A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

28/05/2014 10:18

Consumidor sai à caça do “kit contra frio” e encontra preços estáveis

Caroline Maldonado
Botas estilo montaria são as mais vendidas (Foto: Cleber Gellio)Botas estilo montaria são as mais vendidas (Foto: Cleber Gellio)
Conjuntos e meias com tecido soft são os preferidos das crianças, de acordo com os vendedores do Camelódromo (Foto: Cleber Gellio)Conjuntos e meias com tecido "soft" são os preferidos das crianças, de acordo com os vendedores do Camelódromo (Foto: Cleber Gellio)

Para ficar  aquecido nesse inverno o campo-grandense não vai gastar muito além do que gastou no ano passado. O “kit contra frio”, composto por um sobretudo, camiseta de manga longa, meias e cachecol custa cerca de R$ 168, conforme pesquisa realizada pelo Campo Grande News no centro da cidade e camelódromo.

Veja Mais
Comércio adere ao verde-amarelo, mas está pessimista com a Copa
Com feriado e Copa, comércio teme pior "Dia dos Namorados" em 5 anos

As baixas temperaturas estão aquecendo as vendas nessa semana e os lojistas, que vinham reclamando do movimento desde o início do mês de maio, já começam a se animar. Para a vendedora do Camelódromo, Thaís Santos, o frio tem o poder de fazer “o dinheiro do cliente aparecer”. Ela conta que as pessoas compram poucas peças, procurando sempre economizar, mas quando surge o frio, eles não têm como evitar as compras. “As pessoas sempre pesquisam, querendo preços ainda mais baixos”, conta.

Moletons e botas modelo montaria são os itens preferidos, de acordo com os comerciantes entrevistados. Os lojistas asseguram que os preços não tiveram alta e os clientes aproveitam. Quanto à forma de pagamento a preferência é o cartão de crédito ou da própria loja. “Geralmente, as pessoas vem pagar a parcela do cartão na loja e levam mais três ou quatro sapatos”, conta a gerente da loja Studio Z, Aline Carla Clink.

Segundo a gerente, a venda dos calçados já subiu cerca de 5% desde a última semana. Nesse ano, Aline conta que a loja investiu na oferta da botas estilo montaria. “Nós aumentamos esse tipo de bota, porque pelo que pudemos perceber é o estilo favorito na região”, conta a gerente. O valor da bota varia entre R$ 89 e R$ 300 nas lojas do centro.

Para economizar, os clientes precisam apenas de tempo para pesquisar, pois os preços de algumas peças variam muito. Dentre as lojas do centro e o Camelódromo, as camisas de manga longa femininas variam entre R$ 20 e R$ 45. Já os moletons custam entre R$ 65 e R$ 80. As jaquetas e os sobretudos, que aquecem mais custam entre R$ 80 e R$ 100, nas lojas mais populares.

“Kit infantil” - O movimento maior, no Camelódromo, é nos boxes que vendem roupas e sapatos infantis. O “kit frio infantil” sai bem mais em conta, mas ainda assim os clientes pesquisam antes de comprar, de acordo com a vendedora Michele Alves da Silva. “Os casaquinhos estão praticamente o mesmo preço do ano passado, não tem como diminuir”, afirma a vendedora.

Michele conta que o conjunto de frio favorito das crianças é o feito com um tecido chamado “soft”. Trata-se “um tecido 'fofinho' e mais leve do que os dos moletons convencionais, que deixa as crianças mais a vontade e aquece bastante”, explica a vendedora. O conjunto de “soft” custa entre R$ 25 e R$ 35. Já as botas infantis, que também estão entre os mais vendidos, custam entre R$ 45 e R$ 55.

“As vendas aumentaram como frio, mas ainda assim não está sendo como no ano passado. Como eu já sabia dessa tendência fiz um estoque não muito alto, que acredito que vou vender tudo, se fizer mais alguns dias de frio”, afirma Renata. Ela acredita que a instabilidade política da Capital tem refletido nas vendas, já que boa parte dos clientes são funcionários públicos. “Acho que essas trocas de prefeito estão deixando o pessoal inseguro para gastar dinheiro”, destaca.

Moletons são os preferidos dos clientes (Foto: Cleber Gellio)Moletons são os preferidos dos clientes (Foto: Cleber Gellio)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions