A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Outubro de 2014

17/02/2011 19:12

Caixa veta financiamento para casas que ficam em bairros sem asfalto

Fabiano Arruda

Corretores temem que a decisão prejudique consumidores de baixa renda

A Caixa Econômica Federal implementou uma série de restrições para financiamento no programa Minha Casa Minha Vida. Entre elas, passa a ser proibida a concessão do crédito imobiliário para casas que ficam em bairros sem asfalto.

Corretores de imóveis já temem que a decisão afete o consumidor da classe baixa, pois terrenos em locais asfaltados encarecem o valor final do imóvel. A instituição alega que a medida é só uma “atualização” no programa.

“Isso vai onerar o consumidor menos favorecido”, considera Eli Rodrigues, corretor de imóveis em Campo Grande há 30 anos. Em valores práticos, ele aponta que, uma residência que custaria entre R$ 50 e R$ 70 mil numa rua não pavimentada, saltaria facilmente para R$ 95 mil.

“Hoje é difícil encontrar um terreno por menos de R$ 50 mil em ruas pavimentas em Campo Grande. Com preço de terrenos assim, fica evidente que o valor final é inviável para clientes de baixa renda”, pontua.

Outra profissional do setor enviou email ao Campo Grande News nesta quinta-feira e demonstrou preocupação. “A nominativa da CEF em aprovar só em ruas asfaltadas frustra não só os construtores, mas também os compradores de baixa renda, que sonham com a casa própria”, comenta.

Caixa - Em nota, a CEF diz que as exigências de que o empreendimento esteja localizado “na malha urbana, seja dotado de vias de acesso pavimentada e de soluções para abastecimento de água, energia elétrica, esgoto pluvial e sanitário” prevalecia desde o lançamento do Minha Casa Minha Vida.

A nota divulgada pela instituição ainda explica que a “referida alteração, portanto, fez apenas com que fosse dado tratamento igualitário entre as exigências apresentadas para os casos em que a CAIXA financia a produção do empreendimento em relação àqueles em que o banco financia apenas a comercialização das unidades finais”.

“A medida tem por fim garantir a qualidade e as condições de habitabilidade dos imóveis e, portanto, visa a resguardar os interesses das famílias que adquirem essas moradias”, finaliza a nota.

Os contratos antes assinados pela Caixa, que se encaixam neste caso, não seriam afetados.

Veja Também
No último fechamento antes da eleição, dólar tem queda de 2,26%
Depois de uma semana de altas seguidas, influenciadas pela expectativa em relação ao segundo turno das eleições, no próximo domingo, o dólar comercia...
Blogs dão dicas para tirar o visto americano
Os Estados Unidos da América, país que possui alguns dos melhores destinos de compras e parques de diversão do mundo, é um dos destinos internacionai...


bom ja pasol um ano e agora!!!vol poder dormir ou ainda o pezadelo
cotinua !
 
ideir cesairo de oliveira em 20/06/2012 06:29:06
Apoio totalmente esta decisao da CEF, alguem tinha que dar um basta nesta "farra dos bois" desses corretores e construtores que nao passam de especuladores imobiliarios .
 
lidiane goncalves ferreira em 20/08/2011 10:09:22
Eu acho o que a Dilma está querendo evitar é o que acontece com muitas pessoas ,inclusive a conteceu comigo comprei uma casa pela caixa em rua sem asfalto antes de vigorar essa lei .Na primeira chuva foi um horror a rua tranbordou e a agua entrou dentro das casas da rua,e a lama que ficou depois?Sinto muito que essa lei só veio depois que comprei a casa, pois não teria comprado. pense bem gente ,será que vale apena toda vez que chover ficar preocupado se a rua vai encher?Rua sem asfalto da muita dor de cabeça.
 
Néia almeida em 19/08/2011 10:29:42
Estou financiando casa e construção em local sem asfalto, mas se não assinar o contrato com a caixa até dia 30 de junho, vou ter um prejuízo de mais de mil reais que já gastei com planta, RT, xerox, e outras despesas que já tive, por favor Dilma prorrogue este prazo, faça valer meu voto e minha confiança em você.
 
Elaine Cristina Nardo Pereira em 20/06/2011 07:33:14
ola..eh Dilma,na proxima eleiçao vc nao ganhara meu voto e nem de minha familia!muda essas regras..o povo precisa financiar..ruas pavimentadas eh pra rico!!!!!!!
 
christiane horn da silva em 17/06/2011 06:32:53
oi.ACHO O QUE A DILMA ESTA FAZENDO NAO É JUSTO.
SE ELA JA FEZ ESSA LEI PRA AJUDAR O POVO. AGORA ESTA ATRAPALHANDO MAIS AINDA. DILMA POR FAVOR VC FOI ESCOLHIDA PRESIDENTE PARA NAO DEIXAR AS FAMILIAS CONSTRUIR SEU SONHO DE UMA CASA PROPRIA .THAU THAU NAS ELEIÇOES.
SE VC QUER CONTINUAR PRESIDENTE MUDA ESSA LEI. E DEICHA O POVO A CONSTRUIR.
 
calita daniel em 13/06/2011 03:56:18
É lamentável, o que está acontecendo, isto porque a Dilma dizia que ia lutar pelo povo, mas quando passa a eleição, percebe-se que suas propostas eram mentirosas. Cadê o que ela vivia dizendo, moradia para todos, infelizmente não é isso que ela está fazendo. A população de baixa renda que sonha com a casa própria agora vai ter que ficar na espera. Mas quem disse que a nossa presidente está preocupada com o povo que colocou ela no poder? Ela já tem casa para morar, então porque ela vai se importar com quem não tem. Temos que nos acostumar com isso o Brasil é assim e acho difícil de mudar.Talvez a mudança só aconteça quando alguém realmente se importar com as dificuldades do povo.
 
Vivian Paixão em 08/04/2011 01:34:19
Eu e meu noivo assinamos contrato com a construtora em agosto/2010, iriam começar a construir este mês, onde fomos informados que teriamos que optar por outra instituição financeira para poder finaciar o imóvel devido a pavimentação.
(Mas somos assalariados, e outras instituições não dão subsídios, ou seja, eles pedem um valor alto como entrada). E para conseguir comprar uma casa nova em local pavimentado você não encontra a baixo de R$.130.000,00 .
Porém, o início desta rua onde seria construida nossa casa está sendo asfaltada logicamente irá demorar até chegar no final da rua, porque as obras já iniciaram a mais de 1 ano e ainda continua no inicio da rua........É infelismente voltamos a estaca zero....
Mas este é nosso Brasil.........na hora de pedir voto simulam uma propaganda para que todos votem .......mas depois a realidade é outraaaa..........
 
Joana A. Souza em 21/03/2011 09:18:39
Olá pessoal.

Será que existe uma Associação de Construtores de Imóveis Independentes?

Caso ainda não exista, poderia ser um caminho a ser seguido para conseguir representatividade e também normatizar procedimentos a ser seguidos.

Não resolve nem minimiza o problema atual, mas pode melhorar as relações no futuro, até porque, mesmo com estas dificuldades, os construtores independentes vão continuar existindo.

Abraços
 
Alcy Inacio de Araujo em 25/02/2011 11:38:12
eu estava muito contente pois iria realizar um sonho que achei que nunca conseguiria,minha propria casa.agora depois de toda essa sujeira que fizeram não sei mais o que fazer,mas sei que a mim a dilma não enganou e graças adeus não votei nessa mintirosa estou sofrendo junto mas com minha conciencia tranquila.e se ela ja esta se apresentando assim na proxima eleiçao é melhor tomar cuidado pois o publico vai ficar cada vez menor,ate então dilma sair do poder .............
 
renata de sousa de britto em 25/02/2011 08:00:30
Como enfrentar a realidade da noite para o dia, sabemos que o MCMV, foi umas das articulações que levou a Dilma a presidencia e agora nos surpreende com essa nova regra, acreditavamos que seria uma continuidade da administração do LULA, mas infelizmente fomos enganados como sempre, isso é lamentavel.......
 
Marcia Pereira em 24/02/2011 08:45:41
Olha, estou de pleno acordo quando se fala em se reunir e ir atras de nossos direitos, deveriamos nós construtores pequenos se mobilizar e fazer algo. Essa jogada é a mesma que o Collor fez na época, deveriamos tentar negociar com a Dilma, achar algum meio. Estender o prazo para vigorar essa medida.
 
Luiz Henrique em 24/02/2011 02:23:25
Realmente é um absurdo! agora prefeitos aproveite a oportunidade para asfaltar os bairros da periferia! dinheiro tem!!!
 
Ismael de Deus em 23/02/2011 12:46:38
Pensamos que a Dilma iria dar continuidade ao Lula, mas pelo visto, fomos completamente enganados. Mas tudo bem, a proxima eleição vai chegar, e ai ela pode pegar a bolsa dela e ir embora, sem olhar para tras. Sou um pequeno construtor, comecei agora, ja tinha vendido duas casas para clientes humildes, eles estavam tao contentes, pois estavam realizando o sonho de sair do aluguel, e ter sua casa própria; mas com essa atitude da caixa, em ultima hora com essa mudança, sem ao menos avisar, eles nao vao poder realizar seu sonho, que nao sao só deles, mas sim de varias pessoas sem condições nenhuma de comprar em uma rua pavimentada, pois a rua asfaltada aumenta o valor, e nao poderiam comprar, agora aqui eu paro com meu comentário, mas novamente eu repito, DILMA NA PROXIMA ELEIÇÃO, TCHAAU !
 
José Aparecido Felipe em 23/02/2011 05:11:50
Venho a dois anos planejando, fazendo projeto adequando ao plano MCMV e aprovando na Prefeitura, agora que já tinha aprovado crédito e faltava só aprovar o projeto na CEF recebo esse balde de água fria. Certamente não terei condições de construir minha casa conforme planejado a vida toda. Nem vou morar no asfalto pois já tenho o terreno em rua de terra. Isso me faz acreditara ainda mais que o pobre só tem direito a casas mau construídas emendadas aos poucos, enquanto o subsídio governamental é distribúidos aos abastados que podem comprar suas belas casas no asfalto . Moro em Joinvill/SC e aqui um terreno no asfalto, por mais retirado que seja, custa em torno de 80mil agora como se constrói uma casa com 20mil se o teto do MCMV é 100mil? Essa regra deveria ser apricada de forma diferenciada conforme o perfil de cada empreendedor, não geral para todos os contratos.
 
Valdemar Henrique em 22/02/2011 02:08:08
é uma falta de respeito com o povo ,que já é baixa renda,quantos sonhos,quantos gastos ,com taxas ,documentos,para emcaminhar esse tal financiamento,como fica
 
gleci teixeira em 21/02/2011 11:45:46
boa noite,

Mais uma vez o governo de uma mao so delibera para os seus cidadaos sem direitos o que bem entender. Era obivio que a divida da politica para eleger Dona Dilma seria paga pelos pobres e quem ainda tenta investir nesse pais, que por sua vez, nao tem a estrutura necessaria para crescer junto com a vontade de seu povo. Gente eu tb sou pequeno construtor no interior de minas e 70 por cento do meu municipio nao e pavimentado nem por pedras. Vamos fazer pressoa nas agencias da CEF junto aos gerentes, pedindo a eles que liguem nas ouvidorias e reclamem, pois foi uma decisao sem comunicado previo e afeta varias familias.
 
marcelo santana em 21/02/2011 08:24:53
Entendo que os bairros(loteamentos),estejam dotados de estrutura adequada para receber novos moradores. O que indago é o impacto dessa medida,pois os pequenos construtores e até os grandes ou individuais que constroem seus imóveis assumiram compromissos em lojas de sua cidade confiando no exercicio constante dos financiamentos e,principalmente, para os imóveis já avaliados pelo agente financeiro(cef), com aprovação de garantia. Na minha cidade o município já exige tal estrutura para loteamentos novos, mais ainda existem muitos loteamentos antigos,com estradas de chão batido,também aprovados pelo município, onde houve investimentos particulares em construções para atingir metas do Minha Casa minha Vida. Há de se ter uma solução para o impasse. Sugiro a todos que enviem email para seus deputados e senadores para sensibilizá-los do problema.
 
Bartolomeu Lopes em 21/02/2011 07:55:28
ESTA PARECENDO QUE VOLTAMOS NA ERA DOS PLANOS/ VERÃO UM/ E VERÃO DOIS ... AS COISAS ACONTECEM SEM UM PREVIO AVISO ANOITECE QUANDO AMANHCE NÃO É MAIS IGUAL O DIA ANTERIOR...
EXTRAMANTE LAMENTAVEL TROCAR E AREGRA DO JOGO ASSIM QUANDO TUDO ESTA EM ANDAMENTO,,,
 
messias garcia xavier em 21/02/2011 07:26:50
Sou construtora de pequenas casas há dez anos em Curitiba e região metropolitana.95 % das casas que construí se situavam em ruas sem asfalto e esgoto, tínhamos que colocar fossa nas residências.
Como os bairros foram crescendo, muitos destes imóveis hoje tem asfalto e esgoto. É óbvio que terrenos em locais com toda a infraestrutura custarão mais caro o que inviabilizaria o teto do Minha Casa Minha Vida, ou seja, o programa não existirá.
Não é justo, de repente mudar as regras do jogo, sem aviso nenhum. Os construtores que já iniciaram ou compraram terrenos, ficam sem ação, pois confiaram no governo.
 
vivian lucia asinelli martynetz em 21/02/2011 03:51:50
Mais cedo ou mais tarde já sabia que a Dilma ia travar tudo. Bom pro Serra que se tornou socio da Brasfogos e no proximo reveillon vai bater recorde de disparo de fogos de artificio
 
Joao Ambrozio em 20/02/2011 11:26:17
Eu avisei, mais voces insistiram em votar na titia Dilma. Só tenho uma pergunta: de todos que estao reclamando, Quem votou na Dilma.
 
caio monteiro velozo em 20/02/2011 11:24:37
Eu concordo com a caixa, temos que construir casas, em locais onde ja existe a infra-estruturas para evitar com isso o crescimento de periferias sem condições até para se locomover. O que é preciso é esse nosso prefeito ter vergonha e dar as condições para o povo nos bairros afastados.
 
Silex santos em 20/02/2011 08:41:00
PORQUE RECLAMA DAQUI 4 ANOS TEM ELEIÇÃO NOVAMENTE, A DILMA COM CERTEZA SERA CONDIDATA A RELEIÇÃO AI BRASILEIRO SEMPRE GOSTA DE REPETIR TUDO E SO VOTAR NELA DENOVO, O POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE, AGORA NÃO ADIANTA RECLAMAR, LAMENTO, ESTA E MINHA OPINIÃO, CADA CABEÇA UMA SENTENÇA.
 
edilson dias em 20/02/2011 08:10:02
isso esta paresendo que a caixa nao tem fgts para liberar,e solta essa desculpa que que tem que ter asfalto e uma piada para classe menos favorecida
 
elenildo barbosa em 20/02/2011 06:02:43
Aqueles que condenam o prefeito por asfaltar toda a cidade, e por isso o culpam pelas enchentes, e que estavam financiando casa em bairro sem asfalto (o que duvido muito) agora devem estar mudando de opinião rapidamente.
 
Antonio Mazeica em 19/02/2011 09:27:55
SOU CONSTRUTOR DE PEQUENO PORTE.ANO ASSADO CONSTRUI 20 CASAS E VENDI 14 DAS 20 A 65.000 CADA.TODAS PELO PROGAMA MINHA CASA MINHA VIDA.HOJE TENHO AS 6 CASAS RESTANTES VENDIDAS POREM EM PROCESSO FINAL DE CONTRATO QUE ESTA SUSPENSO DEVIDO A NOVA MEDIDA. EM CONTATO COM MEU GERENTE DA CAIXA SOUBE QUE DOIS PROBLEMAS PRINCIPAIS FIZERAM COM QUE A CAIXA PROCURASE UMA SAIDA PARA INTERROMPER TAL PROGAMA, ACHANDO ESTA BRECHA COMO SAIDA. FORAM ELES SEM DUVIDA, A GRANDE DEMANDA DO PROGAMA QUE SUPEROU MUITO A PREVISSAO DA CAIXA COM TAO GRANDE SAIDA DE RECURSOS, COMO TAMBEM OS INUMEROS PROCESSOS QUE ESTAO GERANDO OS MUTUARIOS DESATENTOS NA HORA DA COMPRA, QUE ADQUIREM IMOVEIS PRICIPALMENTE NO VERAO E QUE POSTERIOMENTE TEM DIFICULTADE NO INVERNO DE ACESSIBILIDADE A SUA MORADIA, CULPANDO A CAIXA POR TER APROVADO TAL MORADIA COMO HABITAVEL.
QUANTO A FALTA DE RECURSOS O GOVERNO TERIA COM SAIDA TALVEZ REDUZIR O SUBSIDIO. E CONTRA OS PROCESSOS A CAIXA COLOCARIA EM CONTRATO A ANUENCIA DO COMPRADOR QUE O MESMO ESTA ADQURINDO UM IMOVEL EM RUA NAO ASFALTADA NAO PODENDO RECLAMAR/ACIONAR FUTURAMENTE O AGENTE FINANCEIRO.
ALGUMA SOLUCAO TEM QUE EXISTIR PRICIPALMENTE PARA IMOVEIS PELO MENOS COM PLANTA JA APROVADA OU NO MINIMO JA COM HABITE-SE ATE 11/02/2011. PENSO TAMBEM NOS COMPANHEIROS QUE INVESTIRAM COMPRANDO TERRENOS PELO DOBRO DO PRECO DESEJANDO CONSTRUIR, POIS ME ENCAIXO NESTA SITUACAO . POIS TENHO OUTROS TRES TERRENOS AINDA EM RUAS NAO ASFALTADAS, COMPRADOS A UM BOM PRECO. . DEIXO MEU EMAIL PARA SE ALGUEM DESEJAR TROCAR UMA IDEIA. AGRADECO. JOSE VIEIRA - RECIFE - PE -JVMROY@HOTMAIL.COM
 
jose vieira de melo neto em 19/02/2011 09:17:45
Eu não consigo entender como ainda tem pessoas que possam apoiar essa idéia estúpida. Será que um único desses já perguntou quem é que vai ganhar com isso? Se um desses dizer que é a classe baixa está REDONDAMENTE enganado! Isso não vai acontecer nem a curto, nem a longo prazo... Por que será que essa lei não entrou em vigor antes das eleições? Porque não favorece ninguém! E também impede as pessoas de baixa classe de adquirirem um imóvel. Não é à toa que os "pobres" chamam a casa própria de SONHO... Pois será apenas sonho de fato daqui para diante. O que já era quase impossível, ficou impossível MESMO! Mas essa lei deve ser coisa de gentinha hipócrita que mora em uma bela casa em um caríssimo condomínio fechado que enche a boca para dizer: "Nós temos que dar um geito de que os pobres possam morar em casa dígnas com as mínimas condições de estrutura possíveis". Será que pensam que com isso estão forçando a prefeitura a melhorar a infra estrutura da cidade? Bem, analizando friamente isso vai no máximo fazer com que os "especuladores" de imóveis pressionem a prefeitura a gastar mais com asfalto e esgoto e claro... Somos nós quem vamos pagar a conta outra vez... E as casas financiadas? Bem, essas serão tão mais caras que ficarão completamente inviáveis bara os bolsos mais humíldes. Ou alguém pensa que existem casas novas por menos de R$120.000,00 nas ruas asfaltadas de Campo Grande? Não se iludam, a população não terá mais estrutura porque essa lei existe, e mesmo se isso por ventura acontecer, só vai empurrar os pobres cada vez mais para longe da cidade como é de costume, mas é claro... Só um pouco mais rápido. E para mim, que ganho a média nacional do salário do brasileiro, tenho meus cinco anos de FGTS e luto quase a vida toda para comprar uma casa básica me resta: Resar para a "sorte" me arranjar uma casa popular do estado ou do município, tentar uma minúscula casa em um desses terreninhos mega divididos oferecidos pelas construtoras, ou fazer como os mais corajosos mesmo, invadir logo um terreno da prefeitura, construir um barraco e brigar a vida toda para conseguir legalizar um comodato. E que esses hipócritas, cegos, estúpidos e indiferentes desses legisladores não venham chorar quando nossas cidades ficarem ainda mais cheias de favelas... Pois é assim que elas são formadas, por suas mãos podres. EU NÃO COMPACTUEI COM ESSA BURRICE COM MEU VOTO! AS MINHAS MÃOS ESTÃO LIMPAS! Mas nas próximas eleições eu não vou esquecer de divulgar isso para TODOS ao meu redor, pois não pretendo continuar pagando para que os mais afortunados continuem comprando suas belas casas em seus belos condomínios com toda estrutura necessária. E não se esqueçam de que o dinheiro da CEF é nosso dinheiro! E eu? Eu só queria a minha parte para comprar uma casa.
 
Leandro Weber em 19/02/2011 06:22:49
Eu fui prejudicado, pois minha casa ia começar a ser construída no dia dessa palhaçada da Dilma Russeff e CIA limitada, porém uma coisa me alegra os Urubus dos Corretores e construtores vão ter o seu bolsinho atingido. Covardes que se aproveitam do afã da classe pobre para comprar uma casa devido a ansiedade para ter o seu imóvel e sair do aluguel. Verdadeiras fubicas do tamanho de um mosquito estavam sendo vendidas por 80,90,100 mil reais. Vamos ver se o lucro desses aproveitadores será o mesmo!
 
Rodrigo Moura da Silva em 19/02/2011 05:46:47
A solução para essa mudança como sempre no Brasil tera que ser como sempre foi, quando o intersse do povo não é levado em conta, digo do povo e dos pequenos empresarios, protesto, ir para frente da caixa federal e protestar, como é feito uma coisa dessas sem nem ao menos ser discutido previamente ou dado prazos para adequações...CADA VEZ TENHO MAIS VERGONHA DE SER BRASILEIRO!!!!!!!!!
 
Juliano Reinheimer em 19/02/2011 02:56:29
É MUITO BOM ver CORRETORES estão inquietos.

Embora estejam endossando sua decepção com a preocupação pelos "clientes de baixa renda", sabemos que é o BOLSO deles que vai sofrer quando o valor do imóvel voltar a ser coerente.



 
Daniel Camargo em 18/02/2011 12:24:40
dia 10 de janeiro tive meu crédito aprovado,o construtor estava terminando minha casa do meu jeito, gastei um pouco a mais por fora, e agora dia 18 de fevereiro fui a caixa para solicitar a avaliação fui informado que não podiam avaliar por causa da pavimentação. E AGORA COMO FICO? SÓ TEM UMA RESPOSTA:COM CARA DE PALHAÇO! E O QUE EU GASTEI CONFIANDO NO FINANCIAMENTO,DEVERIA TER UM PRAZO NÃO A QUEIMA ROUPA.....
 
dinarte gomes da silva peixoto em 18/02/2011 11:12:51
Qdo o cidadão de baixa renda comprará então seu sonhado imóvel? se nas vias pavimentadas o valor seria muito maior?
 
Mary Silva em 18/02/2011 11:06:01
É lamentável que isso aconteça, estávamos vivendo um momento em que os pobres "tinham" a grande oportunidade de realizar seu grande sonho de conquistar a casa própria. E ai vem a Sra. Dilma e deixa evidente que o sistema é articulado para favorecer as classes dominantes, ou seja, as grandes construtoras (que tem capital especulador estrangeiro) e a classe média brasileira.
 
Cesar Alves Braga em 18/02/2011 09:35:33
Até que enfim alguém fez algo pela classe baixa!

Terreno de 5 mil esta sendo vendido por 80 mil só porque é "fácil" financiar.

Pelo menos agora vamos ter onde morar POUPANDO ao invés de nos ENDIVIDANDO.
 
Daniel Camargo em 18/02/2011 09:07:50
Realmente e uma forma de freiar o mercado imobiliario, porque estava virando um grande cartel. Estão construindo casa no meio do nada e cobrando 90 a 100 mil Reais. Acredito que tem um lado positivo pois assim é uma forma de precionar os municipios dar atenção especial para pavimentação.
 
Regina Vilhiagra em 18/02/2011 09:07:07
Também acho um absurdo isso, mudam a lei simplesmente sem sequer consultar a população a respeito, e ainda tem o descaramento de dizerem que o Brazil é um País democrático, não sei onde esta a democracia, governantes demagogos, amantes de si mesmo, hipócritas, nunca vivemos uma democracia em nosso país, já estamos sentindo saudades do Lula, mas isso é bom pra quem elegeu a Dilma, o maior problema é que quem não elegeu sofre as consequências também.

Povo que não enxerga um palmo adiante do nariz.
 
Francisco Leite em 18/02/2011 08:48:23
Quem sabe assim, os valores no mercado imobiliario, voltem um pouco para a realidade.
 
Alexandre Costa em 18/02/2011 08:46:27
O que de fato deveria ser feito: A prefeitura não aprovar loteamentos sem a devida infra-estrutura, principalmente, asfalto; e a Prefeitura cumprir seu papel, asfaltar os bairros que não têm asfalto. Dou um exemplo: o bairro Alto da Boa Vista, ao lado do bairro Parati, é rodeado por bairros asfaltados, entretanto são pouquíssimas ruas e a Prefeitura até hoje se dignou em asfaltá-las. Isto é que tem de ser mudado.
 
jose spencer em 18/02/2011 08:36:36
quero deixar minha profunda indignaçao com a nossas leis que so favoresem os mais grandes meu caso e (comprei) uma casa em uma cidade onde 70% sem asfauto dei entrada de acordo com que eu podia na hora de assinar o contrto fiquei sabendo que nao conseguiria mas a casa que tipo de lei e essa por favor se auguem poder me dar auguma noticia do que fazer me fale ja que no asfauto eu nao consigo comprar o preço nao da
 
valdir aparecido signorini em 18/02/2011 07:44:12
não compreendo que a lei posa mudar de um dia para o outro sem ser avisado : sendo que já comprei os imóveis confiando num programa de um governo serio porem agora que estou aprovando o projeto, vem com essa lei ,sendo que a urbanização é problema da prefeitura e do estado , e não do construtor!!!!! se fossem aprovar essa lei deveria estar em guia amarela da prefeitura . ESSA LEI É UMA PIADA ! QUE DA PREJUÍZO PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA DE BAIXA RENDA !!!!!!!!!!!!!!!!!
 
amilton carvalho em 18/02/2011 06:31:00
Olá.

A CEF não é o único agente que financia imóveis. Agentes privados como HSBC também financiam e não aplicam esta restrição do imóvel estar em ruas asfaltadas.

O único porém é que os agentes privados não oferecem o subsídio.
 
Alcy Inacio em 18/02/2011 06:08:05
Vejo que os Senhores Daniel e Fauster, naõ entende nada de progresso,pois os Bairros sem asfalto jamais teria desenvolvido não fosse esse pool de investimento em contruções novas, hoje não se encontra terreno no Bairrro nova lima por menos de 35.000,00 , em contra partida os bairros mata do jacinto e monte video, naõ sai por menos de 65.000,00,hora, a situação e a seguinte quanto mais construir neses bairros sem asfalto achance da prefeitura asfalta-los e muito maior,quem esta ,apostando nessa medida estupida da nossa Presidenta, vai com certeza se arrepender,pobre não vai mais ter casa ,so se for da EMHA
 
gilberto martins da cunha em 18/02/2011 05:47:27
A Caixa Econômica tomou a decisão correta. A prefeitura não deve liberar a comercialização de terrenos antes do empreender disponibilizar rede de água e saneamento, ruas asfaltadas, locais destinados a um posto de saúde, posto policial e uma praça de lazer. Depois vá vender os lotes, senão, os futuros moradores ainda irão culpar o poder público pela falta de asfalto e outras necessidades básicas. Parabéns à Caixa pela sábia decisão.
 
Fauster Antonio Paulino em 18/02/2011 03:28:39
A Sra. Dilma já está mostrando a que veio, por que só agora, depois das eleições essa decisão da Caixa? Obvio né, o governo já está dificultado a continuação do programa para as familias de baixa renda... Infelizmente esses são os nossos governantes, triste Brasil.
 
Nilva Aparecida Dias em 18/02/2011 03:24:39
A caixa deu uma paletra a duas semanas atrá que iria liberar 1milhão e 300 para financiamento imobiliario, agora diz que vai vetar imovel construido em bairros não asfaltado. vejo que não chegaremos a 300 mil esses financiamentos pra este ano.
 
Marcia Simone marilá em 18/02/2011 01:57:41
A decisão prejudica os consumidores de baixa renda e os pequenos construtores. Isso porque os imóveis em vias asfaltadas são mais caras, e são utilizados por grandes construtoras, que têm apoio público para conseguir asfaltamento e outras benesses. Esses imóveis serão mais caros. Quem não pode pagar, ficará na rua, mesmo. O pequeno construtor que confiou na palavra do Governo, toma prejuízo, enquanto os políticos e grandes empresários tomam whisky e dão risada.
 
Gustavo Domingos em 18/02/2011 01:46:48
Construi uma casa!
Dei entrada para contrato em 05/01/2011, a CEF não liberou meu contrato e informa que as regras mudaram e pq em frente a casa que construi, não tem asfalto, o asfalto passa aproximadamente a uns 15 ou 20 metros.
Afirmam também que tem que ter água encanada e esgoto.
Alguém pode me orientar?
 
GERALDO PIMENTA DOS REIS NETO em 18/02/2011 01:15:39
agora a vila nascente vai continuar despovoada, mesmo estando num local privilegiado, pois asfalto por lá é promessa de mais de 10 anos. e olhem que não existem terrenos por la por menos de 100 mil.
 
silverio accetturi em 17/02/2011 10:25:45
isso e desculpa para frear os financiamentos, diminuir dinheiro no mercado, e talvez ´porque os preços dos materiais de contruçoes estejam gerando altos indices de inflaçao , e porque o governo da presidenta dilma esteja dando uma freada nos valores para fianciamento, tem que ver como anda a inadimplencia, se fosse no governo do lula quero ver se isso ia acontecer.
 
luiz fernandes em 17/02/2011 09:53:23
imagem transparente

Desenvolvido por Idalus Internet Solutions