A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

21/11/2014 14:56

Dilma define quatro ministros, entre eles o da Fazenda, Joaquim Levy

Marta Ferreira
Joaquim Levy, ex-secretário do Tesouro, vai ser o ministro da Fazenda. (Foto: Agência Brasil)Joaquim Levy, ex-secretário do Tesouro, vai ser o ministro da Fazenda. (Foto: Agência Brasil)

Acaba hoje a dúvida que tem feito o dólar oscilar, normalmente para cima, no mercado financeiro brasileiro: a presidente Dilma Rouseff (PT) divulga hoje o nome de seu ministro da Fazenda no segundo mandato, em substituição a Guido Mantega. O escolhido, segundo o jornal Folha de S.Paulo, é Joaquim Levy, ex-secretário do Tesouro na administração de Luís Inácio Lula da Silva.

Veja Mais
Bancários voltam a negociar reajuste e fim da greve nesta terça-feira
Com cautela no exterior, dólar fecha praticamente estável a R$ 3,24

Ainda segundo o jornal paulista, Dilma também já escolheu Nelson Barbosa para ocupar a pasta do Planejamento, hoje sob o comando de Miriam Belchior.

Completando as pastas da economia, ainda conforme a Folha de S.Paulo, o candidato derrotado ao governo do Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), assumirá o Ministério do Desenvolvimento e Indústria.

O terceiro ministério cujo titular Dilma deve apresentar hoje é de grande interesse para o Estado, a pasta da Pecuária e Agricultura. O nome dado como certo é da senadora Kátia Abreu (PMDB). Ela é presidente da CNA (Confederação Nacional da Agricultura).

Os anúncios serão feitos só depois do fechamento das bolsas de valores nesta sexta-feira.

Kátia Abreu, senadora e presidente da CNA. (Foto: Agência Brasil)Kátia Abreu, senadora e presidente da CNA. (Foto: Agência Brasil)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions