A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

17/06/2015 23:59

Após três anos, Argentina retira embargo a carne brasileira

Wellton Máximo – Agência Brasil

Depois de três anos, a Argentina retirou o embargo à carne brasileira, anunciou hoje (17) o Ministério da Agricultura. Desde 2012, o Brasil não podia vender carne ao país vizinho por causa da confirmação de um caso do mal da vaca louca em Mato Grosso.

Veja Mais
Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue
Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22

Segundo o ministério, o Serviço de Sanidade e Qualidade Agroalimentar (Senasa) da Argentina, após reavaliar o caso a pedido do governo brasileiro, reconheceu que casos atípicos da doença como o registrado no Brasil podem ocorrer em qualquer parte do mundo, sem acarretar risco de epidemia. Nos casos atípicos, o mal da vaca louca manifesta-se de forma esporádica e espontânea e não está relacionada à ingestão de alimentos contaminados.

Embora o Brasil não seja exportador de carne para a Argentina, o Ministério da Agricultura avaliava que o embargo prejudicava a imagem da carne brasileira no exterior e comprometia oportunidades de negócios com outros países.

No mesmo dia em que a Argentina retirou o embargo à carne brasileira, o Brasil revogou o embargo às maçãs, às peras e aos marmelos argentinos. Em março deste ano, o Brasil tinha proibido a importação desses produtos do país vizinho por causa da presença da praga Cydia pomonella, erradicada em território brasileiro no ano passado.

De acordo com o Ministério da Agricultura, as providências das autoridades argentinas para conter a disseminação da praga justificaram o fim da restrição. Com base no princípio da reciprocidade, os dois países optaram por declarar simultaneamente a liberação do comércio dos produtos.

Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários retomaram a 9ª rodada de negociações nesta quarta-feira (28) em São Paul...
Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22
O dólar comercial inverteu o movimento no final da tarde, após operar em alta durante quase toda a sessão. A moeda norte-americana fechou esta quarta...
Endividamento das famílias cresce e atinge 58,2%, mostra pesquisa
O endividamento das famílias brasileiras aumentou 0,2 ponto percentual de agosto para setembro deste ano, atingindo 58,2%. Apesar do ligeiro crescime...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions