A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

19/12/2015 17:24

Às vésperas do Natal, vendas crescem 20% e animam comerciantes

Mariana Rodrigues
Consumidores lotaram a Rua 14 de Julho. (Foto: Gerson Walber)Consumidores lotaram a Rua 14 de Julho. (Foto: Gerson Walber)

Registrando aumento de 20% nas vendas, lojistas da região central de Campo Grande estão comemorando o movimento neste último sábado que antecede o Natal. As lojas de roupas e calçados estão cheias e os consumidores aproveitaram o 13º para garantir o presente de Natal.

Veja Mais
Período de compras natalinas começa com grande movimentação no Centro
Para economizar, supermercados poupam até na decoração natalina

As vendas se intensificaram desde ontem, e mesmo com o pessimismo, de que esse seria o pior Natal dos últimos tempos, o que se viu nas principais ruas do Centro de Campo Grande hoje (19), foi uma grande movimentação. Mas, a expectativa é que na próxima semana as vendas cresçam ainda mais, já que muitos ainda estão na fase de pesquisa de preço e só vão comprar mesmo na semana do Natal.

A gerente da loja Alunai Modas, localizada na Rua 14 de Julho, Lucilene Rufina Cavalcante, acreditava que a crise iria afetar as vendas, mas de acordo com ela, as vendas já subiram 20% só neste sábado. “Pode ser que aumente mais, até às 22h tem chão”, diz ela se referindo ao horário estendido de funcionamento das lojas do Centro.

Lucilene diz que não tem do que reclamar com relação às vendas, e garante que não precisou fazer promoção, está vendendo tudo pelo preço normal. “O nosso diferencial é a qualidade e o preço em conta”, garante ela que complementa ainda que este ano os consumidores estão dando preferência para presentear com roupas e calçados.

Movimento aumentou neste sábado.  (Gerson Walber)Movimento aumentou neste sábado. (Gerson Walber)

Outro que também comemora as vendas é Ronivaldo Gonçalves Costa, ele é proprietário do Box 403 no Camelódromo onde vende calçados. “Hoje, com a liberação do 13º salário, as pessoas estão indo às compras, mas acho que vai melhorar ainda mais a partir de segunda-feira, por que hoje os consumidores ainda estão mais na pesquisa de preço”, conta ele, que também registrou 20% de aumento nas vendas.

Porém, muitos consumidores escolheram este sábado acreditando que o Centro não estaria tão lotado e afirmando que não queriam deixar para comprar o presente na última hora. Este é o caso Kelly Cristina Carvalhaes da Silva, 27 anos, que foi junto com os dois filhos pequenos fazer as compras. Ela contou para nossa reportagem que foi ao Centro apenas para comprar os presentes da família. “Não achei que estaria tão cheio como está”. Sobre os preços ela afirma que achou razoável. “Não está nem barato nem caro”, diz.

Maria Nunes da Silva, 52 anos, copeira, também aproveitou o sábado para ir comprar o presente do marido. “Não achei que o Centro estaria lotado, estou vindo há dias para pesquisar o preço e hoje resolvi comprar”, conta ela que acrescenta ainda que nos dias anteriores não encontrou lojas tão cheias como hoje.

Por outro lado, a agente Comunitária de Saúde, Ana Maria da Silva, 38 anos acredita que esse Natal vai ser das lembrancinhas. “Nesse Natal comprei só o presente do neto e do filho e não passou de R$ 100. Eu creio que as pessoas se esforçam para comprar o necessário”. Finaliza.

Calçados e roupas são as preferências de presentes. (Foto: Gerson Walber)Calçados e roupas são as preferências de presentes. (Foto: Gerson Walber)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions