A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

05/09/2015 10:32

Com dinheiro ou só criatividade, economia de água pode chegar a 40%

Mariana Rodrigues
A economia de água é para preservar o meio ambiente e não apenas reduzir a conta no final do mês (Foto: Simão Nogueira)A economia de água é para preservar o meio ambiente e não apenas reduzir a conta no final do mês (Foto: Simão Nogueira)

A economia de água tem se tornado uma prática cada vez mais comum entre as pessoas, seja pela questão financeira ou pela preocupação com a crise hídrica, cada um faz sua parte. Seja com iniciativas simples ou até mesmo com grandes ideias aplicadas a grandes investimentos para captação de água da chuva, por exemplo, o uso consciente gera benefícios tanto para o meio ambiente quanto para a população que gasta menos e sente os reflexos disso na conta de água.

Veja Mais
Prefeitos vão a Brasília para cobrar liberação de recursos federais
Greve dos bancários completa 24 dias e já é a maior dos últimos 11 anos

Pensando na economia e nas questões ambientais, Claudinei Varas de Freitas, 50 anos, planejou a arquitetura da sua casa para conseguir captar água da chuva. Como não é uma água potável, ela não é usada para consumo, mas Claudinei a usa para lavar roupas, limpar casa e irrigar as plantas.

Ao todo ele investiu R$ 12 mil no projeto completo de captação de água e no sistema de energia solar. Essa água vai para um reservatório de 10 mil litros e depois é distribuída em duas caixas d'águas que abastecem toda a casa, desde torneiras até a mangueira do quintal. "A água fica em uma cisterna no quintal, e depois é puxada por uma bomba movida a energia solar, que leva essa água até as caixas d'agua", conta.

Claudinei Varas de Freitas mostra a bomba movida a energia solar, puxa a água da cisterna e leva até as caixas d'água. (Foto: Simão Nogueira)Claudinei Varas de Freitas mostra a bomba movida a energia solar, puxa a água da cisterna e leva até as caixas d'água. (Foto: Simão Nogueira)
Cisterna tem capacidade para 10 mil litros de água. (Foto: Simão Nogueira)Cisterna tem capacidade para 10 mil litros de água. (Foto: Simão Nogueira)

O interesse veio depois que estudou três anos de física e teve uma ideia do que era sustentabilidade, logo após fez um curso sobre o assunto, o que motivou mais ainda a dar andamento ao seu sistema de captação. "Chego a economizar de 30% a 40% na conta de água por mês isso é bom para mim e para o planeta", diz ele que complementa ainda que não é só pelo custo que ele resolveu ter essa iniciativa, mas também pensando no planeta e nas consequências que o consumo exagerado de água pode causar.

Claudinei morava em uma casa tradicional e há quatro anos, resolveu deixar a nova casa totalmente sustentável. "O custo benefício leva tempo para ter o retorno", comenta. Mas para ele os benefícios compensam, já que a água da cisterna dura até dois meses, porém em tempos de estiagem muito longas dura menos. "Não sei precisar, mas dura menos. O que a gente faz é economizar mais durante esse período para a água durar até a próxima chuva". Ele conta que não se arrepende de ter implantado o projeto em casa e nem de ter gastado o que gastou para que desse certo.

Mas para quem não pode gastar com um projeto de captação de água, há também projetos de custos mais baixo que podem ser usados em qualquer tipo de residência. É o que Márcio Pobolsh, 29 anos, fez. Por questões ambientais e econômicas, ele implantou um reservatório para captar água da chuva e da máquina de lavar roupas. "Eu tive a ideia de fazer esse reservatório pois onde moro tem muita poeira então tinha que ficar limpando casa todos os dias e eu percebia que a gente lavava roupa e a água ia embora, então eu pensei em reaproveitar essa água e usar também a da chuva", conta.

Há opções mais baratas, com apenas R$ 50 é possível captar água da chuva e da máquina para reaproveitar. (Foto: Arquivo pessoal)Há opções mais baratas, com apenas R$ 50 é possível captar água da chuva e da máquina para reaproveitar. (Foto: Arquivo pessoal)

O custo foi de apenas R$ 50 e a economia é de 20% por mês na conta de água. Márcio conta que para fazer o reservatório ele ganhou o galão que capta água e depois foi fazendo os ajustes. "As pessoas foram vendo que dava certo e com isso acabei incentivando outras a fazerem o mesmo", comenta ela já que vários amigos quiseram aderir a mesma ideia de reaproveitamento de água.

"Eu reutilizo a água da máquina e lavo três tipos de roupa diferentes com a mesma água, enquanto as pessoas trocam para lavar as brancas, coloridas e roupas escuras. Só troco quando lavo tapetes, mas aí essa água também é reutilizada, pois eu uso para jogar no quintal", conta.

Marcio não pretende parar por aí, a sua próxima invenção é criar um reservatório para captar água do chuveiro e assim poder economizar ainda mais e ajudar o meio ambiente. "Estou pensando em como vou fazer, mas já estou estudando essa possibilidade de captar água do chuveiro também e assim não desperdiçar tanto", finaliza.

Prefeitos vão a Brasília para cobrar liberação de recursos federais
O repasse do FEX (Fundo de Auxílio aos Estados e Municípios Exportadores) ainda não foi feito em 2016 pelo Governo Federal e as prefeituras de Mato G...
Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários retomaram a 9ª rodada de negociações nesta quarta-feira (28) em São Paul...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions