A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

12/07/2016 12:42

Após venda, agências do HSBC mudam fachada para virar Bradesco

Anny Malagolini
HSBC na avenida Coronel Antonino começou a ter seus letreiros trocados (Foto: Fernando Antunes)HSBC na avenida Coronel Antonino começou a ter seus letreiros trocados (Foto: Fernando Antunes)

A fusão entre os bancos HSBC Brasil e Bradesco começou a ganhar forma em Campo Grande. Mas com a mudança, funcionários e clientes dos dois bancos estão questionando uma possível alteração nos serviços, e até mesmo causar a demissão dos bancários.

Veja Mais
Protesto contra demissões fecha agência do Bradesco na Capital
Contra demissões, bancários retardam abertura de agência do Bradesco

A compra das transações do HSBC Brasil pelo Banco Bradesco foi concluída em junho, por U$ 5,2 bilhões, no mesmo período em que  dois funcionários do Bradesco teriam entrado no pacote de cortes do banco, o que causou uma manifestação com duração de um dia dos bancários na Capital.

Entretanto, o banco nega as demissões e sustenta que o quadro de pessoal deverá ser mantido. De acordo com o sindicato dos bancários em Campo Grande, há cerca de 300 funcionários do Bradesco na cidade e mais 500 do HSBC.

A fusão também tem colocado em dúvida os clientes dos bancos sobre os efeitos da transição, como é o caso da assistente administrativa Karla Martinez, 24 anos. Ela contou que no mês passado, o HSBC aprovou o financiamento para ela comprar a casa própria, mas o processo está travado. “Ninguém sabe informar se passará por uma nova aprovação, se perdi o financiamento”, disse.

O presidente do sindicato dos bancários em Campo Grande, Edivaldo Barros, ainda não há informação sobre as possíveis alterações, mas há grandes chances dos processos passarem por uma nova análise de crédito. “Ainda não há como saber, mas cada empresa tem seus procedimentos”, disse.

Mas de acordo com o Bradesco, para os clientes nada muda com a transição. O banco informou que os pacotes de serviços permanecem com as mesmas franquias e preços. O mesmo vale para outros contratos firmados, como linhas de crédito e fundos de investimentos. Conforme nota divulgada pelo banco “A junção dos serviços objetivará capturar a complementariedade de produtos/serviços existentes entre as instituições. Este será o objetivo estratégico que irá determinar todas as ações de avaliação de cada um dos serviços, de modo que possamos cada vez mais ampliar a conveniência para o cliente”.

A mudança nas fachadas dos prédios com a nova marca também tem chamado a atenção dos campo-grandenses. Na unidade do HSBC na avenida Coronel Antonino, os letreiros começaram a ser trocados, o prazo final estabelecido para a conclusão da identificação visual é outubro.

Outra novidade, é que os clientes do HSBC já pode, realizar suas transições em caixas eletrônicos do banco brasileiro. Esse é o primeiro passo efetivo da integração operacional entre os bancos, e a mudança tem preocupado os clientes e funcionários dos dois bancos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions