A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

30/03/2016 12:55

Com saldo de 121 vagas, município lidera geração de emprego em fevereiro

Dados do Caged mostram que no segundo mês do ano ocorreram 2.027 contratações e 1.906 demissões em Dourados

Helio de Freitas, de Dourados
Agropecuária está entre setores que mais contrataram em fevereiro em MS (Foto: Eliel Oliveira)Agropecuária está entre setores que mais contrataram em fevereiro em MS (Foto: Eliel Oliveira)

Na contramão do país, o município de Dourados, a 233 km de Campo Grande, liderou a geração de empregos em fevereiro deste ano, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e emprego).

Veja Mais
Feira de negócios começa hoje na Capital, e velejador Lars Grael fará palestra
Bancários voltam a negociar reajuste e fim da greve nesta terça-feira

A segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, com 214 mil habitantes, teve saldo positivo de 121 empregos no mês passado, resultado de 2.027 contratações contra 1.906 demissões.

“Temos que comemorar este resultado positivo. Vivemos uma profunda recessão no país e aqui continuamos a gerar empregos. Nossa cidade tem um grande potencial e continua atraindo empresas. Além disso, os empresários locais não se deixam abater, trabalham e investem”, afirmou o prefeito Murilo Zauith (PSB), ao avaliar os números.

Outros municípios – Depois de Dourados, Três Lagoas aparece com 120 vagas de emprego positivas, em terceiro ficou Sidrolândia com 95, em quarto Maracaju com 88 e em quinto Campo Grande, com 80 vagas de saldo positivo.

Paranaíba fechou 50 postos de trabalho, Corumbá perdeu 72 empregos e Aquidauana demitiu 80 trabalhadores a mais do que contratou.

Estado – Em todo o Mato Grosso do Sul, conforme o Caged, foram criados 1.124 empregos celetistas (com carteira assinada) em fevereiro. O resultado foi 0,22% superior ao de janeiro. Entretanto, foi o segundo pior fevereiros dos últimos 14 anos. O pior nesse período foi o de 2005, quando o saldo positivo foi de 1.039 vagas.

Os setores de atividade econômica que mais contribuíram para o resultado positivo no Estado foram a agropecuária (664 empregos) e construção civil (568). No setor da Indústria de transformação foram fechados 244 postos de trabalho e no comércio o saldo negativo entre contratações e demissões foi de 188 postos.

Mato Grosso do Sul foi um dos seis Estados que criaram empregos no Brasil em fevereiro e ficou na quinta posição. Rio Grande do Sul (6.070 postos gerados), Santa Catarina (4.793), Mato Grosso (3.683) e Goiás (2.327) aparecem na frente.

Os setores que mais geraram empregos no Estado foram a agropecuária com 664 vagas, construção civil com 568 e serviços, com 376 contratações a mais que demissões.

Os serviços industriais de utilidade pública fecharam 27 vagas, o comércio fechou 188 e a indústria de transformação eliminou 244 postos de trabalho.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions