A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

27/08/2014 10:40

Consumidor recebe com reclamação tarifaço da energia elétrica

Marta Ferreira
Valmir Bessa, comerciante de Camelódromo, reclama de aumento na tarifa de energia. (Foto: Léo Lima/Perfil News)Valmir Bessa, comerciante de Camelódromo, reclama de aumento na tarifa de energia. (Foto: Léo Lima/Perfil News)

A partir de hoje, a energia elétrica está em média 37% mais cara em cinco cidades de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas, Brasilândia, Santa Rita do Parto, Selvíria e Anaurilândia, que são abastecidas pela empresa paulista Elektro. Na maior e mais industrializada das cinco cidades, Três Lagoas, de mais de cem mil habitantes, a tarifa mais cara foi recebida com indignação.

Veja Mais
Após dois dias, negociação 'trava' e greve dos bancários continua
Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue

“Atualmente, já pago uma exorbitância de R$ 80, R$ 90 por mês, quanto mais agora com esse aumento de 35% nas contas de luz daqui para frente”, desabafou ao jornal Perfil News a dona de casa Juliana Gomes, moradora no Jardim Oiti.

De acordo com o jornal on-line, no Shopping Popular, conhecido como “Camelódromo”, que tem 108 boxes, o aumento também foi recebido com reclamação. No local, a conta final de consumo é repartida entre os comerciantes. Valmir Bessa, há cinco anos no estabelecimento, acredita que a fatura vai encarecer em R$ 20,00

Em casa, segundo ele, onde paga em média R$ 65 por mês, também vai ser preciso mudar hábitos. “A gente faz economia; mas, com esse aumento, vamos ter que economizar ainda mais”, comentou.

O aumento da Elektro, que vale para 228 municípios de São Paulo e cinco de Mato Grosso do Sul foi o maior já autorizado este ano pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e uma das justificativas é que a empresa teve mais gasto com a compra de energia neste ano.

Existe um temor, entre os representantes dos consumidores da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) de que a empresa também tenha um tarifaço, em abril de 2015, quando é o reajuste anual da companhia, que atende 74 municípios do Estado.

Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários retomaram a 9ª rodada de negociações nesta quarta-feira (28) em São Paul...
Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22
O dólar comercial inverteu o movimento no final da tarde, após operar em alta durante quase toda a sessão. A moeda norte-americana fechou esta quarta...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions