A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

05/11/2014 10:03

Comércio aguarda melhor mês do ano e vai contratar 800 temporários

Helio de Freitas, de Dourados
Lojistas ainda não têm uma estimativa, mas aguardam mês do 13º para impulsionar as vendas (Foto: Eliel Oliveira)Lojistas ainda não têm uma estimativa, mas aguardam mês do 13º para impulsionar as vendas (Foto: Eliel Oliveira)

As entidades do setor comercial ainda não têm uma estimativa de faturamento, mas os lojistas de Dourados, a 233 km de Campo Grande, já contam os dias esperando o mês de dezembro, melhor período do ano para as vendas.

Veja Mais
Bancários entram no 25º dia de greve sem previsão de retorno ao trabalho
Com maior carga tributária do mundo, remédios consomem renda dos idosos

Com 207 mil habitantes e polo de uma região de 800 mil moradores, a cidade tem no comércio e na prestação de serviços a sua principal atividade econômica. Na época do Natal, o centro comercial da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul ferve de gente fazendo compras, para a felicidade de comerciantes e vendedores.

O melhor período de vendas do comércio ajuda também o trabalhador à procura de emprego. Pelo menos 800 temporários devem ser contratados, sendo 200 deles pelas lojas do Shopping Avenida Center e os demais para o comércio do centro, segundo previsão do presidente do sindicato varejista de Dourados, Valter Castro, que também é diretor da Aced (Associação Comercial e Empresarial). “Algumas lojas já começaram a contratar, mas o maior número ocorre em dezembro”, afirmou.

O 20 de dezembro, aniversário de emancipação de Dourados (cidade faz 79 anos em 2014), é considerado pelos comerciantes como o melhor dia para as vendas, porque muitas empresas e órgãos públicos pagam o 13º nessa data e os trabalhadores aproveitam para antecipar as compras de Natal. Entretanto, historicamente existe polêmica devido ao funcionamento do comércio nesse dia, pois os descentes dos pioneiros defendem o feriado como homenagem aos fundadores da cidade.

Luzes de Natal – A decoração natalina no centro comercial de Dourados já está sendo preparada pela prefeitura. O serviço começou com a instalação das lâmpadas em postes e árvores da avenida Marcelino Pires.

Para incentivar os comerciantes a decorar a fachada e o interior das lojas e atrair ainda mais os clientes, a Aced lançou em outubro o XII Concurso de Vitrinismo e XVII Concurso Luzes de Natal 2014. As inscrições podem ser feitas de 24 de novembro a 15 de dezembro. O julgamento será no dia 16 de dezembro, às 19h, feito por júri técnico formado por profissionais da área e instituições convidadas.

O concurso de vitrinismo é para a área interna dos estabelecimentos comerciais e leva em conta criatividade, inovação, beleza, visibilidade da decoração, iluminação e harmonia. Já o concurso Luzes de Natal avalia a área externa de estabelecimentos comerciais, prédios públicos, instituições religiosas, galerias e condomínios comerciais. Neste ano não tem categoria residencial. Os dois concursos pagam prêmio em dinheiro aos vencedores.

Crédito – Em Dourados não existe uma campanha para incentivar o consumidor a negociar as dívidas e recuperar o crédito, como ocorre atualmente em Campo Grande. A Associação Comercial disponibiliza aos associados a Central de Recuperação de Crédito, um suporte de recuperação de dívidas inscritas no SPC (Sistema de Proteção ao Crédito), criado em 2012 e que funciona o ano todo.

Conforme a assessoria de imprensa da Aced, são pelo menos 33 mil consumidores inscritos no SPC em Dourados. Juntos, eles devem R$ 16 milhões aos estabelecimentos comerciais.

Os números são alarmantes na avaliação do contabilista Francisco Eduardo Custódio, diretor de SPC da Aced. “O volume da dívida é muito preocupante. Estes consumidores estão com crédito restrito, mas do outro lado há um volume enorme de empresários levando prejuízo”.

A Central de Recuperação de Crédito oferece aos comerciantes associados da Aced o serviço de cobrança através de uma empresa terceirizada. “A Central de Recuperação de Crédito funciona como um intercâmbio entre o devedor e o empresário. Na verdade, é sinônimo de uma campanha permanente de nome limpo”, afirmou Custódio.

Com 207 mil habitantes, Dourados tem no comércio e serviços sua principal atividade econômica (Foto: Eliel Oliveira)Com 207 mil habitantes, Dourados tem no comércio e serviços sua principal atividade econômica (Foto: Eliel Oliveira)
Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Cotado a R$ 3,256 na venda, após dois dias seguidos de baixa, o dólar comercial fechou esta quinta-feira (29) com alta de 1,05%. Com isso, a moeda no...
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions