A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

30/01/2016 11:21

Bigolin fecha lojas e funcionários e empresa divergem sobre motivos

Empregados dizem que se recusam a trabalhar por atraso de pagamento; gerência garante que é fechamento para balanço

Waldemar Gonçalves, Michel Faustino e Mariana Rodrigues
Cliente encontra porta fechada na Bigolin da Coronel Antonino (Foto: Alan Nantes)Cliente encontra porta fechada na Bigolin da Coronel Antonino (Foto: Alan Nantes)

Pelo menos duas unidades da Bigolin, rede de lojas de material de construção, foram fechadas neste sábado (30) em Campo Grande. Funcionários alegam que se recusam a trabalhar por estarem com pagamentos atrasados, enquanto a gerência afirma ser dia de balanço, mas, oficialmente, a empresa não se manifesta.

Veja Mais
Há quase dois meses, demitidos da Bigolin aguardam 13° e rescisões
Demitidos há um mês cobram rescisões, salário e 13° da Bigolin

Até o fechamento deste texto, clientes encontravam as portas fechadas nas lojas das avenidas da Júlio de Castilho e Coronel Antonino. Nesta, não havia qualquer aviso na fachada indicando fechamento para balanço.

Os empregos evitam se identificar. No entanto, relatam que até agora não receberam o 13º salário, enquanto as folhas vêm sendo pagas de forma parcelada pelo menos desde novembro passado.

“Não vamos voltar a trabalhar enquanto não recebermos”, disse um trabalhador. A previsão é que o salário de janeiro será pago após o dia 12 de fevereiro, “mas sem certeza de nada”.

O gerente da loja da Coronel Antonino, que não quis se identificar, nega que a loja foi fechada neste sábado devido à recusa dos funcionários em atender. Trata-se, segundo ele, de um dia de balanço e recontagem de estoque, com previsão de reabertura normal na próxima segunda-feira (1º).

Funcionários também entraram em contato com o SECCG (Sindicato dos Empregados do Comércio de Campo Grande) avisando da paralisação por falta de pagamento. O Campo Grande News entrou em contato com diretores e com o setor de marketing da Bigolin e, até o fechamento, não houve retorno por parte da empresa em relação ao assunto.

A Bigolin tem seis lojas em Campo Grande, além de um centro de distribuição. Também há unidades em Dourados, Três Lagoas, Andradina (SP), Ilha Solteira (SP) e Bauru (SP).




Uma empresa em dificuldades financeira não tem apoio do quadro de funcionários para juntos traçarem uma nova convergência em cargos e salários para saírem da crise está fadada ao fracasso. Falta na classe trabalhadora uma parcela de participação nos lucros das empresas para que os mesmo a tratem como proprietários e lutem pela sobrevivência e crescimento mútuo.... ATENÇÃO PATRÕES, SINDICALISTAS E EMPREGADOS VAMOS DIVIDIR O BOLO... LUCRO, PREJUÍZOS E SUCESSOS...
 
jose maria martins de brito em 30/01/2016 21:23:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions