A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

07/10/2015 23:57

Em balanço nacional, Confederação diz que greve fechou mais de 8.700 agências

Agência Brasil


A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) informou hoje (7) à noite que aumentou o número de agências bancárias fechadas no segundo dia de greve dos bancários.
De acordo com a entidade, 8.763 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados permaneceram fechados em todo país, 2.512 a mais que ontem (6), representando um aumento de 40%. A categoria reivindica 16% de reajuste (incluindo reposição da inflação mais 5,7% de aumento real), entre outras pautas, como o fim do assédio moral e das metas abusivas.
A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu 5,5% de reajuste nos salários e nos vales, além de abono de R$ 2,5 mil, não incorporado aos salários. A Contraf informou que, entre 2004 e 2014, os bancários conquistaram 20,7% de ganho real nos salários e 42,1% no piso.
Para o presidente da Contraf, Roberto von der Osten, o maior obstáculo na negociação é porque os bancários querem manter o modelo de negociação de aumento salarial, no qual há reposição da inflação mais ganho real, enquanto a Fenaban oferece índice abaixo da inflação mais abono.
Com a greve, os consumidores devem ficar atentos ao pagamento de faturas, boletos bancários e outros tipos de cobrança.
A Fenaban lembra que a população tem à disposição caixas eletrônicos, internet banking, aplicativos do banco no celular, operações bancárias por telefone e também pelos correspondentes (agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais) como alternativas para realizar transações financeiras.

Veja Mais
Pequena central hidrelétrica de MS receberá R$ 140 mi em investimentos
Negociação pode por fim a greve dos bancários que completa 22 dias hoje




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions