nível dos reservatórios, a hidrovia ficou fechada por quase dois anos, no trecho do Rio Tietê, entre o Km 99,5 do reservatório da Usina Hidrelétrica de Três Irmãos e a eclusa inferior de Nova Avanhandava, no município de Buritama (SP). O local foi reaberto em janeiro deste ano.

Obra – A intervenção no canal de navegação de Nova Avanhandava, no reservatório de Três Irmãos vai ampliar em 2,4 metros a sua profundidade em 10 quilômetros da hidrovia. A previsão é de que as obras sejam iniciadas em julho deste ano.

A empresa que vencer o certame será responsável pela execução dos serviços dentro do prazo de 29 meses. A metodologia construtiva empregada será por meio de escavação submersa (derrocamento) e a seco (céu aberto).

Conforme o governo paulista, a obra vai dar maior flexibilidade na operação das hidrelétricas de Três Irmãos e Ilha Solteira sem interferir na navegação, uma vez que as embarcações que navegam pela hidrovia compartilham o mesmo espaço físico das barragens das usinas hidroelétricas, construídas com o conceito de aproveitamento múltiplo das águas.

O Programa de Modernização da Hidrovia Tietê-Paraná prevê investimento total de R$ 1,5 bilhão, conforme convênio assinado entre o Governo de São Paulo e o Governo Federal, em 2011. Deste montante, R$ 900 milhões são da União e R$ 600 milhões do Tesouro do Estado.




A ampliação da hidrovia Paranaíba-Tietê-Paraná aumentará ainda mais a capacidade de navegação, que já evita cerca de 100 mil viagens de caminhões. As obras anunciadas pelo governador Geraldo Alckmin beneficiam além de São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná. Conecta áreas de produção aos portos marítimos e serve os principais centros do Mercosul.
 
Welbi Maia Brito em 29/03/2016 15:54:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions