A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

04/03/2015 14:27

Batata anula efeito de greve de caminhoneiro e cesta fica mais barata

Apesar de greve dos caminhoneiros, Cesta Básica ficou mais barata

Priscilla Peres
Com protestos, muitos produtos ficaram expostos ao sol por bastante tempo. (Foto: Eliel Oliveira)Com protestos, muitos produtos ficaram expostos ao sol por bastante tempo. (Foto: Eliel Oliveira)
Preço do tomate subiu mais de 10% no mês. (Foto: Eliel Oliveira)Preço do tomate subiu mais de 10% no mês. (Foto: Eliel Oliveira)

Apesar da variação nas condições climáticas e a paralisação dos caminhoneiros, o custo da cesta básica de Campo Grande teve redução em fevereiro. De acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos), adquirir os produtor ficou 0,96% mais barato, o que representa R$ 3,15 a menos.

Veja Mais
Cesta básica registra alta de 3,96% em janeiro e vale R$ 325
Cesta básica de Campo Grande é a terceira mais barata do país

A cesta básica custa R$ 326,43 aos campo-grandenses, 9º maior valor entre as 18 capitais pesquisadas pelo Dieese. Em 12 meses, os produtos pesquisados tiveram alta de 11,76%, o equivalente a R$ 34,34. Há um ano atrás, a Cesta podia ser adquirida por R$ 292,09.

O preço dos 13 produtos pesquisados teve grande variação, porém as baixas se sobressaíram. Batata (-25,93%), banana nanica (-14,83%), açúcar (-2,44%), farinha de trigo (2,42%), arroz (-0,90%) e café em pó (-0,37%) tiveram queda no preço.

Em compensação, tomate (10,89%), feijão (8,02%), óleo de soja (3,77%), carne bovina (1,70%), leite (0,40%), pão francês (0,25%) e manteiga (0,13%) ficaram mais caras em fevereiro deste ano. As altas temperaturas contribuíram para a elevação do preço do tomate e a paralisação dos caminhoneiros refletiu no valor do leite e derivados.

Ainda de acordo com a pesquisa do Dieese, o trabalhador precisou comprometer 45,03% do seu rendimento líquido para adquirir a Cesta Básica em fevereiro, menos do que em janeiro (46,29%). Já o salário mínimo estimado como necessário para suprir as necessidades básicas de uma família, é de R$ 3.182,81.

Cesta básica registra alta de 3,96% em janeiro e vale R$ 325
A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, por meio da Coordenadoria de Pesquisas, Planos, Projetos e Monitoramento, regist...
Batata fica 60% mais cara e põe cesta básica de MS entre as mais caras
Pressionada pela batata inglesa e carne bovina, a cesta básica em Campo Grande ficou mais cara no mês de novembro. Em comparação com outubro, o consu...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions