A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

11/06/2015 17:35

ALL justifica fim da ferrovia e firma pacto com Azambuja por melhorias

Priscilla Peres
Reinaldo Azambuja e Julio Fontana. (Foto: Divulgação/Governo MS)Reinaldo Azambuja e Julio Fontana. (Foto: Divulgação/Governo MS)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) se reuniu hoje com o presidente da Rumo ALL, Julio Fontana, empresa responsável por administrar a ferrovia que passa por Mato Grosso do Sul. A reunião aconteceu em São Paulo, contou com a presença de secretários de Estado e discutiu investimentos no Estado.

Veja Mais
Governador está em São Paulo para reunião com a empresa Rumo ALL
Governador se reúne com presidente da Rumo ALL amanhã, em SP

De acordo com informações do governo, foi firmado um Pacto pelo Desenvolvimento da rede ferroviária, no qual a empresa se comprometeu a fazer investimentos nas ferrovias do estado. Para que isso se concretize, será formado um grupo de trabalho interdisciplinar que vai elaborar um plano de viabilidade para o desenvolvimento do modal.

Há um mês, o sindicato dos ferroviários da linha Bauru-Corumbá denunciaram que a Rumo ALL estava desativando as atividades no estado. Nesse tempo, foi interrompido o transporte de combustível pela ferrovia, o que acarreta no aumento mensal de 6 mil caminhões nas rodovias.

Em um mês a empresa demitiu 120 funcionários, remanejou outros e o abandono de suas atividades é nítido. Diante disso, é fato concluir que a denúncia se concretizou e que a ferrovia foi desativada em MS. Para a retomada, são necessários investimentos na malha ferroviária.

Sem dar explicações durante todo o período das denúncias, hoje a Rumo ALL se manifestou sobre o assunto dizendo, que a via não oferece condições mínimas de segurança e por isso o transporte de combustível foi suspenso. Entretanto, não mencionou sobre investimentos para resolver a questão.

Pacto - Segundo o governo do Estado, na presença do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, ficou acertado que será feita uma avaliação das melhores alternativas sociais e econômicas para a manutenção e possível ampliação da malha.

“O Governo do Estado vai liderar uma força-tarefa entre setores da iniciativa privada para otimizar investimentos no Mato Grosso do Sul. Vamos trabalhar duro para realizar a vocação do Estado de ser um importante polo de logística do país”, disse Azambuja.

O grupo interdisciplinar terá 60 dias para apresentar suas propostas em um “master plan logístico” para o Estado de Mato Grosso do Sul, atendendo as demandas de curto a longo prazo.

Para o presidente da empresa a reunião foi um avanço na direção de um cenário positivo e promissor. “Vamos estudar todas as possibilidades para aumentar o volume de carga ferroviária na região, desenvolvendo as potencialidades do Estado”, disse.

Próxima - Reinaldo já agendou para o próximo dia 22 outra reunião entre os oito deputados federais, três senadores sul-mato-grossenses e Julio Fontana. “Vou convidar a bancada federal, provavelmente no próximo dia 22 de junho, para um encontro com o presidente da Rumo ALL, para que eles também apresentem aos deputados e senadores o pacto discutido hoje”, finalizou o governador.




O CAMPO GRANDE NEWS PODE VERIFICAR COM O GOVERNO SE O MESMO PODE ASSUMIR ESSA MALHA FERROVIARIA E COM ISSO PODE ATENDER A POPULAÇÃO DO MS E AINDA ARRECADAR PARA OS COFRES COM FRETE E ASSIM NÃO SUFOCAREMOS A RODOVIA PANTANEIRA E NEM O ECO SISTEMA DESSA REGIÃO, E A PONTE NÃO VAI SUPORTAR TANTA CARGA DE MINÉRIO COM FREQUÊNCIA.
 
Luiz Carlos Santos Messias em 11/06/2015 23:06:39
Parabéns governador, depois da hidrovia a ferrovia é o transporte mais barato que existe, quanto mais investir em ferrovia, melhor para a industria de MS.
 
wild em 11/06/2015 22:11:10
Saio pelado na Av. Afonso Pena se em um ano a Rumo ALL apresentar alguma solução efetiva para o transporte ferroviário em MS. É tudo blábláblá de políticos e empresários inescrupulosos. O Hospital do Trauma faz mais de 15 anos que está parado e até hoje não tem nem perspectiva de inauguração. Entra governo, sai governo e tudo continua como" dantes no quartel de Abrantes". Ou seja, nadica de nada...A população que se dane!
 
Barbarossa em 11/06/2015 19:27:13
É o que podemos chamar de verdadeira enganação.
A ALL usou, abusou, lucrou e sucateou a ferrovia sem nunca ter desembolsado um tostão furado.
Agora simplesmente faz as malas e vai embora e ainda vem com conversa fiada.
E pra piorar, o nosso governador vai até São Paulo pra ouvir um blá, blá, blá.
Se liga governador.
 
Critico em 11/06/2015 18:04:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions