A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

20/07/2016 11:52

Apesar de crise na economia, contas estão equilibradas, diz Reinaldo

Governador diz que ajuste fiscal no ano passado foi essencial

Leonardo Rocha
Reinaldo falou sobre a economia do Estado, em evento do setor produtivo, na Capital (Foto: Marina Pacheco)Reinaldo falou sobre a economia do Estado, em evento do setor produtivo, na Capital (Foto: Marina Pacheco)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) citou que a crise financeira tem reflexo em Mato Grosso do Sul, principalmente em alguns setores, como a retração no desempenho do comércio, mas diz que em função do planejamento e ajuste fiscal, feitos no ano passado, as contas públicas estão equilibradas.

Veja Mais
Refrigerante de erva mate e palestra foram novidades em feira de negócios
Em queda de 0,5%, dólar comercial fecha cotado a R$ 3,23 nesta terça-feira

"O ajuste nas alíquotas fiscais, do IPVA, produtos supérfluos e combustível foram satisfatórias, por isso mesmo com a perda e retração no comércio, assim como a diminuição da metade na transferência de gás natural, não afetou as nossas contas, que continua equilibrada", disse Azambuja, durante evento da cadeia produtiva de carne, no Albano Franco.

Reinaldo ponderou que este equilíbrio financeiro, passa justamente pelo aumento de receita em algumas áreas e queda em outras. "Não tivemos a perda tão significativa de receita como ocorreu em outros estados, que neste momento passam por dificuldades, aqui estamos conseguindo cumprir com nossos compromissos", avaliou o tucano.

O governo estadual negociou com os deputados, e aprovou no ano passado, um ajuste fiscal que além de promover mudanças na arrecadação do IPVA, também aumentou impostos do ITCD (Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação) e no ICMS de produtos considerados supérfluos, entre eles os refrigerantes, bebidas alcoólicas, fumo e cosméticos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions