A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

08/07/2015 12:13

Com dívida de R$ 571 mi, Grupo Pinesso pede recuperação judicial

Priscilla Peres
Empresa é uma das maiores em produção de grãos em MS. (Foto: Grupo Pinesso)Empresa é uma das maiores em produção de grãos em MS. (Foto: Grupo Pinesso)

Com dívida estimada em R$ 571 milhões, um dos maiores produtores de grãos e fibras de Mato Grosso do Sul pediu recuperação judicial essa semana, na comarca de Campo Grande. O Grupo Pinesso atua há 60 anos no Centro-Oeste e atribui a atual crise financeira a mudanças climáticas e variação de preço das commodities.

Veja Mais
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas

No Estado, o grupo cultiva soja, milho e algodão em aproximadamente 40 mil hectares. DE acordo com o grupo, as dívidas estão concentradas na aquisição de insumos e contratos de fornecimento de commodities. A recuperação judicial, segundo eles, é uma forma de proteger os ativos, manter os empregos e superar a crise.

José Luis Finocchio Júnio, advogado que representa o Grupo Pinesso, explica que os problemas surgiram em meados de 2012 devido ao excesso de chuva nas lavouras do Mato Grosso e Piauí. De lá para cá, a empresa ainda enfrentou " alterações relevantes nos custos de produção, variação do preço das commodities no mercado internacional e aumento da taxa de juros bancários".

Conforme matéria do Valor Econômico, a família Pinesso detém 12 fazendas e área de 110 mil hectares, divididos entre soja, milho, algodão e sorgo. O faturamento anual da empresa chega a R$ 550 milhões.

Finocchio ainda afirma que o grupo tentou, sem sucesso, negociar suas dívidas com credores de forma amigável. "A última saída encontrada foi partir para a renegociação judicial. Para tanto, foi criado um Comitê de Reestruturação para que sejam tomadas decisões rápidas e com resultado em curto prazo".

O deferimento da recuperação judicial será divulgado em 10 dias e a empresa tem 60 dias, a contar do dia 6 de julho, para apresentar um plano de ações previstas para a recuperação do grupo.

MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...
Mais de 6 mil consumidores saíram da lista de inadimplentes em agosto
Em agosto, 6.144 contribuintes de Campo Grande saíram do cadastro de inadimplentes. O número é 38,5% maior que o de julho, quando 4,4 mil pessoas rec...
Prefeitos vão a Brasília para cobrar liberação de R$ 13 mi em recursos
O repasse do FEX (Fundo de Auxílio aos Estados e Municípios Exportadores) ainda não foi feito em 2016 pelo Governo Federal e as prefeituras de Mato G...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions