A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

04/11/2014 21:15

Consultas no primeiro dia de campanha são 34% maior que o esperado

Priscilla Peres
Atendimento está sendo realizado na praça Ary Coelho até sábado. (Foto: Marcos Ermínio)Atendimento está sendo realizado na praça Ary Coelho até sábado. (Foto: Marcos Ermínio)

No primeiro dia da Campanha Nome Limpo em Campo Grande, o número de consultas ao SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) no balcão da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), foi 34% maior do que o esperado pela organização. A expectativa era de 1.200 e foram feitas 1.609 consultas.

Veja Mais
Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas

A campanha começou ontem e segue até o dia 8 de novembro, com atendimento na praça Ary Coelho das 8 às 18h de segunda a sexta-feira e sábado das 9h às 16h. Estão participando 679 empresas no feirão de negociação com estimativa de recuperar R$ 4,5 milhões ao comércio de Campo Grande.

A intenção é dar ao consumidor a oportunidade de aproveitar seu décimo terceiro salário para quitar débitos junto ao comércio, limpar o nome no SCPC e voltar a ter acesso facilitado ao crédito para as compras das tradicionais festas de fim de ano. Para isso, as empresas oferecem descontos de 10% até 100% sobre juros, além da possibilidade de negociar os débitos e pagar de forma parcelada.

Além de renegociar dívidas, os visitantes também podem participar de um workshop sobre orientação financeira, com o intuito de de que as pessoas não voltem para a lista de inadimplentes. Intitulada “Estou ganhando pouco e gastando muito” e ministrada pela economista Bianca Brandão, a palestra acontece até a próxima sexta-feira (7), com sessões diárias, sempre às 10h da manhã.

Segundo a economista, os temas abordados durante o workshop são variados e buscam fazer com que os consumidores reflitam sobre os malefícios e os prejuízos causados pela inadimplência. “Apresento aos visitantes pesquisas importantes que sintetizam todos os males oriundos pelas dívidas. Falo desde o reflexo que a inadimplência causa no casamento, por exemplo, como também os prejuízos causados no trabalho”, explica Bianca.

 

Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Cotado a R$ 3,256 na venda, após dois dias seguidos de baixa, o dólar comercial fechou esta quinta-feira (29) com alta de 1,05%. Com isso, a moeda no...
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions