A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

10/09/2015 11:37

Combustíveis pressionam aumento da inflação em 0,25% na Capital

Liana Feitosa
(Foto: Arquivo/ Campo Grande News)(Foto: Arquivo/ Campo Grande News)

Aumentos no preço do etanol e da gasolina em agosto deste ano pressionaram o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em Campo Grande. Na Capital, o aumento gerado pelo preço da gasolina (0,67%) foi de 6,44% e, do etanol (0,60%), de 9,12%.

Veja Mais
Produtos de limpeza ficam mais caros e inflação sobe 0,31% em agosto
Inflação da Capital é a segunda mais baixa do país em junho, diz IBGE

Em geral, na principal cidade sul-mato-grossense, o índice de agosto de 2015 teve aumento de 0,25%, contra 0,52% em julho. Se for considerado o acumulado do ano, a variação do índice foi de 6,61%, e de 10,17% nos últimos 12 meses.

Já a média nacional, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), foi a menor dos últimos cinco anos para este mês. Em 2010, o índice foi de 0,04% em agosto e, no mesmo mês deste ano, chegou a 0,22%.

Aumento - Itens como o preço do automóvel novo (0,30%), transporte urbano (0,60%), etanol (0,60%) e gasolina (0,67%) pressionaram o aumento do índice na média nacional.

No caso do grupo alimentação e bebidas, houve ligeira queda de 0,01% devido ao fato de que produtos como a batata-inglesa (14,75%), o tomate (12,88%) e a cebola (8,28%), custarem menos em agosto na comparação com julho.

Queda - Esses itens, juntos, tiveram contribuição de 0,10 p.p. na queda do índice do mês. Já produtos como a farinha de mandioca (4,40%), alho (2,74) e hortaliças (1,37%) subiram em agosto.

No grupo habitação (0,29%), a energia elétrica apresentou queda de 0,42% em agosto, o que não ocorria desde março de 2014, quando ficou em 0,87%. Isso refletiu redução no PIS/COFINS na maioria das regiões pesquisadas.

Além da energia elétrica, o botijão de gás ficou, em média, 0,44% mais barato em agosto. Em Campo Grande, a queda foi de 2,69%. No entanto, em contrapartida, já foi anunciado aumento do valor do gás de cozinha que, devido a reajuste recente da Petrobras, passa a custar R$ 70 ao consumidor final em Campo Grande em setembro.

Índice - Já o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) apresentou variação de 0,25% em agosto e ficou 0,33 p.p. abaixo do resultado de 0,58% de julho. Com isto, o acumulado no ano fechou em 7,69%, bem acima da taxa de 4,11% relativa à igual período de 2014.

Na Capital, a variação em agosto foi de 0,18%, contra 0,56% apresentada em julho. Na variação acumulada do ano, o índice chegou a 6,64%, e de 10,01% nos últimos 12 meses.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions