A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

06/06/2015 09:14

Artesanato de fibra feito por mulheres inspira linha de cosméticos Aguapé

Renata Volpe Haddad
População de Corumbá e Ladário, além das mulheres da associação, conheceram os produtos da linha da L’occitane na última quarta-feira.(Foto: Diário Corumbaense/Anderson Gallo)População de Corumbá e Ladário, além das mulheres da associação, conheceram os produtos da linha da L’occitane na última quarta-feira.(Foto: Diário Corumbaense/Anderson Gallo)
Linha de cosméticos foi lançada nesta semana (Foto: Assessoria Ladário)Linha de cosméticos foi lançada nesta semana (Foto: Assessoria Ladário)

Com as folhas de camalote conhecida também como aguapé, a Associação Mulheres de Fibra de Ladário, distante 419 km de Campo Grande, tem conseguido destaque em todo o mundo. Esta semana, foi divulgado a linha de produtos Aguapé, da L'occitane, com extrato da planta, extraída pelas mulheres de fibra.

Veja Mais
Greve dos bancários chega ao 19º dia com 144 agências sem atendimento
FCO amplia acesso para empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano

A associação que existe desde 2010 surgiu como necessidade de emprego e renda, depois de um curso feito em Corumbá. São 12 membros filiados, mas apesar do nome ser mulheres de fibra, dois homens participam da associação. A presidente Eliza Vasques, comenta que os rapazes se interessaram depois de saber como eram produzidos os artesanatos. “Um deles é nosso tesoureiro que se interessou no que produzíamos e decidiu se filiar, o outro é meu marido que ajuda no trabalho mais pesado”, comenta.

Mulheres de fibra fazem artesanatos com o camalote, elas produzem bolsas, flores, porta panelas, tapetes, brincos e colares com a planta. “Tudo o que achamos que dá para fazer com o aguapé, nós fazemos e vendemos”, afirma.

 Uma empresa de Maringá, no Paraná, viu que as integrantes não utilizavam as folhas e resolveu fazer uma experiência: juntar as folhas do camalote que eram desperdiçadas e enviar para a empresa. “Todas as folhas, até o que restava de minimo que fosse, a gente juntava e enviava para eles. Em 2013 a empresa nos procurou e demorou dois anos para poder vermos o resultado. Hoje Mato Grosso do Sul e Ladário estão na França”, brinca.

Linda de produtos com extrato de aguapé demorou dois anos para ser concluída. (Foto: Divulgação)Linda de produtos com extrato de aguapé demorou dois anos para ser concluída. (Foto: Divulgação)

Trabalho - A planta é extraída do rio Paraguai, na região da Apa (Área de Proteção Ambiental) Baía Negra e do Porto Ecológico de Ladário. Eliza explica que para extrair o aguapé é só de agosto a dezembro. “É o período mais seco e só temos essa época para colher, porque o rio está baixo”, informa.

Depois das plantas colhidas, o trabalho das mulheres da associação é de secar. “Temos que mandar ela para empresa bem secas, e é trabalhoso pois não pode pegar nem chuva ou sereno, se ficarem úmidas, elas não prestam”, completa.

APA - Como é uma área de preservação ambiental, a retirada das plantas não prejudica em nada o meio ambiente, pois os integrantes da associação obedecem um cronograma anual de coleta sustentável. “Elas coletam as folhas e o talo da planta”, explica a superintendente do meio ambiente de Ladário e bióloga, Ligia Teixeira de Santana.

A área é destinada para 48 famílias que vivem no local, sendo pescadores e catadores de iscas. “Existe o termo de autorização de uso sustentável concedido pela Superintendência do Patrimônio da União, pois a Apa Baía Negra pertence a União. Além disso, possui também um conselho gestor que deliberam sobre todas as ações a serem executadas no local”, define.

Produtos e renda - Os produtos que são shampoo e condicionador extra brilho, creme para o corpo, sabonetes líquido ou em barra, além de água de colônia, não são comercializados na região de Corumbá e Ladário. Os interessados só poderão adquiri-los pela internet ou na loja física mais próxima, neste caso, em Campo Grande.

A Associação Mulheres de Fibra recebem pela folhas coletadas, além de uma participação anual das vendas dos produtos da linha Aguapé, que será revertida em prol de trabalhos beneficentes.

FCO amplia acesso para empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano
Foi aprovado nesta semana pelo Ceif (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis) do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) ...
Dólar comercial fecha a semana em queda e cotado a R$ 3,24
Após duas altas seguidas do dólar comercial durante a semana, a moeda norte-americana fechou nesta sexta-feira (23) cotado a R$ 3,247 na venda e com ...
Desemprego desacelara, e MS cria mais 1.077 vagas de trabalho em agosto
Mato Grosso do Sul abriu 1.077 empregos formais a mais no mês de agosto -equivalentes ao acréscimo de 0,21% -, em relação ao estoque de assalariados ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions